Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

pasta bucatini com mexilhão, queijo boursin e manjericão

A salvação dos restos

 

- 400g de pasta bucatini Garofalo

- 200g de miolo de mexilhão congelado

- 1 cebola

- 1 alho francês anão

- Resto de Boursin

- Manjericão

- Azeite

 

Natal + passagem de ano + férias + jantares em casa = restos, muitos restos. E esse tem sido o drama dos últimos dias: o que fazer à comida que sobrou e que está mesmo ali, pronta a transformar-se numa enorme bola de bolor? Ontem abri o frigorífico e olhei para um magnífico queijo Boursin prestes a despedir-se do mundo dos vivos. Enjoado de aspirar queijos sofregamente para não os deixar estragar, resolvi pegar num resto de pasta bucatini (é uma espécie de spaghetti mais grosso e oco por dentro) e nuns mexilhões congelados que tinha comprado há umas semanas e fazer uma massa. O Boursin é um queijo francês cremoso, meio amanteigado, feito com ervas e especiarias, com um sabor intenso mas delicado, que fica lindamente com marisco. Peguei numa cebola picada finamente, num alho francês acabado de chegar da horta que me fornece os legumes frescos em casa e juntei-os com azeite até alourar. Depois deitei os mexilhões ainda meio congelados para libertarem um pouco de água, umas folhas de manjericão picado, o resto do Boursin e mexi até o queijo se derreter num creme parecido com natas. Quando tudo começou a ficar com bom aspecto, acrescentei a massa cozida al dente e envolvi. Não se esqueça de uma coisa: depois de cozer a massa, passe-a sempre por água para tirar a goma e não a deixar colada, com aquele aspecto de cabelo seboso. Detalhe: não falei de sal e de pimenta, porque você também tem de decidir alguma coisa num prato cozinhado por si.

  

 

E agora, com ano novo, despedida nova:

Em nome de toda a equipa que produziu, realizou e levou até si este blog, um grande abraço,

Ele