Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

5 receitas totalmente inesperadas e deliciosas para fazer com banana

Este não é um texto sobre gelados de banana ou smoothies de banana. Este é um texto sobre as maravilhosas receitas que podemos fazer com banana. É um texto para bananófilos convictos como eu e a minha querida Família Mistério. É um texto sobre tostas de banana, chips de banana, biscoitos de banana, curd de banana e outras fantásticas formas de utilizar aquela que é uma das frutas mais versáteis que a Humanidade já conheceu. Agora pegue no avental e ligue o forno, porque isto vai aquecer. As sugestões são do fabuloso site The Kitchn, por isso pode ver as receitas originais aqui.

 

Chips de Banana

banana-1119.jpg

Na verdade não são chips de banana, são chips de banana pincelados com coco e polvilhados com cardamomo, o que dá para perceber que é de um outro campeonato completamente diferente que estamos a falar. Juntar às rodelas de banana estaladiças e caramelizadas o coco e o cardamomo, é como juntar um microfone a Marcelo Rebelo de Sousa – parece que foram feitos um para o outro.

Tudo o que tem de fazer é cortar a banana em fatias de 3 milímetros (está a ver bem o preciosismo?), colocar as fatias em cima de uma folha de papel vegetal, pincelá-las com o óleo de coco, salpicar o cardamomo em pó por cima e levá-las ao forno, pré-aquecido a 100º C, durante cerca de 90 minutos. Vire-as ao contrário e cozinhe-as mais 60 minutos. A temperatura baixa vai secar a banana, mantendo o açúcar da fruta no interior e caramelizando-o ligeiramente. Sirva depois de as deixar arrefecer pelo menos durante uma hora. E não se preocupe porque vão continuar estaladiças quando as trincar frias. 

 

Biscoitos de Banana e Chocolate 

banana-1128.jpg

Há melhor combinação do que banana e chocolate? Talvez morangos e chocolate. Ou framboesas e chocolate. Ou uvas e chocolate. Na verdade, tudo fica bem com chocolate, mas para esta receita só vai precisar de quatro simples ingredientes, o que torna tudo mais fácil: 2 bananas maduras, 100 g de coco ralado, 45 g de flocos de aveia e 45 g de pepitas de chocolate pequeninas. 

Junte tudo – menos as pepitas de chocolate – num triturador ou na Bimby e pique até as bananas estarem desfeitas e os ingredientes bem ligados entre si. Misture as pepitas de chocolate com uma colher e faça pequenos montinhos desta massa em cima de um tabuleiro com uma folha de papel vegetal. Leve ao forno, pré-aquecido a 180º C, durante 20 a 25 minutos. Não são iguais a uns biscoitos de manteiga, mas vai ver que são uma delícia.

 

Sonhos de Banana com Miso

banana-1166.jpg

Com miso?! Com miso. Mas antes de começar a franzir a sobrancelha e a trocar-nos pelo blog do Cláudio Ramos, deixe-me explicar que é uma das melhores combinações que poderia encontrar. Não vai propriamente mergulhar umas rodelas de banana numa sopa japonesa, vai é fazer uma deliciosa sobremesa com um pouco de pasta miso.

Corte duas bananas em pedaços largos. Coloque tudo num pirex e espalhe por cima 1 colher de sopa de manteiga partida em bocadinhos e 1 colher de sopa de pasta de miso. Leve ao forno, pré-aquecido a 200º C, durante meia hora, mexendo a meio para cozinhar tudo de forma igual. Retire a banana do forno e deixe arrefecer.

Agora coloque cerca de 8 centímetros de óleo de canola numa panela de ferro e leve a lume médio-alto até atingir cerca de 180º C. Enquanto isso, misture numa taça grande 130 g de farinha, 2 colheres de sopa de açúcar mascavado, meia colher de chá de canela, meia colher de chá de fermento e 1/4 de colher de chá de sal. Noutra taça mais pequena, junte 2 gemas de ovo, 60 ml de leite, meia colher de chá de extracto de baunilha e 2 colheres de sopa de pasta miso. Envolva a banana assada nos ingredientes líquidos e depois misture tudo na taça onde está a farinha – mas tenha cuidado para não mexer demais. 

Agora tire desta mistura vários sonhos com o tamanho de uma colher de sopa e frite-os no óleo de canola, sem os sobrepor (repita várias vezes se precisar), durante três minutos até começarem a ficar dourados. Coloque-os em cima de uma folha de papel de cozinha para escorrer o óleo e polvilhe-os com açúcar em pó. Sirva com caramelo líquido ou curd de banana.

 

Curd de Banana

banana-1151.jpg

Eu ouvi alguém falar em curd de banana? Ouviu, sim, senhora. É uma espécie de lemon curd, mas com banana: óptimo para colocar em cima destes sonhos, nuns waffles, numas panquecas, numa taça de iogurte grego ou até para comer à colherada, sem cerimónias nem olhares reprovadores da minha querida Mulher Mistério.

Comece por esmagar 2 bananas numa taça. Numa taça diferente, bata 1 ovo grande, 1 gema e 50 g de açúcar. Agora, derreta duas colheres de sopa de manteiga numa panela pequena, em lume brando. Acrescente as bananas esmagadas e deixe cozinhar até começar a fazer bolhas. Retire uma colher de sopa das bananas que estão na panela e misture na taça com os ovos. Depois, deite os ovos para a panela e cozinhe até o creme começar a engrossar. Acrescente uma colher de sopa de sumo de limão e uma pitada de sal e deixe ao lume mais dois ou três minutos. Finalmente, passe o curd por um liquidificador ou pela Bimby durante uns segundos, só para desfazer os grumos e ficar com um creme suave.

 

Tosta de Banana

banana-1108.jpg

É estranho, não é? Eu também achei até dar a primeira dentada. Hoje, as tostas de banana e mel são um dos meus pratos preferidos para um pequeno-almoço de fim-de-semana (durante a semana, Ela impõe duríssimas regras de contenção calórica).

Tudo o que tem de fazer é desfazer uma banana madura com um garfo e espalhar por cima de uma tosta de pão integral ou de sementes. Depois, salpique com mel, sementes ou até com flor de sal. Vai ver a maravilha que não é.

 

Uma óptima receita para si onde quer que as bananas estejam,

Ele

 

receita e fotos: the kitchn

 

1 comentário

Comentar post