Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

bolas de berlim com doce de leite: os bolos preferidos das crianças estão nesta pastelaria (e de alguns adultos também...)

cascais-4.jpg

Pergunta prévia: tem mais de 18 anos? Então este texto não é para si. Quer dizer, até aos 30 ainda o pode ler assim meio a correr, desde que a seguir vá fazer a maratona de Nova Iorque para abater calorias. Se tiver mais de 30, não vale a pena perder-se por aqui. E porquê? Porque hoje vamos falar dos doces preferidos da nossa pequena equipa de futsal, os quatro Mini-Misteriosos cujos olhos saltam das órbitas cada vez que se cruzam com as bolas de Berlim de doce de leite da Sacolinha.

Mas antes vamos ao...

 

chiado-111.jpg

...Ambiente 

Sacolinha nasceu em Cascais e hoje tem lojas em Oeiras, Amadora e Mem Martins e atá no Chiado. É uma cadeia de pastelarias decoradas em tons de preto, cinzento e bege, de forma sóbria e agradável.

As cadeiras são simples e simpáticas e o único inconveniente é a proximidade com que nos sentamos em relação às mesas à volta (esta semana estive na pastelaria do Chiado e consegui ficar com as costas a baterem na senhora atrás de mim). 

slider-miniaturas-doces-2.jpg

Os bolos 

Confesso que tenho uma profundíssima inveja daqueles seres que ainda estão na idade em que podem comer quatro contentores de ducheses seguidos sem engordarem. Não é manifestamente o que se passa com este vosso casal amigo e por isso é que a Sacolinha é um dos nossos destinos predilectos. Não é que os bolos aqui sejam light – longe disso! – mas a enormíssima oferta de bolos miniatura que existe deixa-me sempre com a consciência muito mais leve. Mesmo quando caio naquela mania habitual de pedir três bolos miniatura como se isso não equivalesse a mais do que um bolo normal. 

slider-tradicional-seca-2.jpg

As miniaturas das bolas de Berlim com doce de leite levam as nossas Miniaturas Misteriosas a perder a cabeça. O que aqui encontra é uma bola muito mais pequena do que o normal, polvilhada com açúcar, recheada com um delicioso e viciante doce de leite e nada gordurosa. A mistura é absolutamente arrebatadora. À segunda bola de Berlim, pode começar a perceber que talvez seja doce demais. Mas, na visita seguinte, garanto-lhe que vai voltar a esquecer-se desse detalhe irrelevante. 

As crianças cá em casa fazem verdadeiras petições para poderem comer as bolas de Berlim com doce de leite, que evidentemente são servidas com moderação atendendo ao índice calórico. Mas o grande problema é que elas não são a única miniatura da Sacolinha: há também pastéis de nata, palmiers, queques de manteiga, simples ou de chocolate, queijadas de amêndoa e muito mais.

Eu confesso que os meus preferidos são os fabulosos croissants doces, também em miniatura. São feitos com massa folhada e cobertos com açúcar caramelizado. Quando estão ainda mornos e bem dourados por fora, ficam estaladiços e tornam-se absolutamente viciantes. Eu comia facilmente uma caixa por dia.

11261672_1206153979411792_7026721746600389326_n.jp

O pão 

Se estiver em dia anti-doces, tem também boas opções. É na Sacolinha que estão aqui os pães preferidos dos nossos Mini-Misteriosos. Chamam-se fofinhos e são pequenas bolas de pão claro, polvilhadas com farinha. É, de facto, impressionante a textura deste pão que quase parece um bolo e no qual praticamente não se sente a côdea. Além disso, tem o tamanho ideal e é muito menos doce do que, por exemplo, um brioche ou um pão de leite.

Ela é viciada num pão ligeiramente mais saudável, o Baviera. É um pão de forma escuro com sementes, também muitíssimo macio e leve.

05-fofinhos.jpg

O serviço 

O ambiente costuma ser confuso em horas de ponta e, nestas alturas, o serviço é meio caótico. Quando lá estive esta semana, pedi uma torrada e um chá (está a ver como consigo ter um pequeno-almoço light num sítio destes...). A torrada chegou ao fim de quatro minutos, mas o chá demorou mais quatro minutos a chegar quando o pão já estava morno. No entanto, o empregado de mesa insistiu várias vezes para os colegas da cozinha despacharem o chá e pediu desculpa pela demora.

O mini-croissant que comi a seguir já veio rapidamente para a mesa – e, mais rapidamente ainda, deu-me cabo do pequeno-almoço light.

 

O bom 

Os fofinhos

O mau 

A proximidade das mesas

O óptimo

As bolas de Berlim com doce de leite e os croissants miniatura

 

Um óptimo pequeno-almoço para si onde quer que esteja,

Ele

 

fotos: sacolinha