Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

como a minha filosofia de vida mudou graças ao novo go natural do colombo

O Go Natural já existe há dez anos. (Que medo: lembro-me como se fosse hoje da abertura da primeira loja). Durante estes dez anos, cresceu, criou novas receitas, introduziu o sushi e reinventou-se. Com a minha obsessão pelas dietas, sempre fui uma cliente mais ou menos fiel. Optava quase sempre pelas sopas, pelas saladas ou pelos wraps. Confesso que sou muito “grab and go” à hora de almoço. Mas agora, tudo mudou. E alterei a minha filosofia de vida para o “grab and stay”. Isto porque o Go Natural teve a brilhante ideia de passar da embalagem para o prato (Aleluia!) e estreou este novo conceito no Alegro, em Alfragide, e mais recentemente na loja do Colombo. Aqui os pratos são preparados no momento, e nós podemos ver o chef a trabalhar na cozinha. E temos duas opções: escolher os ingredientes e fazer a nossa própria salada ou pedir ao chef para nos preparar um dos pratos do dia. É todo um mundo novo que vale a pena explorar. A loja no Colombo até parece maior com a cozinha à vista de todos. E no final, vai ver que o seu prato vai acabar assim:

E não é que já me viciei em dois pratos? A salada de tataki de salmão com rebentos de soja e wasabi peas (para aqueles dias em que não tenho muita fome) e os couscous de camarão com legumes salteados (para aqueles dias em que tenho alguma fome). A salada é leve e o salmão super fresco. As wasabi peas poderiam ser o dobro que não sobraria nenhuma. Os couscous são ótimos e os legumes salteados combinam na perfeição com os camarões que, diga-se, se fossem mais também não sobraria nenhum no prato. Fora as massas e os outros pratos feitos na altura que, neste momento difícil da minha vida (já vos disse que estou de dieta… outra vez?), não posso nem olhar para não cair em tentação.

O bom

O serviço, que é rápido e atencioso

 

O mau

As embalagens (depois de experimentar os pratos feitos na hora, não consigo voltar às massas embaladas)

 

O ótimo

A salada de tataki de salmão com rebentos de soja e wasabi peas

 

Go Natural, que tal alastrar o novo conceito a todas as lojas? Agradecida.

Ela

2 comentários

Comentar post