Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

nove minutos + uma panela = uma massa deliciosa: será que esta é a receita mais simples do mundo?

Está visto: o homem voltou de férias e com ele voltaram os exageros. É isso que está a pensar neste momento, não é? Calculei. É por isso que cá em casa me chamam Maya, o Vidente Mistério. Pois, devo dizer-lhe que, se não é a receita mais simples do mundo, é pelo menos uma das mais famosas em toda a Internet.

O fenómeno viral à volta desta deliciosa massa feita em nove minutos, com todos os ingredientes colocados ao mesmo tempo dentro de uma panela nasceu em 2011 quando a chef e apresentadora americana Nora Singley visitou a pequena aldeia piscatória de Peschici, a norte de Puglia, em Itália. Foi aí que Nora conheceu Mateo Martella, o chef de um modesto restaurante, que lhe contou a forma rápida e deliciosa como a sua mãe cozinhava a pasta: primeiro usava uma frigideira, depois colocava todos os ingredientes lá para dentro ao mesmo tempo, juntamente com uma pequena quantidade de água. Quando a água evaporava, a massa estava pronta. Mateo foi para a cozinha e preparou a massa em poucos minutos. "Estava perfeita", contou Nora à revista Slate. E com uma consistência incrível al dente.

Há dois anos, Nora publicou a receita na revista Martha Stewart Living e esta tornou-se rapidamente um fenómeno universal, com milhões de partilhas na Internet. Hoje, existem centenas de variações para fazer esta pasta al dente. Mas eu não abdico da original. São nove minutos, meus senhores!

14592305158_5a4471ba3e_b.jpg

 

Ingredientes

  • 340 g de linguine
  • 340 g de tomate cherry cortado ao meio
  • 1 cebola cortada fininha
  • 4 dentes de alho cortados fininhos
  • 1/2 colher de chá de flocos de malagueta
  • 2 raminhos de manjericão (mais umas folhas para decorar)
  • 2 colheres de sopa de azeite extra-virgem (mais um pouco para servir)
  • 2 colheres de chá de sal grosso
  • Pimenta preta moída no momento
  • 4,5 chávenas de água
  • Parmesão ralado para servir

 

Primeiro ponto: para ficar com um molho delicioso, tem de seguir as quantidades à risca. Aqui não há margem para deslizes. Segundo ponto: não existe um segundo ponto. Tudo o que precisa é de juntar todos os ingredientes com a água numa frigideira larga – o linguine tem de caber deitado no fundo. Depois, é só ligar o lume no máximo. Quando levantar fervura, deixe cozer durante 9 minutos, mexendo a massa de vez em quando com um garfo, até ficar al dente e a água tiver praticamente evaporado. Coloque numa taça, acerte o sal, ponha a pimenta moída, um fio de azeite, o parmesão ralado (ou em lascas) e umas folhas de manjericão e sirva. Vai ver que o sabor está lá todo. Às vezes, as coisas simples são as mais deliciosas.

 

 

Uma boa massa para si onde quer que esteja,

Ele

 

receita: food 52; foto: james ranson

 

3 comentários

Comentar post