Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

a massa preferida na mansão mistério: noodles de arroz ultra fininhos sem glúten, com frango e chalota crocante

Tenho uma confissão a fazer. Ainda não é desta que vou desvendar a identidade da minha querida e ilustre Mulher Mistério, mas preparo-me solenemente para fazer uma revelação ainda mais grave: estou a ficar viciado em massa de arroz vermicelli. Mais do que viciado, estou a ficar verdadeiramente obcecado.

Está a ver aquela massa fininha, branca, leve e macia que quase se perde na boca? Aquela massa divinal que a minha querida Mulher Mistério aspirou no restaurante do Henrique Sá Pessoa, no Mercado da Ribeira, em Lisboa, a acompanhar um tataki de salmão? É essa mesmo. E, ainda por cima, é das coisas mais fáceis de fazer: só precisa de despejar água a ferver por cima e esperar uns cinco minutos. E não tem glúten. Nem gordura.

Hoje, vou aproveitar uma fantástica receita do site Bon Appétit para fazer uns fabulosos noodles de arroz vermicelli para o jantar. Tudo o que vou precisar é dos noodles de arroz vermicelli (que consegue encontrar, por exemplo, no El Corte Inglés), peitos de frango (de preferência, ainda com osso e pele), uma chalota grande, óleo vegetal, um pimento jalapeño picado (se gostar de picante), alho picado, sumo de lima espremido no momento, molho de peixe sem glúten, açúcar mascavado, nabo e rabanetes laminados muito fininhos e manjericão. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

efb426b849df2cd1cc2717a5615ccca0.jpg

 

Comece por grelhar os peitos de frango temperados, em lume médio, durante cerca de 20 minutos. O ideal é deixá-los tostados por fora e bem cozinhados por dentro. Se tiver optado pela carne ainda com pele, o que lhe dá mais sabor, retire a pele e desfie a carne assim que ela estiver pronta.

Feito isso, está na hora de tratar da segunda maravilha deste jantar: a chalota crocante. Corte a chalota em anéis muito fininhos e frite-os num pouco de óleo vegetal, dentro de uma panela pequena. Assim que os anéis começarem a ficar crocantes e com uma cor tostada, retire-os da panela e deixe-os secar entre duas ou três folhas de papel de cozinha. Tempere com sal e deixe-os arrefecer.

Agora, chegou a hora dos noodles. Coloque-os numa taça e despeje água a ferver por cima. Espere cinco a sete minutos – até ficarem bem macios, mas não empapados – e já está. Passe-os por água fria, para não continuarem a cozer, escorra-os e tem o seu jantar quase pronto.

No momento de servir, misture, numa taça grande, o alho muito bem picado com o pimento jalapeño, o sumo de lima, o molho de peixe e o açúcar mascavado. Acrescente os noodles, o nabo, os rabanetes, o frango e metade do manjericão e envolva tudo muito bem no molho. Finalize com a chalota crocante e com o resto do manjericão salpicados por cima. Vai ver se este não é um dos jantares mais fáceis e deliciosos que já comeu a um dia de semana.

 

Uns óptimos noodles de arroz para si onde quer que esteja,

Ele

 

receita e foto: bon appétit

3 comentários

Comentar post