Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

as melhores cervejas artesanais para combinar com cada prato de natal (uma escolha da cerveteca em exclusivo para o casal mistério)

É Natal, é Natal

Paz, amor e luz.

Só estão mal, muito mal

Todos os perus.

cropped-4676502132.jpg

Desde que, aos 5 anos, comecei a perceber a diferença entre um peru e um frango que, todos os dias de Dezembro, acordava a cantar esta música. O problema é que, quando eu tinha 5 anos, esta música era o cúmulo do rigor. Mas hoje é preciso acrescentar algumas linhas à lista dos que estão mal. Além dos perus, cá em casa comem-se bacalhaus, leitões, salmões, patos, perdizes, arenques e outros petiscos que fazem os seis elementos desta Família Mistério revirar os olhos de júbilo (sim, o arenque fumado também pode ser uma delícia). A tradição tem vindo a tornar-se cada ano menos tradicional. E, em 2014, decidimos mudar mais um velho hábito: o vinho.

Mobilizados pelas maravilhosas cervejas artesanais que temos vindo a experimentar, vamos trocar o vinho por cerveja nesta consoada. Mas, como ainda estamos longe de nos tornar especialistas na matéria, resolvemos pedir conselhos a quem realmente percebe do assunto: a Cerveteca, o melhor e mais completo bar (e loja) de cervejas artesanais de Lisboa.

E foi assim que a Carolina Cardoso e o Rui Matias surgiram na nossa vida (neste caso, no nosso e-mail). Simpaticamente, aceitaram o nosso desafio (Ela insistiu muito nesta questão da cerveja artesanal) e sugeriram a melhor cerveja artesanal para acompanhar cada um dos pratos de Natal. As comidas foram escolhidas por nós; as cervejas, por eles. Se mais alguém estiver a pensar em beber uma cerveja artesanal neste Natal, aqui tem o imprescindível guia para ir às compras.

G6C0931.jpg

Como aperitivo

Mikkeller Spontan Cherry. Estilo "sour", de fermentação espontânea com cerejas e envelhecida em barris de Chardonnay. 


Com as entradas 
Mean Sardine Amura. Uma American Pale Ale da Ericeira. Tem um excelente aroma, frutado e fresco, a lúpulo e a toranja. Tem um sabor a malte e citrinos, bom amargor e um final seco.

1779917_580448538727173_1738848723392856093_n.jpg

Com os queijos
Maldita Barley Wine. De aroma frutado intenso e duradouro, esta cerveja de Aveiro tem notas leves a caramelo conjugadas com um amargor característico do estilo.

Com os presuntos e enchidos 
Passarola IPA. Uma verdadeira India Pale Ale, com um marcante aroma frutado e com o típico amargor do lúpulo.
 
Com o peru 
Duchesse de Bourgogne. De sabor ácido e frutado, a comparação mais comum é com o vinagre balsâmico. Atinge o seu potencial se for bebida entre 8º e 10º C. É óptima para cortar sabores fortes. 

mikkeller-its-alive.jpg

Com o bacalhau
Mikkeller It's Alive (edição mango & chardonnay). Fermentada com mangas para um sabor tropical adocicado, o envelhecimento em barris de Chardonnay confere-lhe um carácter viníco.  

Tripel_Karmeliet_beer_Bosteels900.jpg

Com as rabanadas 
Tripel Karmeliet. Uma cerveja belga cremosa, sem amargor e com aroma baunilhado e de especiarias que liga lindamente com doces.

20141118-IMG_3289-Edit.jpg

Com o bolo rei 
Brewdog Santa Paws. Uma scottish ale com mel, criada especialmente para o Natal de 2014. Acompanha lindamente sobremesas com frutas cristalizadas e secas, o que a torna a combinação ideal para o bolo rei.
 
Com o café 
Brewdog Mixtape. Uma mistura complexa de duas cervejas (uma belga lupulada e uma India Pale Ale) envelhecidas em barris de whisky durante dois anos. Tem 14,5% de álcool para terminar a consoada em beleza.

porter2_1240.jpg

E agora, resta-nos cantar:

 

É Natal, é Natal,

Venham as bandejas,

Que já temos aqui abertas

Todas as cervejas.

 

Boas cervejas de Natal para si onde quer que esteja,

Ele (com a preciosa ajuda da Carolina e do Rui, da Cerveteca)

3 comentários

Comentar post