Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

este é o melhor queijo alguma vez feito no mundo

Hanne Stensvold.jpg

Eu sei que posso ser considerado um rapaz de algum exagero. Especialmente quando me entusiasmo ao provar alguma coisa que me deixa a sentir-me como o Jerónimo de Sousa cada vez que olha para a fotografia do Fidel Castro. Mas este não é manifestamente o caso. O título de melhor queijo alguma vez feito no mundo não foi inventado por mim no final de um jantar inesquecível; foi atribuído no passado dia 16 de Novembro naqueles que são considerados os Óscares do mundo do queijo.

Os World Cheese Awards decorreram este ano em San Sebastían e avaliaram mais de 3 mil queijos de 31 países de todo o mundo. Concorreram queijos simples e mais complexos; queijos tradicionais ou queijos com chocolate. No evento, estiveram 266 jurados que avaliaram todos os concorrentes distribuídos por 66 mesas. O júri elegeu um queijo vencedor por mesa e esses 66 eleitos passaram a uma segunda fase de onde saíram apenas 16 queijos. De entre estes finalistas, foi finalmente eleito o melhor queijo do mundo.

 

O grande vencedor deste ano foi um blue cheese produzido de forma artesanal numa pequena quinta na costa Oeste da Noruega. O queijo chama-se Kraftkar e foi escolhido por causa do seu bolor bem desenvolvido, do seu crumble cremoso e do toque suave que deixa na língua. 

Para mim, toda esta conversa já seria suficiente para me fazer apanhar o primeiro cacilheiro a caminho da Noruega para provar esta maravilha, mas ainda há mais. Depois de ter eleito o queijo da quinta Tingvollost, o júri ainda o comparou com os vencedores das 28 edições anteriores dos World Cheese Awards e chegou à conclusão de que este é o melhor de sempre, classificando-o como "o melhor queijo alguma vez produzido". 

1376376_10152782375144454_6863840603307357075_n.jp

O Kraftkar é produzido em pequenas quantidades exclusivamente com leite de vaca da própria quinta e deixado a curar durante um ano, o que lhe permite criar uma textura crocante e um bolor único. Infelizmente nunca o encontrei à venda em Portugal. Por isso, vou ter de me contentar com o segundo ou o terceiro lugar: os espanhóis Cremositos Del Zujar (de Granada) e Cala Blanc (um queijo de cabra de Menorca).

 

Um óptimo queijo para si ondequer que esteja,

Ele

 

foto: hanne stensvold; kraftkar