Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

um almoço vegetariano delicioso e original: crostini de batata doce com lentilhas e ervilhas

Já aqui partilhei a minha obsessão por batata doce. Adoro. Amo. Venero. Além de ser ótima, porque é de facto doce, é mais saudável do que a batata normal. Passo a vida à procura de pretextos para comer batata doce. E hoje tenho um ótimo: é segunda-feira. Não chega? Para mim, é mais do que suficiente. E este prato vegetariano, do fantástico blog Modern Granola, é apetitoso e surpreendente. Inclui lentilhas, ervilhas, hortelã, espinafres, por isso, verde mais verde não há. E se é verde, é saudável.

image.jpg

 

 

quadrados de ricotta, courgette, ervilhas e pesto, um almoço improvisado para os nossos mini misteriosos

Parece um bolo mas é um prato principal. Está recheado de legumes mas os miúdos nem reparam. Tem ricotta e parmesão e toda a família rejubila. Esta incrível receita do blog donna hay é uma ótima ideia para um almoço ou um jantar improvisado a meio da semana. Saudável, deliciosa, e facílima de preparar (até eu consigo fazer!), já estou com água na boca. E, por isso, está decidido: vai ser o nosso almoço de hoje e tenho a certeza de que os miúdos vão adorar.

b2f414f7d5e4099469cf37dcc794e2b2.jpg

 

salada de batata doce, lima e mel: a receita ideal para esquecer os excessos do fim de semana

A minha relação com a minha querida Mulher Mistério é baseada em respeito: eu respeito-a a ela – e Ela respeita isso. Por isso, quando Ela aparece em casa com uma receita nova, esta nossa relação de respeito obriga-me a ir para a cozinha fazer um respeitoso prato para a refeição seguinte. Especialmente se a receita for light. E mais especialmente ainda se for uma salada deliciosa como esta – ideal para levar para o trabalho ou para a praia e feita com batata doce, um alimento maravilhoso para a dieta de Verão. A receita original é do extraordinário blog Pinch of Yum, de longe um dos meus blogs de cozinha preferidos.

Roasted-Sweet-Potato-Salad-Bite.jpeg

 

salada de noodles de arroz vegetariana e crocante, um ótimo almoço para levar para o trabalho

Confesso que só descobri os noodles com o meu querido Marido Mistério. Pronto. Admiti. Neste momento Ele está a dançar de felicidade em frente ao computador. Adora convencer-se de que foi Ele que me mostrou o mundo. E eu adoro fingir que é verdade. E, de facto, há pelo menos duas coisas (que eu me lembre, assim de repente) que provei pela primeira vez graças a Ele: lingueirão e noodles. Pronto. Disse. Não se vai calar o resto do dia...

Voltando ao que interessa: esta salada de noodles de arroz, do blog Floating Kitchen, tem tudo o que eu preciso neste momento: legumes crocantes, ervas aromáticas e um delicioso molho light.

A receita demora menos de 20 minutos a fazer e é bem mais fácil do que parece. Para o molho, vai precisar de vinagre de arroz, molho de soja, raspas e sumo de uma lima, óleo de sésamo, açúcar mascavado, um dente de alho picado e flocos de pimenta vermelha.

Para a salada, precisa de noodles de arroz, ervilhas tortas, meio pepino cortado às rodelas fininhas, cebolinho cortado também em fatias muito fininhas, amendoins tostados e picados e folhas de manjericão e de hortelã. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, espreite aqui a receita original.

Crunchy-Noodle-Salad-2.jpg

 

3 novos restaurantes saudáveis e surpreendentes: só com comida ao vapor, vegetariana ou sem glúten nem lactose

19444290_nWOT2.jpeg

Estou de castigo. Depois de ontem ter dado aqui esta dica genial para transformar os seus ovos estrelados num jantar de sonho, com azeite, batatas fritas e outras desgraças, a minha querida Mulher Mistério obrigou-me a escrever um texto inteiro só a falar dos novos restaurantes saudáveis de Lisboa.

Não são propriamente restaurantes detox, só com saladas verdes e sumos imbebíveis, mas são restaurantes de comida saudável: sem glúten, sem lactose, vegetariana ou cozinhada ao vapor. E com uma outra vantagem: servem também comida deliciosa. Mas, como diria o grande Odorico Paraguaçu, vamos deixar os entretantos e partir para os finalmentes.

 

abóbora assada no forno com iogurte grego, mel e nozes pecan: um pequeno-almoço delicioso e original

OK. Admito. Não é propriamente um pequeno-almoço para um dia de semana, sobretudo para pessoas como eu, que vivem a correr, mas fica a dica para o próximo fim-de-semana. Esta receita do fantástico blog Ambitious Kitchen demora cerca de uma hora a fazer… mas vale tanto a pena! Além de ser super saudável, não tem glúten, é vegetariana e é incrivelmente saborosa. Só precisa  de uma abóbora minimoranga, óleo de coco, canela, açúcar mascavado, iogurte grego natural, mel e nozes pecan picadas. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

2-IMG_5678.jpg

 

 

a entrada de sonho que vai dar a volta à sua dieta: carpaccio de courgette com crumble de queijo feta e nozes

São pratos como este que me fazem sobreviver casado até ao fim de uma dieta da minha querida Mulher Mistério. Especialmente porque esta última dieta Dela dura há precisamente dez anos, oito meses e 26 dias. Mas, cada vez que eu olho para o calendário e me pergunto o que é que leva uma mulher a deixar de estar de dieta para passar a ser de dieta, aparece sempre uma deliciosa receita light que me anima durante mais uns dias. 

2016-04-29-1461894982-7626500-zucchinicarpaccio-th

 

 

a solução para fazer o jantar em menos de meia hora

Esteve a semana inteira sem abrir o blog do Casal Mistério, chegou a casa estafado de cinco dias de trabalho e... esqueceu-se de descongelar alguma coisa para o jantar. Pânico! Medo! Caos! Antes que alguém comece para aí a reclamar e nós tenhamos de assistir a uma guerra civil dentro de sua casa, leia as próximas linhas e resolva todos os seus problemas: uma receita rápida para fazer um óptimo jantar de última hora.

E não... não estamos a falar de ovos mexidos com queijo. Estamos a falar de alta cozinha: um fantástico linguine com vegetais e queijo de cabra.

 

caril de batata doce, uma receita rápida, fácil e surpreendente para animar o fim-de-semana

Eu não era propriamente fã de caril, não sei porquê, se calhar porque sempre me assustaram os pratos picantes. Mas não me perguntem nem quando nem porquê (acho que foi uma noite em casa de uns amigos que nos serviram caril ao jantar), descobri um admirável mundo novo!

O meu querido Marido Mistério tinha dado o toque que eu não adorava coisas muito picantes e então eles fizeram um caril pouco forte. Bem, passei a adorar. E hoje em dia até já como mais picante. Que descoberta! Mais vale tarde do que nunca.

Agora, cada vez que descubro uma receita nova de caril, peço ao meu querido Marido Mistério para a fazer. E a próxima vai ser esta maravilha vegetariana, do blog Pinch of Yum, ideal para um jantar durante a semana ou no fim-de-semana: fácil, rápido e delicioso e, além disso, dá ótimos restos!

Ele só vai precisar de azeite, chalotas cortadas fininhas, batatas doces descascadas e cortadas em cubos, espinafres baby, pasta de caril, leite de coco, caldo de legumes, amendoins picados, coentros e molho de peixe (para o prato ser vegetariano, tem de cortar o molho de peixe). Se quiser saber as quantidades certas destes ingredientes para 4 a 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

Sweet-Potato-Curry-3-2-600x900.jpg

 

 

nomalism: o novo restaurante vegetariano de lisboa tem óptimo ambiente e comida deliciosa

12027713_1675053902730947_6838784710061167484_n.jp

À minha esquerda, um grupo de oito mulheres conversava animadamente. Atrás de mim, três mulheres almoçavam sozinhas ao balcão enquanto liam uma revista. À minha direita, duas mulheres discutiam filhos e dietas. À minha frente, a minha querida Mulher Mistério olhava para a lista como se estivesse a olhar para um livro em sânscrito. E no centro disto tudo, eu, o único homem em todo o restaurante. Senti-me o José Figueiras perdido no meio da plateia do Ai, Os Homens (só não levei vestidos os calções da Música no Coração, mas faltou pouco).

De facto, foi a minha primeira experiência num restaurante só com mulheres e uma das poucas que tive em restaurantes vegetarianos. No entanto, não resisti aos variadíssimos elogios que ouvi do novo Nomalism, um bistrô escondido num pátio discreto de Campo de Ourique, em Lisboa. 

 

rolinhos de lasanha de courgette, uma receita saudável e deliciosa para a minha dieta

Os nossos filhos já não podem ver a minha dieta à frente. Já não me aguentam. Compreendo-os perfeitamente. Já nem eu própria me aguento. Só o santo do meu querido Marido Mistério é que me atura. Por isso, tenho de os calar mas sem destruir por completo a minha dieta. Estou eu neste eterno dilema quando me deparo com esta incrível receita do blog Recipe Runner: rolinhos de lasanha deliciosos feitos com courgette em vez de massa. Uma alternativa light e saudável mas com todo o sabor da versão tradicional. Hoje à noite, quando os miúdos me perguntarem o que é o jantar, vou responder-lhes, triunfante:

- Lasanha. Alguma coisa contra?

Já estou a imaginar as lágrimas de emoção, tal a felicidade coletiva.

Vou precisar de queijo ricotta (magro, claro!), queijo cottage e parmesão, salsa, manjericão fresco, sal, alho em pó, flocos de pimenta vermelha e pimenta preta para o recheio. Depois, só preciso das courgettes, do molho marinara (pode fazê-lo em casa, é facílimo: espreite a receita aqui) e de queijo mozzarella picado light. A receita original inclui salsichas mas eu vou dispensá-las para fazer um prato mais saudável e até vegetariano (ainda bem que os miúdos não leem o blog!). Se quiser saber as quantidades certas destes ingredientes, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

ZucchiniLasagnaRolls.jpg

 

é possível ter um natal vegetariano e delicioso? claro que sim, basta olhar para esta sopa de queijo e couves bruxelas

Vamos lá ser sinceros: Natal sem doces é impossível, certo?

Ainda bem que concordamos (isto de não conseguir ouvir a sua resposta dá-me imenso jeito...).

Por isso, resta-nos tentar a alimentação saudável noutras áreas. Este ano, vou fazer esta espectacular sopa vegetariana do Nigel Slater, que o jornal britânico The Guardian fez a gentileza de partilhar com o mundo. Está certo que leva leite e queijo Stilton, que estão longe de ser alimentos light. Mas é um prato vegetariano. E tem um aspecto absolutamente irresistível. Ainda por cima, é a coisa mais fácil de fazer. Só vai precisar de queijo Stilton, leite, manteiga, couves de Bruxelas e duas cebolas. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita original aqui.

4032.jpg

 

couves de bruxelas caramelizadas com molho balsâmico: sim senhora, assim, vale a pena estar de dieta

Quando era criança não era fã de couves de Bruxelas. Tão ingénua, não sabia mesmo o que perdia. Hoje em dia sou viciada... E a nossa prole mistério também. Nem foi preciso dar-lhes o meu exemplo. Eles adoram tudo, saem à mãe. Como estou sempre de dieta, há sempre couves de Bruxelas cá em casa. E hoje vai ser o acompanhamento ideal para o nosso jantar: uma dourada no forno com couves de Bruxelas caramelizadas. Adoro o termo "caramelizadas". Gosto de pensar que vou trair a minha dieta, mas não é o caso. A receita, do incrível blog avery cooks, demora pouco mais de meia hora a fazer, é saudável e um sucesso garantido em qualquer refeição. Se quiser saber as doses certas dos ingredientes para 2 a 4 pessoas (depende do apetite da sua família) espreite aqui a receita original.

brusselssprouts-6-650x975.jpg

 

 

um spaghetti com molho de caju tão light, tão light que em vez de spaghetti leva batata doce

Há momentos que mudam a nossa vida para sempre: por exemplo, o momento em que Fleming descobriu a penicilina, o momento em que John Lennon descobriu a guitarra, o momento em que Jorge Jesus descobriu a pastilha elástica ou o momento em que António Costa descobriu a Catarina Martins revolucionaram as nossas vidas. Mas, para mim, o momento mais marcante da História foi o dia em que Cristóvão Colombo comeu, pela primeira vez, batata doce. Parece que foi o navegador que trouxe este alimento divinal para a Europa e é por isso que eu hoje posso estar aqui sentado com uma enorme batata doce a rir-se para mim. 

Além de saudável, a batata doce é uma óptima ajuda para a dieta. Apesar de ser um hidrato de carbono, comporta-se quase como uma fibra graças ao amido resistente. Resultado: é absorvida lentamente pelo organismo, dando uma sensação de saciedade, e ainda atrai as moléculas de gordura e de açúcar, fazendo com que estas também sejam absorvidas mais devagar.

Sweet-Potato-Noodles-with-Cashew-Sauce-5.jpg

 

novidade! novidade! abriu uma nova mercearia biológica gourmet no centro de lisboa

12118976_1703819516506525_1883010449552173237_n.jp

Estou há 24 horas com um queixo à Cavaco Silva. Não por causa da situação política do país, mas por causa da situação biológica de Lisboa. E, quando falo de situação biológica, falo do Biomercado, o novíssimo supermercado que abriu no início deste mês, na Avenida Duque d'Ávila. Além de ter uma imagem muito mais cuidada do que o Brio – decoração sóbria e elegante, com enormes áreas de ardósia e informações escritas por cima –, tem outras vantagens.