Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

5 deliciosos e facílimos almoços para levar para a praia (e que não são sanduíches)

Está um homem sozinho a trabalhar em Lisboa, enquanto o resto do país está estendido nas praias do Algarve (e também, de pé, nas filas para os restaurantes...), e o que é que ele faz? Reza para que comece a chover e o trabalho em Lisboa custe menos? Lança um mau olhado a toda a gente que está de férias? Não, este pobre homem é generoso e benemérito e, por isso, lança-se numa incansável busca pelas melhores e mais saudáveis receitas de almoços para os felizardos veraneantes poderem levar para a praia e usufruir ainda mais das suas férias.

Escusado será dizer que, caso ainda não tenha percebido, ele (o generoso e benemérito) sou eu próprio que, além de falar de mim mesmo na terceira pessoa, como fazia o Jardel, estou aqui à frente do computador a trabalhar para si, feliz veraneante.

Não está cansado da velha e calórica sanduíche? Não está farto de comer sempre o mesmo na praia enquanto contribui para insuflar essa pobre barriga? Calculei. É por isso que hoje tenho aqui 5 deliciosas receitas de almoços frios para levar na lancheira – e que não são sanduíches. Vai ver como, depois de provar isto, não vai querer outra coisa.

 

Salada de camarão com aipo e cebolinho

Old-Bay-Shrimp-Salad-1-1

Esta deliciosa receita do blog Once Upon a Chef é mais rápida do que a própria sombra. Tudo o que tem de fazer é cozer o camarão e descascá-lo. Depois, preparar um molho misturando numa taça maionese, molho inglês, vinagre, paprika, pimenta preta, pimenta vermelha, flor de sal e mais especiarias ao seu gosto (a receita original utiliza a mistura de especiarias Old Bay, mas eu nunca a encontrei à venda em Portugal). 

Junte o camarão com o molho e com aipo cortado em pedaços e cebolinho picado. Misture bem e guarde na lancheira. Vai ver como o seu almoço vai ser diferente. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, espreite a receita original aqui.

 

Cuscuz de amêndoas com vinagrete de alperce

ready-to-eat

Não comece já a enervar-se: o vinagrete de alperce é a coisa mais fácil do mundo. Só precisa de misturar numa taça seis colheres de sopa de doce de alperce com azeite, vinagre de vinho branco, flor de sal e pimenta preta moída no momento. Não é difícil, pois não? Eu avisei...

Depois, é fazer o cuscuz. Derreta uma colher de sopa de manteiga numa panela e acrescente 350 ml de caldo de galinha. Tempere com sal se for preciso. Assim que começar a ferver, desligue o lume, acrescente o cuscuz, mexa um pouco, tape a panela e deixe assim durante cinco minutos até cozer. Mexa com um garfo para o cuscuz não ficar empapado e passe-o para uma taça grande. Depois, vá acrescentando o vinagrete de alperce enquanto mexe – o melhor é ir provando porque, se calhar, não vai precisar de usar todo o vinagrete. 

Acrescente amêndoas tostadas (se forem laminadas, melhor), cebolinho e hortelã picada. Misture tudo e é só guardar num tupperware para levar para a praia. A receita é do blog Once Upon a Chef e está aqui.

 

Salada de atum com queijo feta e tomate

20509686_NPFib

Esqueça a maionese, esqueça a batata, esqueça tudo o que existe de minimamente calórico nas rendondezas. Para fazer esta deliciosa receita do site The Kitchn, só vai precisar de atum em lata escorrido, tomatinhos cherry cortados ao meio, queijo feta, pepinos descascados e cortados em cubos, azeitonas, orégãos e salsa. 

Depois, é mais rápido do que ir dar um mergulho ao mar. Escorra o atum e misture-o numa taça com os outros ingredientes. Tempere com azeite, sumo de limão espremido no momento, flor de sal e pimenta preta. Veja aqui todos os detalhes.

 

Salada de batata doce com molho de lima e mel

Roasted-Sweet-Potato-Salad-Bite

É incrível o que uma simples batata doce pode fazer por uma salada. Esta fenomenal receita do blog Pinch of Yum é uma das nossas preferidas para a praia – além de fácil de fazer, é maravilhosa para comer fria. 

Tudo o que precisa é de uma batata doce média, sem casca e cortada em cubos, meio pimento encarnado, sem sementes e picado grosso, um dente de alho picado, uma cebola roxa picada, raspas de uma lima, feijão preto cozido e coentros picados.

Junte a batata doce com o pimento e o alho num tabuleiro forrado com uma folha de papel vegetal. Espalhe um fio de azeite por cima e leve ao forno, pré-aquecido a 200º C, durante meia hora a 40 minutos, até a batata doce começar a ficar assada por dentro. Retire tudo para uma taça e deixe arrefecer. Acrescente a cebola, as raspas de lima, o feijão preto e os coentros. Tempere com azeite, sal, pimenta, um pouco de mel, umas gotas de lima e três ou quatro gotas de Tabasco se gostar de picante. Misture e guarde num tupperware. Vai ver que ninguém o vai largar na praia. Todos os detalhes estão aqui.

 

Salada tailandesa de pepino e amendoins

Thai-Cucumber-Peanut-Salad-small-1

Mais fresca do que uma salada de pepino é difícil. Além disso, esta receita do blog Once Upon a Chef enche e não engorda por causa da quantidade de água que o pepino tem.  

Comece por cortar meia cebola roxa muito fininha e colocá-la numa taça com água fria durante dez minutos – isto vai retirar uma boa parte daquele sabor forte da cebola crua. Enquanto isso, lave bem dois pepinos e corte-os ao meio. Retire as sementes do centro e corte cada metade em fatias.

Agora trate do molho tailandês. Misture bem numa taça o sumo de duas ou três limas espremidas no momento, com azeite (ou óleo de canola), 1,5 colheres de sopa de molho de peixe, duas colheres de sopa de açúcar e um dente de alho picado fininho. Assim que o açúcar estiver dissolvido, o molho está pronto.

Guarde o molho num frasco pequeno fechado. Num tupperware, misture os pepinos com a cebola roxa bem escorrida, coentros picados, amendoins tostados e meio pimento picado (se gostar de picante, pode substituir o meio pimento por um pimento jalapeño inteiro e acrescentar uma malagueta picada). Veja as quantidades certas de cada ingrediente e a receita completa aqui.

Quando chegar à praia, é só deitar o molho por cima da salada e deliciar-se – até parece que está em casa, sentado à mesa, só que com o mar mesmo ali ao lado. 

 

Um óptimo almoço para si onde quer que a praia esteja, 

Ele

 

fotos: onde upon a chef; the kitchnpinch of yum