Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

spaghetti com burrata, milho, tomate cherry assado e vinagrete de manjericão, a receita ideal para dias de calor

A senhora, minha mulher foi definitivamente expatriada da cozinha desta casa depois do jantar de ontem à noite. No meio de posts para escrever, emails para responder e vídeos para rever pedi-lhe um simples e inócuo favor: que temperasse os hambúrgueres que íamos comer ao jantar. É uma tarefa simples que não tem como enganar: é só deitar umas pedrinhas de flor de sal por cima do hambúrguer e já está. Tudo o resto – a delicadíssima tarefa de grelhar o hambúrguer sem o cozer – ficaria a cargo do nosso mini-chef Mistério que será um dia o Alan Ducasse da Reboleira.

Feita a tarefa com orgulho, a minha querida Mulher Mistério anunciou que os hambúrgueres estavam temperados na perfeição e podiam ser grelhados. Acontece que, ao sentar-me à mesa e ao espetar a primeira garfada no hambúrguer, percebi que, por baixo da fina camada do molho blue cheese delicadamente preparado pelo nosso querido Filho Mistério, estava uma fina película de plástico que envolvia o hambúrguer. Traduzindo: a minha prezada Mulher Mistério fez o favor de temperar os hambúrgueres ainda embalados pelo talho.

Isto tudo para anunciar que, depois de a ver terminantemente proibida de entrar na cozinha por toda a família, tenho finalmente liberdade para cozinhar um fantástico spaghetti de Verão que descobri no fabuloso blog Half Baked Harvest. Só tem ingredientes saudáveis, mas tem massa. E isso seria absolutamente proibido pela dieta Dela. No entanto, como não pode entrar na cozinha, não saberá o que aí vem. O máximo que admito é fazer esta receita com spaghetti sem glúten, o que já não é nada mau.

 

 

as minhas 3 receitas preferidas de papas de aveia

Já admiti aqui que estou completamente viciada em papas de aveia. Até parece mentira: eu viciada numa receita saudável, que não inclui pão, feijão, doces ou sobremesas hipercalóricas… Sou de facto uma mulher nova e, serei, um dia destes, uma mulher nova e magra, encontre eu força de vontade algures dentro de mim… Uma pessoa tem de começar por algum lado, por isso, a minha dieta recomeça todos os dias ao pequeno-almoço, com receitas saudáveis como estas. E hoje decidi eleger as minhas três receitas preferidas.

 

Papas de Aveia Vegan, Sem Glúten e Sem Açúcar 

19071617_S36kZ.jpeg

Esta receita do blog Oh She Glows fica ótima servida quentinha, mas o ideal é prepará-la de véspera, assim, no dia seguinte, só tem de aquecer as papas de aveia durante um minuto ou dois. A grande vantagem desta receita é que os ingredientes são todos vegan, sem glúten e sem açúcar, logo, super saudáveis: banana, sementes de chia, aveia sem glúten, canela, leite de amêndoa... E já sabe, pode abusar dos toppings: amêndoas, sementes de abóbora, canela, flocos de coco tostados, arandos ou cerejas secas... A escolha é sua! Encontre todos os detalhes aqui.

 

vídeo: levámos 5 miúdos a almoçar num restaurante michelin para celebrar o dia da criança

IMG_6231.jpg

Qual a melhor maneira de celebrar o Dia da Criança se não for sentado à mesa com uma magnífica refeição à frente? O problema é que aquilo que é magnífico para um inspector do Guia Michelin pode não ser tão magnífico assim para uma criança de seis anos. E, por isso, decidimos lançar o desafio ao chef Joachim Koerper, detentor de uma honrosa estrela Michelin no restaurante Eleven, em Lisboa, e outra acabadinha de ganhar no Eleven Rio, no Rio de Janeiro: será possível conquistar cinco crianças dos 5 aos 8 anos com amuse bouches, peixes marinados e pratos de autor?

 

 

 

as dicas essenciais de gordon ramsay para fazer a massa e o arroz perfeitos

11167677_935864109770187_3195082963719028606_n.jpg

A única forma segura de interagir com Gordon Ramsay é esta: ele na Austrália e nós aqui, à frente do computador, protegidos dos seus inflamados ataques de fúria por milhares de quilómetros de distância. E é assim que pode conhecer as dicas essenciais do chef mais polémico do mundo da culinária para fazer a massa e o arroz perfeitos. E se ele diz que são perfeitos, é melhor não duvidar porque senão ele mete-se no avião para lhe explicar pessoalmente, no mesmo tom de voz com que fala com os seus cozinheiros. Agora pegue no bloco de notas e toca a decorar tudo.

 

quer conhecer o dona quitéria, o restaurante que eddie redmayne escolheu para jantar em lisboa?

Sou provavelmente uma das maiores fãs do Eddie Redmayne. Acho-o um poço de talento, giro, humilde, simpático e muito boa pinta. Tem aquele ar de aristocrata inglês que nem o príncipe William (colega de escola do ator) consegue ter. Por isso, fiquei em estado de choque quando descobri que o premiadíssimo ator esteve em Portugal e que não nos cruzámos por... por... alguns meses. Sim, infelizmente, estivemos no Dona Quitéria, no Príncipe Real, uns meses antes de Eddie Redmayne, que foi lá jantar na sexta-feira passada, para provar os petiscos tipicamente portugueses desta antiga e castiça mercearia.

13263711_1747003465544518_3945955407296172192_n.jp

 

bolo de chocolate com mousse de manteiga de amendoim para fazer em poucos minutos numa caneca no microondas

Domingo sem bolo é como o Verão sem caracóis. E, como felizmente já comi uns deliciosos caracóis este ano, também vou comemorar este domingo com um fabuloso bolo de chocolate cremoso com uma cobertura de mousse de manteiga de amendoim. E tem uma vantagem adicional: esta receita do óptimo blog Yammie's Noshery é feita em poucos minutos no microondas. 

Tudo o que vai precisar é de manteiga, manteiga de amendoim, extracto de baunilha, um ovo, açúcar, farinha, cacau em pó, flor de sal, fermento e pepitas de chocolate. Para a mousse de manteiga de amendoim, separe queijo creme, manteiga de amendoim, extracto de baunilha, natas batidas e açúcar de confeiteiro. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita original aqui.

IMG_1774.JPG

 

ovos estrelados no buraco de um bagel… nunca mais é amanhã!

Domingo vai ser o meu Dia da Asneira desta semana. Por isso, estou a contar os minutos porque, desde que descobri esta incrível receita do blog Food 52, estou a sonhar com este pequeno-almoço, ideal para um domingo sem stress nem pressas. Esta é daquelas receitas que é muito mais do que a soma das partes: É… é… é uma maravilha! Já comprei tudo para amanhã: um bagel, manteiga, dois ovos, sal e pimenta moída. Dá para duas pessoas, para mim e para o meu querido Marido Mistério. Desta vez até vou eu para a cozinha. Ele merece e, na verdade, esta receita é tão fácil que até eu consigo fazer.

f5d11cec-b33e-467b-ac6b-567db2b5536b--2015-1104_to

 

 

 

 

neste título só preciso de lhe dizer três simples palavras: risotto de morangos

Abra essas goelas de espanto que este texto é um verdadeiro golpe de Estado culinário. Descobri a mais inesperada, surpreendente, original e impensável receita de risotto. Uma receita que é capaz de misturar a cremosidade do risotto com a doçura da fruta. Uma receita que consegue dar-lhe um prato perfeito para os dias de calor.

Senhoras e senhores, meninos e meninas, apresento-lhes o risotto de morango. Como é que eu nunca me lembrei de uma combinação destas na minha intensa vida de provador oficial do reino cibernético? Porque infelizmente nunca antes tropecei nesta maravilha do fantástico site Food52. Foi nessa meca da cozinha que descobri esta tentação irresistível.

89d3f3b3-e2f5-4f72-9bd6-ce4a940487a5--2016-0517_sa

 

novidade! novidade! os melhores éclairs de lisboa chegaram ao mercado da ribeira e eu não sei como vou resistir a esta tentação

Está uma pessoa de dieta e tem de dar uma notícia destas. Isto é que é amor pelos nossos leitores… Lembra-se de lhe termos contado aqui a nossa deliciosa experiência no L’Éclair na Avenida Duque D’Ávila, em Lisboa? Pois é… o sucesso tem sido tal que agora já se expandiu para o Mercado da Ribeira.

13198384_1107853385940239_3899136482731096260_o.jp

 

morangos grelhados com natas de coco batidas, uma sobremesa deliciosa e saudável para animar o fim-de-semana

Faça atenção: esta é a receita mais fácil de fazer e mais rápida de explicar da temporada. Pode ser um divinal pequeno-almoço, uma fenomenal sobremesa, um sensacional lanche ou outras coisas de que se lembrar acabadas em "al". E é tão simples como isto: morangos grelhados com natas de coco batidas. Ah, claro, falta aquele detalhe essencial: é light. Ou, pelo menos, semi-light.

O segredo está nas natas de coco, feitas com leite de coco batido, o que representa um desconto calórico e gorduroso apreciável em relação às natas normais. Para fazer esta maravilhosa invenção do fantástico blog Dishing up the Dirt, só vai precisar de uma lata de leite de coco gordo deixado no frigorífico durante a noite, morangos, xarope de ácer, extracto de baunilha, azeite e uma simples colherzinha de sopa de mel, para não engordar muito. Pode ver as quantidades certas de cada ingrediente consultando a receita original aqui.

roasted-strawberries.jpg

 

mini shots de melancia com tequilla para celebrar o regresso de mais um feriado

Ok, tecnicamente os shots não são de melancia. Mas como parecem mini melancias, a autora da receita, do ótimo blog Kirbie Cravings, chama-lhes assim e eu achei graça... porque a gelatina de morango é colocada dentro de cascas de lima enfeitada com sementes de sésamo pretas e engana mesmo! É a receita ideal para os adolescentes enganarem os pais – ainda bem que os nossos filhos adolescentes não lêem o nosso blog, porque só dou más ideias...

Como hoje voltou a ser feriado, já tenho um pretexto para celebrar com esta maravilhosa receita. Só preciso de gelatina de morango, tequilla, água a ferver, cascas de lima e sementes de sésamo. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

watermelon-jello-shots-17.jpg

 

este é um dos melhores restaurantes do porto (e tem um dos melhores bolos de chocolate do país): chega para o fazer ler este texto?

13177246_1213513578661913_4681491030137366550_n.jp

Há alguma coisa melhor do que um restaurante onde se come maravilhosamente? Há! Um restaurante onde se come maravilhosamente por um preço simpático. E, neste caso, quando falamos de simpático não falamos de sorrisinhos na cara – falamos de sorrisinhos na carteira.

A Casa de Pasto da Palmeira, em plena Rua do Passeio Alegre, no Porto, é isso tudo: um restaurante com uma comida maravilhosa e surpreendente, com uma esplanada mesmo de frente para o Douro e com preços tão baixinhos como a perna esquerda do Marques Mendes. O culpado de tudo isto chama-se João Pupo Lameiras e, aos 30 anos, é já, para mim, um dos melhores chefs portugueses.

 

 

dois novos hotéis de charme em lisboa e no porto para os sortudos que vão fazer ponte

almalusa-baixa-amp-chiado-gallery5_-almalusa_baixa

São novos, são muito giros e não são caros. E o melhor de tudo? Sim, ainda há mais: ambos têm uma excelente localização. Se é daqueles que tem a sorte de fazer ponte este fim-de-semana, aqui ficam duas sugestões bem simpáticas e com muita pinta para aproveitar da melhor forma Lisboa ou o Porto.

 

o pequeno-almoço ideal para este feriado: panquecas de chocolate com molho de chocolate (nós merecemos...)

Ao ver panquecas e chocolate juntos no pequeno-almoço eu tenho sensivelmente a mesma sensação que o Jerónimo de Sousa tem ao ver Mário Nogueira e Estaline juntos num cartaz – Orgulho! Glória! Prazer! E é isso mesmo que está aqui hoje à nossa frente: não a dupla Nogueira-Estaline, mas o binómio panqueca-chocolate. É provavelmente a mais deliciosa e irresistível tentação já alguma vez vista numa mesa portuguesa.

E não estamos evidentemente a falar de um simples molho de chocolate deitado por cima de umas panquecas. Estamos a falar de uma fabulosa massa de panqueca achocolatada, com o próprio do chocolate infiltrado nas entranhas da panqueca. Depois, ainda leva por cima o tal molho de chocolate e umas framboesas frescas para cortar o excesso de calorias.

Esta genial receita é obra do famoso chef americano Bobby Flay e foi aqui adaptada pelo sempre oportuno Buzzfeed. Pode não ser a coisa mais dietética do mundo, mas será seguramente uma das mais geniais.

enhanced-21782-1463527085-6 (1).jpg

 

 

brownies saudáveis sem glúten, sem lactose e sem culpas!

Não sei se também vos acontece mas quando estou de dieta, tenho desejos de tudo o que não posso comer. Nunca tive desejos nas gravidezes, mas agora tem sido uma autêntica desgraça: quase todos os dias chego ao fim das minhas parcas refeições com uma vontade imensa de comer qualquer coisa doce. Até pode ser um quadrado de chocolate preto, só pelo pequeno prazer de pecar. Por isso, quando descobri estes brownies saudáveis do ótimo blog Ambitious Kitchen, as minhas hormonas começaram aos saltos e o meu cérebro fixou-se numa única obsessão: “Eu tenho de experimentar esta maravilha!”; “Eu tenho de experimentar esta maravilha!”

É sempre bom lembrar (sobretudo a mim própria para eu me convencer de que não me vou desgraçar outra vez) que esta receita tem poucos hidratos, não tem glúten nem lactose e até é permitida pela dieta paleolítica! Logo, é super saudável!

E quando eu fico obcecada, o meu querido Marido Mistério sabe que só tem uma opção: ir para a cozinha. E o que é que Ele vai precisar para fazer estes deliciosos brownies? Já tratei de tudo (sim, porque eu sou uma mulher muito prendada): óleo de coco, açúcar de coco, extrato de baunilha, um ovo, farinha de amêndoa, cacau em pó, bicarbonato de sódio, sal e framboesas. Para o molho, Ele só precisa de pepitas de chocolate (a autora recomenda vegan ou sem lactose) e óleo de coco para finalizar. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 8 pessoas, espreite aqui a receita original.

AlmondFlourBrownies-5.jpg

 

Pág. 1/5