Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

como comer sushi como um verdadeiro japonês

2016-01-06-1452093473-6355660-sushimain.jpg

Más notícias: o wasabi não pode tocar no molho de soja. Péssimas notícias: o arroz também não deve ser mergulhado na soja. Terríveis notícias: o sushi não se come com pauzinhos – ou, pelo menos, algum tipo de sushi. 

Eu sei que é informação a mais para um post só, mas depois de anos e anos a ver a minha querida Mulher Mistério a entrelaçar os pauzinhos nos dedos para tentar pegar numa peça de sushi que acaba invariavelmente desfeita em centenas de bagos de arroz espalhados pela mesa, resolvi investigar o assunto: não propriamente o que provoca a descoordenação motora que faz Dela um Eduardo Mãos de Tesoura à mesa, mas antes as mais elementares regras de etiqueta nipónica que a podem ajudar a comer sushi decentemente.

Mas antes que feche os olhos e que imagine uma Paula Bobone de olhos em bico aqui deste lado do computador, deixe-me esclarecer que não se trata apenas das regras de boas maneiras à mesa – mas também da melhor forma de saborear o sushi.

Os conselhos são dados por Naomichi Yasuda, um chef japonês com um restaurante em Tóquio, neste vídeo do Munchies, e por três artigos: um do jornal online Huffington Post, outro da Matador Network e um último do site Gaijin Pot, dedicado ao Japão. Agora abra o caderno de notas e comece a apontar. Mas antes de começarmos, o melhor é lavar as mãos, porque os makis devem ser pegados com os dedos. 

 

1. Coma os makis com as mãos

Sim, estamos a falar daqueles rolinhos típicos com a alga por fora e o arroz e o peixe por dentro.

  • Se lhes quiser juntar wasabi, pegue num pouco da pasta com os pauzinhos e coloque em cima do peixe, no topo da peça.
  • Depois, pegue na peça com os dedos, um de cada lado da alga, sem tocar no arroz. 
  • Mergulhe um cantinho da base da peça de sushi ligeiramente no molho de soja – muito molho de soja vai retirar sabor ao sushi – mantendo o wasabi sempre no lado oposto (o contacto entre soja e wasabi destrói os dois sabores). 
  • Ponha a peça inteira na boca – trincá-la é ofensivo para o chef que faz as peças à medida, para serem comidas de uma vez. 

Captura de ecrã 2016-09-29, às 16.04.43.png

2. Coma os nigiris de cabeça para baixo 

Não, não lhe estamos a pedir para dar uma cambalhota em cima da mesa. A peça de sushi é que tem de ser virada de pernas para o ar para não acabar espalhada pela mesa.

  • Pegue nos pauzinhos e tombe a peça para a sua esquerda, deixando uma parte do peixe e do arroz a tocarem no tabuleiro (se for canhoto, faça para o lado contrário).
  • Se for destro, junte o pauzinho esquerdo ao peixe e o direito ao arroz, levantando a peça de lado (se for canhoto, faça ao contrário).
  • Rode a peça para a sua esquerda e molhe a ponta do peixe no molho de soja – o arroz não deve tocar no molho, se não vai ensopar e a peça vai desintegrar-se.
  • Leve a peça à boca com o peixe para baixo para este tocar directamente na língua e conseguir sentir bem o seu sabor e frescura. Tem dúvidas? Veja a ilustração em baixo ou o vídeo aqui.

Captura de ecrã 2016-09-29, às 15.50.23.png

3. Coma gengibre entre duas peças de sushi

Nunca misture o gengibre com o peixe, com o molho de soja ou com o wasabi. O gengibre serve para limpar a boca e abrir o paladar, por isso deve ser comido entre as peças de sushi para sentir melhor os sabores.

 

4. Comece por comer o peixe branco e acabe com os makis

É verdade, tal como nós comemos o peixe antes da carne também há um encadeamento para comer sushi. Tudo tem a ver com a intensidade dos sabores e com o nível de gordura do peixe. Siga esta ordem:

  • Peixe branco
  • Peixe prateado
  • Peixe encarnado
  • Salmão e ovas de salmão
  • Toro, a parte mais saborosa e com mais gordura do atum (é também a mais clara)
  • Ovos
  • Makis simples
  • Sopa miso

Captura de ecrã 2016-09-29, às 15.50.09.png

5. Respire pelo nariz

Esta não é uma regra de etiqueta: é só uma solução de emergência para combater o picante do wasabi. Se por acaso estiver aflito, pare de respirar pela boca e comece a respirar rapidamente através do nariz. O site Gaijin Pot garante que a sensação de ter um vulcão em erupção dentro da boca desaparece em segundos.

Agora é marcar o próximo jantar de sushi para pôr tudo isto em prática.

 

Um óptimo sushi para si onde quer que esteja,

Ele 

 

imagens: gaijin pot, huffington post, munchies  

6 comentários

Comentar post