Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

a varanda do bar do grande real villa itália em cascais, a nossa última extravagância

Foi provavelmente a não reunião mais cara das nossas vidas. Tínhamos combinado um encontro de trabalho para o fim da tarde em Cascais e sugerimos o Grande Real Villa Itália. A reunião foi entretanto adiada mas nós nunca perdemos uma oportunidade de beber um cocktail ao fim da tarde, sobretudo, numa varanda como esta.

001rest.jpg

Olhámos um para o outro. E pensámos em uníssono:

- Bem, já que aqui estamos... E se nos reuníssemos os dois em torno de uma caipiroska e de uns aperitivos?

Antes do outro responder, já estávamos sentados. Ele, eu e uma gaivota super atrevida que nos fez companhia ao longo de uma tensa hora, em cima da varanda, a uns perigosíssimos centímetros de mim. Ele, sempre muito amigo dos animais, achava graça, falava "gaivotês" e fez ali uma amiga para a vida. Eu, que tenho uma relação de imenso "respeito" pelos animais, afogava os meus nervos num copo de caipiroska.

 

001home.jpg

Primeiro, abri as hostilidades com um café e uma garrafa de água fresca. Afinal, estávamos ali "a trabalho". Ele olhou para mim com um ar de desprezo e disse:

- São duas caipiroskas, por favor.

Bom. Tenho de admitir que foi uma escolha acertada. Depois do café e da água, mergulhei em força na minha caipiroska que estava no ponto certo. Nem muito doce nem demasiado alcóolica, com o gelo bem picado, como eu gosto. A acompanhar vieram uns aperitivos salgados (batatas fritas viciantes, aqueles mini peixinhos que não adoro e uns pretzels em palitos com sal que me são totalmente indiferentes até provar o primeiro) e que têm duas funções claras: engordar-nos e provocar-nos ainda mais sede. De tanto olhar para a gaivota nem me apercebi de que bebi a caipiroska em dois minutos. Enquanto Ele comparava incrédulo o meu copo vazio e o copo dele quase cheio, chamei o simpático empregado.

- Era mais uma, se faz favor.

009facilities.jpg

Bom, e assim terminei a semana em beleza, com um café, uma garrafa de água, duas caipiroskas e duas doses de aperitivos no bucho. 

O serviço não pode ser mais simpático e atencioso. Os empregados que nos atenderam apareciam mal nos virávamos, sempre de sorriso na cara e solícitos, a tratarem-no a Ele por "caríssimo" e a mim por "vai mais uma caipiroska?". Acho que estavam felizes porque finalmente lhes apareceu alguém que falava "gaivotês". A varanda tem uma fantástica vista para o mar e a decoração é sóbria e elegante. O pior é que tudo isto se paga. E bem. Então vamos lá tentar adivinhar quanto foi a "dolorosa"? 

Café: € 3,00

Água: €2,00

Caipiroska: €10,00 cada.

Pois foi, a nossa reunião de trabalho a dois saiu-nos a €35,00. Os aperitivos, claro, foram oferta da casa. Pudera, custaram no supermercado menos de 10 por cento de uma caipiroska... Mas quem manda ter a mania das grandezas? Escusado será dizer que fomos para casa comer sopa e fruta para nos redimirmos. Dos custos e do estrago na dieta.

fotos-cascais-012.jpg

O bom

A caipiroska 

O ótimo 

A vista

O mau

A conta

 

Um ótimo sábado,

Ela

 

fotos: grande real villa itália

 

8 comentários

Comentar post