Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

frango envolvido em sementes de sésamo com arroz de amendoins e passas, uma receita para fazer em 15 minutos

16553935_KEaKM.jpeg

Modo de emergência: o telefone tocou ontem às cinco da tarde e eram aqueles primos que estão na perigosa fronteira em que eles já têm a confiança mínima para perguntarem se podem vir cá a casa jantar e nós ainda não temos a confiança suficiente para dizermos que não. O que fazer?, pergunta Vossa Senhoria. Não faço a mínima ideia, respondo eu. E, por isso, inventei. O resultado é: peitos de frango à moda do primo com arroz de amendoins e passas. Foi fácil e rápido: abri o frigorífico, a despensa e o congelador à procura do que tinha e deu nisto.

 

Ingredientes

Peitos de frango

  • 4 peitos de frango
  • Pimentão doce em pó
  • Sementes de sésamo
  • 1 cebola
  • 1/2 couve-flor
  • Sal  

Arroz de Amendoins e Passas

  • 1 copo de arroz
  • 1,5 copos de água
  • Amendoins sem sal descascados
  • Passas
  • Azeite
  • Sal

 

Primeiro o frango. Peguei nuns peitos altos, enrolei-os em papel vegetal e espanquei-os com o rolo da massa até ficarem com 1,5 cm de espessura (dica do Jamie Oliver). Depois, preparei uma massa de pimentão doce. Peguei numa tigela, juntei pimentão em pó, água e sal fino até criar um molho espesso. Enrolei os peitos nessa massa e corrigi o sal. A seguir envolvi-os em sementes de sésamo e deixei-os de lado.

16553948_EA6OZ.jpeg 

Passei então para o arroz. Pus muito azeite numa panela (é preciso cobrir todo o fundo para deixar o arroz molhado e solto) e uns amendois sem sal lá dentro em lume brando até começarem a tostar. Juntei as passas que tinham sobrado da passagem de ano (sim, só agora, nove meses depois, é que descobri que ninguém as come) e mexi.

Quando tudo ficou acastanhado, deitei um copo de arroz e fritei-o durante cinco minutos enquanto mexia. Temperei com sal e adicionei (bela linguagem de programa de culinária!) um copo e meio de água a ferver. É preciso pôr menos do que o dobro da água para o arroz não ficar empapado (se, quando a água secar, o arroz ainda não estiver cozido, pode deitar um bocadinho mais, mas tenha cuidado: se ele coze demasiado empapa). Coloquei a tampa por cima sem tapar totalmente e fui reanimar o frango, ainda a recuperar do espancamento.

Cortei uma cebola em fatias grossas e coloquei-a num wok com azeite. Quando começou a alourar (mais uma bela expressão de programa de culinária), deitei os peitos lá para dentro e fritei-os. Entretanto, o frango estava pronto, o arroz estava quase e sobrava a cebola. Depois de tirar o frango, deitei para o wok meia couve-flor aos bocados. Juntei à cebola e fritei. Maravilha. Em menos de 15 minutos, consegui fazer um prato, um acompanhamento e ainda legumes para dar um toque saudável.

Vale ou não a pena ter primos que se colam para jantar?

 

Um abraço para os seus primos, onde quer que eles estejam,

Ele 

 

fotos: casal mistério