Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

a casa do óc, o refúgio no alentejo ideal para famílias com crianças

1.jpg

Depois de um fim-de-semana de fim de festas, em que desfiz a árvore e arrumei as decorações de Natal, caiu em mim uma neura de regresso à rotina. E qual é o meu antídoto para acabar com esta neura de segunda-feira e de volta ao trabalho sem férias à vista? Planear a próxima escapadela em família, pois claro! Como o meu querido Marido Mistério adora o Alentejo, vou fazer-lhe uma surpresa: vou marcar um fim-de-semana numa casa que descobri há algum tempo perto do Alqueva e que ainda não consegui ter tempo para marcar.

 

2.jpg

Chama-se Casa do Óc e é ideal para 3 casais com crianças. Se tem um grupo de amigos com quem se dê muito bem e costume fazer programas de pais e filhos com eles, não deixe de espreitar esta casa, projetada pelo arquiteto João Menezes. Simples e de linhas contemporâneas, todo o edifício, térreo e com janelas e pátios que ligam o interior e o exterior, respeita os princípios basilares da típica construção alentejana… só que em versão moderna!

3.jpg

O próprio nome da casa confunde-se com o projeto, sendo que o O protege a zona dos quartos e o C esconde a sala e a cozinha. O terraço tem vista para a histórica vila de Monsaraz e para a barragem do Alqueva. A Casa do Óc alberga até 12 pessoas (o ideal seria 3 famílias com 6 crianças mas há possibilidade de pôr camas extra) divididas por 4 quartos: 1 suite com cama de casal, 2 suites com 2 camas individuais ou de casal e uma camarata com 6 camas em beliche com casa-de-banho privativa.

4.jpg

7.jpg

8.jpg

9.jpg

Além da sala de estar com lareira e uma zona de refeições com uma cozinha completamente equipada, tem ainda um terraço, pátios e inúmeros recantos ao ar livre, à sombra e não só, um jardim mediterrânico e uma piscina com a paisagem alentejana ao fundo, onde se destacam as típicas azinheiras.

5.jpg

6.jpg

Todas a divisões têm ar condicionado e há TV e aparelho de DVD. A casa tem iPod/iPhone deck, máquina de café expresso e bicicletas. Já a internet, dizem os proprietários, é “alentejana, modesta e propícia ao descanso” e o wi-fi é recarregável. Mas também pode optar por usar os jogos de mesa à disposição. Se apanhar bom tempo, não faltam atividades para explorar a região: passeios de bicicleta, caminhadas a pé, passeios de barco no lago do Alqueva, passeios a cavalo, e observação de estrelas com o telescópio da casa.

13.jpg

À chegada tem um “welcome basket” à disposição, com café, mercearias, fruta fresca e uma garrafa de vinho da região. Mas o ideal, sugerem os donos, é passar pelo supermercado a caminho (Évora ou Reguengos de Monsaraz). Não deixe também de explorar as padarias e as queijarias da região. Se for como eu e preferir comer em vez de cozinhar, experimente os restaurantes Adega Velha (de que já falámos aqui), em Mourão, e o Sem Fim, no Telheiro. E se, mesmo com estas dicas ainda precisar de mais sugestões, veja este roteiro do Alqueva que publicámos no blog.

14.jpg

O aluguer da casa inclui a limpeza diária e o serviço de pequeno-almoço e almoço: basicamente os hóspedes fazem as compras e a Dona Antónia prepara as refeições, menos o jantar. Os preços variam consoante o número de pessoas e as temporadas. Espreite aqui as várias opções…

12.jpg

Então, meu querido Marido Mistério, vamos ver as estrelas para o Alqueva com os nossos filhos e um grupo de amigos?

 

Boa viagem para nós,

Ela

 

fotos: casa do óc