Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

"basta"! guia michelin indigna-se com uma sobremesa servida em cima de um chinelo

PMS_Food-018a-860x574.jpg

É a polémica do momento no mundo da alta cozinha. Nem o Guia Michelin aguenta mais as invenções dos chefs de topo para chamarem a atenção dos críticos e dos clientes. Na semana passada, o prestigiado guia internacional publicou, na sua conta britânica no Twitter, uma fotografia de uma sobremesa servida em cima de uma Havaiana com o seguinte comentário: "Enough now".

A sobremesa faz parte da carta do restaurante alemão Falco, em Leipzig, que recebeu duas honrosas estrelas Michelin no guia de 2017. E alguma coisa me diz que é capaz de perder, pelo menos, uma delas em 2018.

 

Feita com tomate tamarillo e gelado de champanhe, sobre um crumble de nozes tostadas, algas e setas, que simula areia, a sobremesa vem para a mesa em cima de um chinelo azul da marca Havaianas. Já nem falo da minha ligeira aversão a comer qualquer coisa de um sítio onde normalmente andam pés suados, mas nem que fosse pela cor azul berrante do chinelo, alguém podia ter alertado o chef Peter Maria Schnurr para o absurdo de tudo isto.

O tweet publicado pelo Guia Michelin, em Inglaterra, rapidamente se tornou viral, recebendo cerca de mil gostos e 600 partilhas. E vários jornais internacionais deram a notícia da polémica. Nas redes sociais, são vários os comentários a indignarem-se contra a invenção.

DEj7zHmWAAEF7Ui.jpg

O problema é que o chinelo nem sequer é uma grande descoberta. A página We Want Plates reuniu uma compilação de vários pratos servidos dentro de botas, sapatos ou ténis.

Cá em Portugal, o mais parecido que eu já vi foi no restaurante Beco Cabaret Gourmet, do chef José Avillez, onde a conta vem para a mesa dentro de um sapato de salto alto. Mas aí, pelo menos, não temos a comida em contacto com o sapato. 

 

Leia ainda:

 

Uma óptima sobremesa para si onde quer que a estrela Michelin esteja,

Ele

 

fotos: falco; guia michelin; we want plates