Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

a melhor receita de ensopado de borrego do país para o seu almoço de páscoa

Vamos lá ser condescendentes: eu sei que está tudo num alvoroço dietético porque o Verão está aí a chegar e ainda há muitos gramas de barriga a perder, mas francamente! O domingo de Páscoa é o único dia do ano em que podemos comer um bom ensopado de borrego, por isso não me vai fazer essa desfeita de estar de dieta no dia 1, pois não? 

Lembra-se daquelas deliciosas fatias de pão alentejano embebidas num divinal caldo? Consegue resistir àquela fabulosa carne a desfazer-se no prato à sua frente? Vá lá: é só um dia por ano. E, por isso, temos de cumprir a tradição.

Cá em casa, eu vou alternando entre o cabrito assado no forno e o fabuloso ensopado de borrego. E, este ano, calhou-nos o fantástico ensopado. Com uma receita vinda directamente de Reguengos de Monsaraz, onde, segundo a incontestável Maria de Lourdes Modesto, se come o melhor e mais fabuloso ensopado de borrego que pode provar em Portugal.

Prato-Ensopado-Borrego-750x422.jpg

Maria de Lourdes Modesto está para a cozinha tradicional alentajana assim como Mark Zuckerberg está para o seu telemóvel: conhece tudo, do mais ínfimo detalhe ao mais elaborado tratado. Além de ter nascido no Alentejo, estudou tudo o que havia a estudar sobre a cultura, a culinária e as tradições da região.

Por isso, quando ela diz que a melhor receita de ensopado de borrego está em Reguengos, eu acendo o fogão. Segundo a maior especialista em cozinha portuguesa, o segredo está num caldo muitíssimo mais cremoso do que o habitual graças à mistura de uma colher de sopa de farinha de trigo com a água.

Este ano, eu vou fazer a receita de ensopado de borrego da equipa de Reguengos de Monsaraz no programa Cook Off, da RTP.

 

 

Ingredientes

  • 1,2 kg de borrego (a receita sugere costeletas e mão, mas eu prefiro costeletas e sela, como sugere Maria de Lourdes Modesto)
  • 0,5 dl de azeite
  • 2 cebolas médias
  • 3 dentes de alho
  • 400 g de batatas
  • 1 folha de louro
  • 1 folha de salsa
  • 2,5 l de água
  • 1 colher de chá de colorau
  • 350 g de pão alentejano duro, da véspera
  • 3 colheres de sopa de vinagre de vinho branco
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • Banha para fritar a carne
  • Sal e pimenta preta

 

O ideal é pedir a carne de borrego logo cortada em pedaços. Tempere com sal e pimenta. Passe depois a carne pela farinha e frite-a em banha de porco, até ficar bem lourinha.

Coloque a carne em cima de papel absorvente enquanto pica a cebola e o alho para dentro de uma panela. Junte o azeite, o louro e o ramo de salsa e deixe refogar. Adicione a carne e a água já a ferver. Depois de voltar a levantar fervura, deixe cozer mais um pouco antes de colocar as batatas descascadas e cortadas aos quartos. Tempere com sal, pimenta preta em grão, colorau e vinagre.

Quando estiver tudo bem cozido, sirva a carne e as batatas numa travessa, e o caldo, a ferver, numa terrina. Faça uma cama com as fatias de pão alentejano fininhas no fundo do seu prato e sirva a carne e o caldo por cima. 

 

Uma óptima Páscoa para si onde quer que o ensopado esteja,

Ele

 

receita e foto: cook off rtp