Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casa vasco, o novo restaurante do dono do cafeína onde se comem maravilhosos petiscos light no porto

10629812_1533759223506147_1278206338350391158_n (1

Um homem pode ser rapidamente avaliado pelos sapatos que usa. Uma mulher pelas unhas que pinta. Um restaurante pelo couvert que serve.

Eu sei que parece precipitado, mas olhe que não. A discussão à volta dos sapatos dos homens e das unhas das mulheres deixo para o Cláudio Ramos, mas em relação ao couvert estou pronto para defender esta teoria até à morte. E a Casa Vasco, o novo restaurante do dono do Cafeína e do Terra, no Porto, é a prova de toda esta verbosa introdução. 

 

10676116_1547447528803983_4048002193468097597_n.jp

A ementa 

Como estamos com um febrão dietético agudo, a escolha dos restaurantes é uma decisão delicada para a minha sobrevivência (pelo menos, com todos os membros do corpo intactos). Quando sugeri um restaurante de petiscos, Ela deu duas piruetas no ar qual Nadia Comaneci no auge da carreira. Mas, a Casa Vasco não é apenas um restaurante de petiscos. É o restaurante de petiscos ideal para quem está de dieta (seja uma dieta alimentar, seja uma dieta financeira, já que aqui é possível comer lindamente a preços, em média, bastante mais baixos do que em Lisboa). Está certo que nem tudo é light, mas, pelo menos, não precisa de sair da Casa Vasco com três alheiras e duas doses de batatas fritas no lombo, como acontece na maioria dos restaurantes de tapas.

1385601_1541548122727257_6533745673025533842_n.jpg

O couvert

Quando fomos recebidos com um simpático boião de vidro com tomate marinado (e pelado) com alho e alecrim, percebi que a minha integridade física estava assegurada. Pelo menos, por enquanto. E, além de saudável, este petisco é delicioso. Ao lado, vem um cesto com um pouco de pão e uns discretos palitos de nachos para molhar no tomate. Se preferir algo um pouco mais calórico, também tem umas azeitonas bem temperadas e uma bolinha de manteiga fumada, com um sabor bem mais suave do que a manteiga normal. Tudo isto por €1,60.

10626774_1545158342366235_5825700056825597278_n.jp

Os petiscos

Aqui não precisa de pedir entradas e pratos principais. Basta pedir "Comes" e "Bebes". No lado das bebidas, além do vinho, tem bons gins tónicos e óptimos cocktails como a margarita ou o mojito. A qualquer hora, entre o meio-dia e as 2h da manhã, pode passar pela Casa Vasco para beber um copo ou petiscar qualquer coisa. E os petiscos recomendam-se.

857536_1495896560625747_2334956482804500927_o.jpg

Nós começámos com uma ceviche feita com os peixes do dia: robalo, salmão, camarão e um pouco de agrião (€5,50). E continuámos na onda light com um maravilhoso tataki de salmão acompanhado com puré de abacate, sementes e algas japonesas (€6). O peixe estava fresquíssimo e a combinação entre o puré e as algas, perfeita. Foi votado unanimemente o melhor prato da noite.

1468732_1519945674887502_1238690716500047142_n.jpg

A seguir chegou um tártaro de novilho com agrião e uma suave maionese, ao lado de umas fatias hiper-finas de pão saloio torrado (€6). Tudo seria fantástico se a carne não estivesse ligeiramente desfeita: parecia mais moída do que cortada. 

10678710_1553127571569312_7872417872019207888_n.jp

Os dois únicos momentos anti-dieta da noite (isto antes da sobremesa, claro!) foram uns rolinhos de alheira (€5) com chutney de manga (feitos com uma massa muito fininha e estaladiça) e umas quesadillas de gambas (€6) com couve roxa e cenoura envolvidas num molho cor-de-rosa leve e agradável.

10600379_1524788581069878_4950633234347929738_n.jp

A sobremesa

No meio da confusão e da surpresa pelas escolhas light, Ela nem se apercebeu de que pedi uma sobremesa para dividir pelos dois: uma tarte de maçã polvilhada com canela e acompanhada de uma magnífica bola de gelado de canela (€4). Ela ainda começou por protestar contra o excesso de açúcar, mas depois de ter provado o gelado de canela rendeu-se.

1016463_1544360235779379_1514332090134492582_n.jpg

O ambiente 

A decoração consegue ser cool e arejada ao mesmo tempo. Há flores em cima das mesas e junto ao tecto, uma salamandra no meio da sala e janelas por tudo quanto é sítio. No lado de fora, existe uma esplanada onde alguns destemidos clientes bebiam um gin tónico enquanto fumavam um cigarro. No lado de dentro, passava boa música R&B. 

10858499_1557938324421570_3768874842135966993_n.jp

E se isto não fosse suficiente para chamar a nossa atenção, a conta chegou num sofisticado tablet onde podemos preencher logo os dados para a factura qual apresentação anual da Apple.

Um único problema: as cadeiras. Ela sentou-se confortavelmente no sofá junto à parede, mas eu tive de me contentar com uma moderna cadeira de ferro, a imitar as cadeiras de escritório. São tão engraçadas quanto desconfortáveis: o assento é duro demais e o encosto está demasiado afastado. Resultado: acabei a noite sentado ao lado Dela no sofá.

10455172_1562300650652004_1350893197969081916_n.jp

O serviço 

Não é de grandes simpatias, mas é rápido e eficiente. E os empregados sabem responder às dúvidas dos clientes, que no nosso caso são talvez um pouco persistentes demais.

10858557_1557632657785470_1031455518204734187_n.jp

As crianças 

Este é um restaurante de noite, uma mistura de bar de gin com bar de tapas. É mais fácil encontrar aqui a Cláudia Jacques do que um menor de idade. No entanto, tem um menu infantil, que talvez faça mais sentido à hora do almoço. Por €12 vem um creme de legumes, um hambúrguer no prato com batata frita e uma bola de gelado.

 

O bom 

A decoração e o ambiente

O mau 

As cadeiras

O óptimo 

A comida, especialmente o tataki de salmão

 

Bons petiscos light para si onde quer que esteja,

Ele

 

fotos: casa vasco

 

1 comentário

Comentar post