Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

lasanha vegetariana com batata doce e béchamel de couve-flor, a minha resposta a donald trump

Regra geral, sou amorosa, gosto de toda a gente, não tenho embirrações especiais. Mas com a idade começo a ganhar alguns ódios de estimação. O Donald Trump é claramente um deles. Consegue ser patético e perigoso ao mesmo tempo. Embirro com o homem do capachinho aos pés. Sinceramente, acho que a ideia dele é ficar para a História como o pior e mais detestado Presidente dos Estados Unidos. Frank Underwood volta que estás perdoado… Depois da polémica decisão de sair do Acordo de Paris sobre o Clima, o mundo voltou a unir-se contra Trump com o próprio Arnold Schwarzenegger a encabeçar a revolta. Claro que estou ao lado do eterno Exterminador e, só por isso, vou seguir o conselho dele, quando, há dois anos, pediu para tentarmos ser vegetarianos pelo menos duas vezes por semana, em prol do clima. De acordo com estimativas da ONU, as emissões provenientes da pecuária, da desflorestação e da pesca praticamente duplicaram nos últimos 50 anos e podem aumentar mais 30% até 2050. Segundo Schwarzenegger, a agropecuária produz cerca de 28% dos gases do efeito estufa. Por isso, o nosso jantar hoje vai ser esta espetacular lasanha vegetariana da fantástica Donna Hay. E como vou fazer? Como faço sempre: eu compro os ingredientes, o meu querido Marido Mistério põe em prática os seus dotes culinários.

Sweet_potato_eggplant_and_cauliflower_bechamel_las

 

Ele vai precisar de beringela cortada em fatias de 5 mm, duas batatas doces descascadas e cortadas às fatias também de 5 mm, azeite extra-virgem, sal e pimenta preta moída, acelga cortada em pedaços e escaldada, manjericão, mozzarella ralada e microgreens de manjericão. Para o béchamel de couve-flor, precisa da propriamente dita cortada em pedaços, azeite, cebola picada, alho esmagado, leite, flor de sal e parmesão ralado.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

Pré-aqueça o forno a 220º C e comece por fazer o béchamel de couve-flor: coza a couve-flor numa panela com água a ferver durante 10 a 15 minutos ou até ficar macia. Escorra e reserve.

Entretanto, aqueça o azeite num tacho pequeno em lume médio. Junte a cebola e o alho e deixe cozinhar durante 4 minutos. Depois, coloque a couve-flor, a cebola e o alho, o leite, o sal e o parmesão no liquidificador e misture bem até obter um creme macio. Reserve.

Enquanto está a preparar o béchamel, disponha as fatias de beringela e de batata doce em dois tabuleiros de ir ao forno forrados com papel vegetal. Tempere com azeite, sal e pimenta. Leve ao forno durante 10 a 12 minutos ou até ficarem macias.

Finalmente, espalhe spray de cozinha num tabuleiro e prepare a lasanha por camadas pela seguinte ordem: disponha primeiro metade das fatias de batata doce, depois metade da beringela, metade da acelga e metade das folhas de manjericão. Espalhe por cima metade do béchamel.

Repita o processo, formando mais uma camada com os restantes ingredientes. Ponha por cima mozzarella ralada e leve ao forno durante 15 a 20 minutos ou até ficar dourada.

Espere 10 minutos antes de cortar e sirva com folhas de manjericão e microgreens por cima.

 

Leia ainda:

 

Um resto de um ótimo domingo para todos nós menos para o Trump,

Ela

 

receita e foto: donna hay