Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

esta tasca acabou de ganhar uma estrela michelin

4368.jpg

Fica em Banguecoque, os clientes sentam-se em banquinhos de metal sem encosto e a cozinheira prepara os seus pratos sempre com uns óculos de ski nos olhos.

Raan Jay Fai é a última excentricidade do Guia Michelin. Depois de ter estado meses em segredo a percorrer, pela primeira vez, os restaurantes da capital da Tailândia, o guia anunciou em Dezembro quais eram os vencedores das estrelas. E entre um restaurante de alta cozinha francesa e outro onde um blazer é "obrigatório para cavalheiros durante o jantar", está a tasca da tia Fai, como Jay Fai é carinhosamente conhecida em Banguecoque.

 

665cd27c-6b0e-46ed-9b11-db3a6be6ceda--IMG_4372.JPG

Ali, não há luxos: a sala está decorada com azulejos azul-bebé, a esplanada tem cadeiras de plástico e a cozinha tem chapéus de chuva abertos e baldes de plástico espalhados por todo o lado.

Entre a cozinha e a sala de jantar não há qualquer separação, nem sequer de vidro. É como se Jay Fai estivesse a preparar os seus famosos noodles no meio dos clientes, com os seus óculos de ski na cara, a protegerem-na de qualquer salpico de óleo a ferver.

3947.jpg

Mas nada disso preocupou o Guia Michelin – nem o cheiro a óleo que sai dos enormes woks onde Jay Fai frita a comida. Segundo a organização, nem todos os restaurantes merecedores de estrelas têm de servir os clientes com toalhas de pano e talheres de prata. A única obrigação – adiantou o director internacional do guia ao jornal britânico The Guardian – é ter um espaço com um endereço físico. De resto, o importante é que sirva bem e boa comida.

E isso o Raan Jay Fai parece ter. O restaurante tornou-se popular em Banguecoque por causa das gigantescas doses de noodles que serve com camarão. Mas a sua maior especialidade é uma omelete de caranguejo tostada pela qual a chef cobra 22,5 euros. Não é propriamente barato, mas os clientes garantem que as doses são tão grandes que dão para mais de uma pessoa com fome.

4352.jpg

Esta não é a primeira vez que o Guia Michelin atribui uma estrela a uma tasca. Há dois anos, o guia distinguiu com uma estrela uma roulotte de street food em Singapura, onde um prato custa menos de 2 euros. Apesar de se tratar de street food, o espaço está localizado num food court. E isso é o que basta para ser elegível – pode não ter ar condicionado, mas tem um endereço físico. 

 

Uma óptima refeição para si onde quer que a estrela Michelin esteja,

Ele

 

fotos: the guardianfood52

 

2 comentários

Comentar post