Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

nihon no pankēki, sekai no mottomo kawaīdesu (ou traduzindo, panquecas japonesas: as mais fofinhas do mundo)

Até ontem, a Família Mistério era absolutamente viciada em sushi; a partir de hoje tenho a certeza de que vai passar a ser viciada em pankēki – que é como quem diz panquecas em japonês. Não é só uma questão de idioma que distingue as panquecas tradicionais das panquecas japonesas.

Além de serem mais altas, as pankēki são mais doces e muito mais fofinhas. O segredo está no fermento, que vai fazer as panquecas crescerem, e no tempo que a massa fica a repousar para se tornar mais densa. Além disso, os ovos são batidos com uma batedeira para ficarem mais leves, quase em espuma. O resultado são umas panquecas mais saborosas e muito mais fofinhas.

Há várias receitas de pankēki: umas que utilizam maionese japonesa e outras que recorrem a claras em castelo. Mas hoje vou fazer para o pequeno-almoço uma receita mais simples e rápida do site Key Ingredient.

Tudo o que vou precisar é de dois ovos, leite, extracto de baunilha, farinha, fermento e açúcar. Para os toppings, vou usar mel e mirtilos. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

unnamed.jpg

 

Se quiser fazer esta maravilha em casa, bata primeiro os ovos com o leite e o extracto de baunilha até começar a formar espuma. Noutra taça, misture a farinha com o fermento e o açúcar. A seguir, use uma espátula para envolver cuidadosa mas rapidamente a farinha na espuma de ovos. Assim que estiver tudo ligado, deixe a mistura a repousar durante, pelo menos, 15 minutos – é isso que vai fazer a massa engrossar e permitir que as panquecas fiquem mais altas.

Agora é só aquecer uma frigideira com um fio de óleo de canola, em lume brando – como as panquecas são mais altas, tem de ter cuidado para não as deixar queimar. Assim que a frigideira estiver quente, faça as panquecas uma a uma. Despeje cerca de 60 ml da massa de cada vez e deixe-a cozinhar.

Mal a massa começar a ficar dourada no fundo e a fazer bolhas no topo, vire as panquecas com cuidado e cozinhe do outro lado. Se fizer tudo em lume brando, elas vão crescer, tornando-se fofinhas e deliciosas. Então com um fio de mel e uns mirtilos por cima ficam subarashīdesu – ou, por outras palavras, maravilhosas.

 

Leia ainda:

 

Umas óptimas panquecas para si doko ni iyou to,

Ele

 

receita e foto: key ingredient

1 comentário

Comentar post