Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

maçarocas de milho com pesto, a minha homenagem ao visconde do sítio do picapau amarelo

Adoro milho. Adoro ainda mais devorar maçarocas inteiras. Mas não costumo fazer isso muitas vezes, porque já se sabe, o milho... engorda. Mito. Erro. Depois de descobrir esta receita neste delicioso blog, The Lemon Bowl, senti-me o Einstein a descobrir a Teoria da Relatividade. Bem, talvez para mim tenha sido mais emocionante ainda... A autora da receita garante que cada maçaroca tem apenas 168 calorias e sugere-a como um ótimo acompanhamento (OK, assim engorda) mas, por mim, pode ser perfeitamente o meu almoço de hoje. Em 8 minutos (5 de preparação + 3 ao lume), conseguimos juntar o sabor fresco do pesto aos sumarentos e doces grãos de milho. Ui, que fome. 

Corn-on-the-Cob-with-Basil-Pesto-The-Lemon-Bowl.jp 

 

Ingredientes

  • 4 maçarocas de milho (sem as barbas, claro)
  • 1/4 de chávena de pesto 

 

Ferva água numa panela e junte as maçarocas de milho. Deixe cozer durante 3 minutos (não mais do que isso, segundo a autora, é o tempo ideal para fazer sobressair o sabor e os nutrientes do milho). Depois disponha as maçaroças num tabuleiro. Pincele-as com o pesto de manjericão e sirva.

Se preferir, pode também grelhar as maçarocas, e aí das duas uma: grelha primeiro e barra o pesto depois, ou, então, faz ao contário – barra o pesto primeiro e depois leve ao grelhador. Nesta altura do ano, é mais fácil encontrar maçarocas já cozidas. E, nesse caso, o ideal é passá-las ligeiramente pela grelha.

Não é que esta receita me fez lembrar o maravilhoso Visconde de Sabugosa, do Sítio do Picapau Amarelo? Outros tempos. Se eu contasse aos meus filhos que adorava uma série em que um dos personagens era uma maçaroca de milho, era gozada de certeza. Precisavam de ter visto a cara deles quando lhes cantei, super entusiasmada, a música da Abelha Maia. Perante o ar aterrorizado, justifiquei-me em surdina:

- Só tínhamos dois canais, OK? E os desenhos animados eram todos escolhidos pelo Vasco Granja!

 

Como dizia o poeta, "recordar é viver". Boa quarta-feira,

Ela

 

receita e foto: thelemonbowl

 

1 comentário

Comentar post