Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

boulan – tea room and gourmet corner, um dos segredos mais bem guardados do monte estoril

Está a ver o Mimosa, uma pastelaria muito conhecida no coração do Monte Estoril? Vá até lá, mas entre no portão ao lado, no número 4 da Avenida do Lago, onde se esconde uma casa de chá chamada Boulan: um dos meus sítios preferidos, na linha de Cascais, para um brunch tardio ao fim de semana ou um lanche quente nestes dias de chuva e frio. Aberto das 8h30 às 19h00, serve refeições light (um incentivo para quem como eu vive a começar uma dieta amanhã) e não só... E o problema começa exatamente no “não só”. Mal entro e me deparo com o menu escrito a giz numa ardósia numa das paredes da sala, começa a água a crescer-me na boca, o coração a bater mais depressa, e pronto, esqueço-me rapidamente das minhas boas intenções e sigo o meu instinto animalesco: “Queria, se faz favor, uma dose de scones com todas as compotas (para ir variando) e manteiga (para não enjoar), uma fatia de bolo de chocolate… ah, e um chá (para não engordar!)”

O brunch 

Servido aos sábados, domingos e feriados entre as 11h e as 15h30, inclui oeuf à la coque, iogurte natural com granola, seleção de queijos, presunto, fiambre e salmão fumado, alfaces variadas, seleção de dois pães e um croissant, sumo natural de fruta, bebida quente e escolha de 2 compotas, marmelada e manteiga. Tudo fresco e bom, por 15 euros, por pessoa.

Se não for alarve como eu, pode sempre optar pelo continental, por 8 euros. E se for obcecado pelo físico como a Carolina Patrocínio, tem o Bio à sua disposição: com uma seleção de cereais com granola, um sumo natural, pão escuro, um queijo fresco ou fiambre de frango, e claro, salada. Esta opção light custa-lhe 9,5 euros.

O almoço 

Aqui é mais fácil resistir às tentações, porque a oferta light é boa, variada e com ótimo aspeto. E, por isso mesmo, enche o olho e o estômago: desde sopas aveludadas, a wraps das mais variadas cores e feitios, quiches, empadas, sandwiches e deliciosas saladas, garanto-lhe que não fica com fome. Pessoalmente, peço sempre o wrap de salmão com queijo filadélfia que vem com uma ótima salada e enche-me as medidas.

O lanche  

Aqui é que a porca torce o rabo. É onde me desgraço. Porque o difícil é escolher entre a imensa oferta de chás e os apetitosos scones com as mais diversas compotas, e os bolos caseiros ou os sumos naturais. Os scones, a tarte de lima com framboesas e o bolo de chocolate fazem-nos esquecer que temos uma balança em casa.

O serviço

Simpático mas ligeiramente demorado, já que sempre que lá vamos, estão apenas duas pessoas: uma na cozinha, a outra sozinha a servir na sala. Mas se não tiver pressa, nem dá pelo tempo de espera… e a espera compensa.

O ambiente  

A esplanada é simpática, cuidada e bem decorada. Lá dentro, o ambiente é agradável se não optar pela varanda com vista para os courts de ténis do Clube do Lago, onde se pode fumar. A decoração é moderna e arejada. Tão arejada que, no inverno, trememos de frio. Um conselho: leve casaco porque não vai conseguir tirá-lo. 

No final, quando for a hora de pagar, fique sentado à mesa e não se dirija ao balcão, porque senão a sua conta vai inevitavelmente inchar. Eu estou a avisar: tenha cuidado e não ceda à tentação, porque é impossível resistir ao “gourmet corner” do Boulan, situado precisamente ao lado da caixa registradora. As latas de chá (Mariage Frère, Kusmi Tea) são lindas de morrer, as bolachas e os biscoitos caseiros (Casa Fina) de chorar por mais, os aperitivos salgados (Cottage Delight) uma tentação, as compotas (Quinta do Freixo) uma loucura, e os chocolates (Valrhona) ou o foie gras (Fauchon) de perder a cabeça. 

No regresso a casa, um último conselho: esconda a balança!

 

Um ótimo lanche,

Ela

6 comentários

Comentar post