Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

novidade! novidade! abriu um hotel no largo do intendente com um restaurante irresistível

4F9A6833.jpg

Chama-se 1908 Lisboa Hotel, tem quatro estrelas e não vou descansar enquanto não for lá jantar e dormir uma noite, ouviste meu querido Marido Mistério? Eu sei que somos de Lisboa, mas não há nada melhor do que variar de cenário de vez em quando, não concordas? Eu sabia que sim…

4F9A7123.jpg

 

Eu já tinha dito aqui que o Intendente está a pouco a pouco a transformar-se num bairro espetacular. Aquele que foi em tempos o reduto de prostitutas e traficantes de droga corre o risco de se tornar no spot mais hipster e cool de Lisboa.

4F9A6985.jpg

4F9A6607.jpg

O 1908, ano da construção do edifício arte nova, situa-se no número 6 do Largo do Intendente, em tempos uma “desonrosa esquina” como referem os responsáveis pelo hotel. Tem 36 quartos, um restaurante com o sugestivo nome “Infame” e o bar 1908.

4F9A6894.jpg

O projeto de recuperação, da autoria do arquiteto Pardal Monteiro, teve o bom senso e o bom gosto de preservar as fachadas e o interior do edifício. O resultado é um espaço moderno, eclético e surpreendente. Obras de artistas portugueses como Bordalo II, Vanessa Teodoro ou David Oliveira recordam o passado boémio deste bairro lisboeta.

4F9A6613.jpg

Os quartos, que variam consoante o tamanho e a vista, são minimalistas mas confortáveis. Em tons de branco e cinzento, as camas têm lençóis e édredons brancos imaculados (eu sei, tenho uma obsessão por roupa de cama branca, peço desculpa!) e mantas de lã coloridas, da Vida Portuguesa, a loja vizinha do hotel.

4F9A6624.jpg

As casas de banho são a minha cara: brancas, luminosas e modernas, com a cereja no topo do bolo: as amenities são Castelbel (que eu adoro!).

4F9A6647.jpg

4F9A6851.jpg

Meu querido Marido Mistério, eu não sou esquisita. Podes escolher à vontade: tens os The Square Rooms, com vista para o Largo do Intendente ou os The Avenue Rooms, que dão para a Avenida Almirante Reis. Pensando bem talvez prefira os quartos com vista para o largo ou um dos The Attic Rooms que se situam num piso com 3 quartos e lobby exclusivo.4F9A7035.jpg

4F9A6902.jpg

4F9A6640.jpg

Está descansado que não te vou pedir para reservar a suite principal, que se chama The King of Dome (porque se situa na cúpula) nem os The King Rooms, que são maiores e logo mais caros. Não te assustes: o preço médio por quarto é superior a €120, com pequeno-almoço incluído.

4F9A6589.jpg

4F9A6209.jpg

4F9A0515.jpg

4F9A6216.jpg

Por isso, prefiro que poupes o orçamento para o jantar no “Infame”, o espetacular restaurante do hotel cujo nome foi buscar inspiração, claro, à fama do bairro. Com uma decoração claramente industrial, com mosaicos no chão e uma gigantesca estrutura metálica, o restaurante tem um ambiente cosmopolita e elegante.

Polvo Paul.jpg

Pasta Valmor.jpg

Atum Infame.jpg

A carta, da responsabilidade do chef Nuno Bandeira de Lima, mistura a gastronomia portuguesa com os sabores multiculturais da vizinhança. Tem pratos de peixe, carne e vegetarianos com nomes tão originais como as entradas Veggie Pakoras ou o Pho Go, ou os pratos principais Atum Infame e o Lamb’orghini… o preço médio de uma refeição no Infame ronda os €25 a €30.

Parfait de Matcha.jpg

Bomba de Chocolate.jpg

E é isto, meu querido Marido Mistério, espreita aqui o site ou então faz a reserva diretamente com o hotel.

Deixo-te os contactos para não te dar muito trabalho:

1908 Lisboa Hotel: 218 804 000 | reservations@1908lisboahotel.com

Infame: 218 804 008 | eat@infame.pt

 

Uma noite infame para nós,

Ela