Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

gelados em rolinhos feitos no momento: a nova febre do instagram chegou a portugal

20228260_835137663328198_2161437356226004287_n

Cada gelado demora cerca de dois minutos e meio a fazer, o que quer dizer que se juntar mais dois minutinhos a escolher e pagar, toda a experiência lhe sai por cinco minutos. Isto até lhe pode parecer razoável à primeira vista. O problema é quando tem seis pessoas à sua frente e os cinco minutos se transformam em meia hora de espera por um simples e singelo gelado.

Foi exactamente isso que me aconteceu ao encontrar em Cascais um carrinho da Hey Mate que se orgulha de ser a mais fiel representante da moda tailandesa que inundou a Internet, no final do ano passado: os gelados de rolinhos.

 

Leia ainda:

 

20170722_163941 2

No fundo, trata-se de gelados feitos mesmo ali à sua frente. O empregado tem uma placa de metal, a cerca de 20º C negativos, por cima da qual mistura os ingredientes do gelado: um líquido base mais aquilo que o cliente quiser – Nutella, bolachas Oreo, leite condensado, suspiros e até bolas de Berlim ou pastéis de nata inteiros.

Depois de colocar todos os ingredientes por cima da placa gelada, pega em duas espátulas com as quais pica os ingredientes sólidos e os mistura com a base líquida (no caso dos pastéis de nata e das bolas de Berlim, é incrível como estes são reduzidos a pequenas migalhas). A seguir espalha a mistura ao longo de toda a placa, formando uma camada muito fininha que vai solidificar graças à temperatura negativa. Assim que a mistura estiver gelada, passa a espátula entre a placa e o gelado, criando pequenos rolinhos gelados. Os rolinhos são então colocados num copo e finalizados com uns toppings: chocolate derretido, bolachas Oreo picadas, caramelo líquido, coco ralado, avelãs crocantes, entre outros.

  

 

O gelado fica cremoso, mas sempre com pequenos pedaços do ingrediente principal misturados, que lhe dão uma textura surpreendente. E pode ser feito à sua medida: há combinações sugeridas e que custam entre €3,50 (gelado de bola de Berlim ou de pastel de nata) e €3,80 (gelado de bolacha Oreo e Nutella) e há vários ingredientes (+€0,50) e toppings (+€0,30) que pode acrescentar. Se preferir, também pode fazer o seu gelado de raiz: por €3,50 pode escolher um ingrediente e um topping.

Eu escolhi o limódoce que junta uma base de chocolate branco líquido com uma rodela e uma casca de limão. A rodela e a casca são totalmente picadas, dando uma acidez que ajuda a cortar o doce do chocolate branco e criando uma textura surpreendente cada vez que trinca uma pequena migalha de casca. Depois é tudo misturado e finalmente são feitos os rolinhos que são servidos com duas bolachas.

19895003_830733163768648_3464120652220900692_n

Apesar da acidez amarga do limão, achei o gelado doce demais. É divertido e surpreendente – tanto todo o processo como o resultado final. Mas não é um gelado que mereça meia hora da minha vida (por mais desinteressante que ela seja) parado numa fila.

A minha querida Mulher Mistério que, quando se abstrai da sua dieta, não tem problemas com sabores doces demais, optou pelo gelado de bolacha Oreo com Nutella. São duas bolachas Oreo picadas e misturadas com a tal base do gelado e com uma colher de Nutella. É doce? É. Mas é francamente melhor do que a minha combinação de chocolate branco com limão.

19875335_828229987352299_7309236497035265221_n

O carrinho da Hey Mate está todos os dias, na Casa da Guia, em Cascais, entre as 13h30 e as 22h. E não é a única marca em Portugal a fazer gelados em rolinhos: a Street Ice Rolls, por exemplo, está actualmente ao pé da Basílica da Estrela, em Lisboa.

Os gelados em rolinhos nasceram na Tailândia em 2011 e rapidamente se espalharam por países como o Reino Unido ou os Estados Unidos da América. Na Internet, os vídeos destes gelados a serem preparados tornaram-se virais, com milhões de visualizações. Existe mesmo um canal no YouTube chamado Ice Cream Rolls, com mais de 300 mil seguidores, totalmente dedicado a esta febre.

O pior de tudo isto são as filas de espera. Se em Portugal pode ter de aguardar meia hora por um gelado, nos Estados Unidos a loucura chega às duas horas, numa fila, em pé.

 

Um óptimo gelado para si onde quer que esteja,

Ele

 

fotos: hey mate, casal mistério

 

Nota: Todas as despesas das visitas efetuadas pelo Casal Mistério a restaurantes, bares e hotéis são 100% suportadas pelo próprio Casal Mistério. Só assim é possível fazer uma crítica absolutamente isenta e imparcial.

1 comentário

Comentar post