Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

novidade! novidade! abriu um novo restaurante japonês no centro de lisboa e já lá fomos

Chama-se Tsubaki, que significa “camélia” e abriu no início do mês no Turim Saldanha Hotel, perto da maternidade Alfredo da Costa. E a melhor notícia é que tem como consultor um dos mais conceituados chefs nacionais de gastronomia asiática, o incrível Paulo Morais (ex QB e ex-Umai). E melhor ainda: já lá fomos!

Restaurante Tsubaki 1.jpg

 

O ambiente 

O espaço é sóbrio, trendy e minimalista. Em tons de castanho escuro, cinzento e beje, tem acesso pela rua ou através do lobby do hotel. As mesas, em madeira escura, são amplas e as cadeiras confortáveis. Fui almoçar com a minha irmã “caçula” mas os clientes eram sobretudo executivos em reunião.

Restaurante Tsubaki 4.jpg

A ementa

Tem tudo e mais alguma coisa que se espera de um bom japonês mas com o toque de fusão característico de Paulo Morais. Tem, por exemplo, três menus de almoço (Sushi Sashimi, Teppan Yaki, Tempura) que incluem vários mini-pratos, dependendo da sua escolha, como sopas, lombo de novilho no caso do menu Teppan Yaki, crepes, peças de sashimi e de sushi, saladas, etc. Cada menu custa 15 euros.

Restaurante Tsubaki 2.jpg

Como tanto eu como a minha irmã estamos de dieta (para variar), optámos por dividir uns magníficos edamames de entrada e um tártaro de atum, de peixe branco e de beterraba pura e simplesmente divinal. Mais fresco e saboroso era difícil. E como estamos empenhadíssimas na nossa dieta, pedimos mais duas variedades de sashimi do chef: sashimi de toro e sashimi de lírio enrolado em nori. Os dois eram muito bons, sendo que o de lírio era mais surpreendente. A acompanhar um inquietante molho de miso. Inquietante porquê? Deve estar a perguntar-se… Porque eu não gosto especialmente de sopa de miso e adorei o molho. Não sei porquê. Era suave e adocicado. Talvez por isso. E ainda vieram dois gunkans de salmão, também irrepreensíveis, com um molho picante q.b. Para terminar em beleza, desgraçámos a nossa dieta ao partilhar duas bolas de gelado: uma de chá verde e outra de sésamo. Eu juro que não queria mas a minha irmã insistiu. E eu não sou de fazer desfeitas a ninguém. Os dois sabores desfaziam-se na boca e eram macios e pouco doces (tudo a que uma mulher em dieta aspira!).

Restaurante Tsubaki 3.jpg

No final pagámos 19 euros cada uma. Não foi um almoço barato mas dei por cada um destes euros muitíssimo bem empregues. Não é nada caro para a qualidade dos pratos que comemos.

 

O serviço

Rápido e eficiente, só que demoraram mais tempo a passar a fatura do que a trazer todos os pratos propriamente ditos.

 

O bom

O sushi e os gelados de chá verde e sésamo

O ótimo

O tártaro de atum e peixe branco

O mau

O tempo de espera pela fatura

 

Um ótimo fim-de-semana,

Ela

 

fotos: tsubaki

 

2 comentários

Comentar post