Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

4 truques para fazer os melhores camarões grelhados de sempre

É daqueles que tira os camarões directamente do congelador para a frigideira? (Ups...) É daquelas que tempera imediatamente os camarões antes de os cozinhar? Então vai precisar de ler este texto até ao fim. Eu sei que não é fácil aturar-me durante mais de cinco linhas (a minha pobre Mulher Mistério está sempre a relembrar-me disso...), mas vai ter de ser. Encare este post como um daqueles xaropes horripilentos que tínhamos de beber aos 5 anos de idade: custa horrores, mas vai fazer-nos bem.

Agora que já perdi metade dos leitores, desesperadamente em fuga para o blog do Manuel Luís Goucha, vamos ao que interessa. O sempre útil site Food52, que está para a culinária assim como o Corão está para o islamismo, reuniu quatro truques "geniais" (as palavras são deles) para melhorar os seus jantares de camarão. Eu, que sou um mero leigo, limito-me a reconhecer a minha insignificância e a admitir que, de facto, fazia alguns disparates quando vestia o avental. Não acredita? Então veja lá se nunca falhou em nenhuma destas dicas. 

6525fdd2-c7a0-49f5-8e85-1204c644b84c--2014-0610_je

 

1. Seque bem os camarões – mesmo bem!

Lá está: deixava os camarões descongelar e depois atirava-os para a frigideira? Ou para o forno? Erro crato (como diz o mini-misterioso mais novo numa involuntária homenagem ao ex-ministro da Educação). A superfície do camarão só vai começar a tostar depois de secar. E quanto mais tempo a humidade exterior demorar a evaporar, mais tempo o interior estará a cozinhar. Ou seja, quando finalmente conseguir ter a cor pretendida do lado de fora arrisca-se a ficar com uns camarões secos e duros do lado de dentro.

O chef americano Dan Kluger, citado pelo Food52, aconselha a descongelar os camarões totalmente, depois secá-los bem com papel de cozinha e, a seguir, deixá-los ainda a secar ao ar, dentro do frigorífico, durante uma a duas horas. Aí, sim, só precisa de os passar na frigideira ou na grelha e já está.

 

2. Tempere com sal uma a duas horas antes de os cozinhar

Outro erro frequente na Mansão Mistério: temperar e cozinhar logo a seguir. Nada disso. Tem de temperar os camarões uma a duas horas antes de os cozinhar. Depois de os secar com papel de cozinha, envolva-os em sal e deixe-os a repousar dentro do frigorífico. Já temperados. É uma espécie de salmoura seca que vai deixar os camarões mais saborosos. Use duas colheres de chá cheias de sal por cada quilo de camarão.

6d977947-8cac-434f-877f-7e73a9865252--2017-0516_ge

3. Acrescente bicarbonato de sódio ao sal

Bicarbonato de sódio?! Bicarbonato de sódio, sim senhora! O bicarbonato é alcalino e, por isso, vai acelerar a velocidade a que o exterior do camarão fica tostado, deixando o interior bem húmido e suculento. E dando-lhe aquele irresistível sabor a churrasco. Quando for temperar, acrescente ao sal meia colher de chá de bicarbonato de sódio por cada quilo de camarão.

 

4. Coloque os camarões em espetos

Fazer espetadas de camarão não é só um capricho. É a melhor forma de os secar no frigorífico e de os deixar com o interior húmido e suculento, tanto na grelha como na frigideira ou no forno. Junte os camarões bem apertadinhos no espeto, depois de temperados, e deixe-os suspensos a secar no frigorífico. Depois cozinhe-os assim na frigideira, na grelha ou no forno. Quanto mais encostados estiverem, mas protegido ficará o interior.

Agora diga lá se esta conversa toda não lhe deu fome. Eu já almoçava – mesmo a esta hora.

 

Leia ainda:

 

Uns óptimos camarões para si onde quer que esteja,

Ele

 

fotos: food52

1 comentário

Comentar post