Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

o chef da roulotte de street food que ganhou uma estrela michelin (e onde um prato custa menos de €2)

4096.jpg

Não é gralha. E também não é loucura deste vosso casal amigo (quer dizer, pelo menos neste caso...). Não, senhor. O prestigiadíssimo Guia Michelin atribuiu mesmo este Verão, pela primeira vez na sua História, uma estrela a um restaurante de comida de rua. Na verdade, foram duas as roulottes premiadas com uma estrela Michelin. O impensável aconteceu em Singapura e os premiados foram uma tasca que vende arroz e noodles de porco e outra que se tornou famosa na cidade por fazer uns deliciosos noodles fritos de frango com molho de soja.

Ambos os balcões ficam em food courts sem ar condicionado (o que com o calor de Singapura é sinónimo de destilar três litros de água durante um almoço). Os clientes esperam em pé, numa fila, para fazer o seu pedido e depois podem sentar-se em mesas comuns que servem todos os restaurantes e onde o calor é quase insuportável.

 

4616.jpg

A escolha foi justificada pelo director internacional dos Guias Michelin, Michael Ellis, num comunicado: "Singapura é um verdadeiro cruzamento de comércio e transacções, com múltiplas influências culinárias e uma oferta que é apreciada pela população local e por turistas. E foi aqui que os nossos inspectores descobriram verdadeiras jóias".

Uma dessas jóias chama-se Chen Hong Meng e já foi entrevistado por prestigiados órgãos de comunicação social internacionais como o Guardian, a CNBC ou a Matador Network. Os elogiadíssimos noodles fritos de frango com molho de soja feitos por Meng custam pouco mais de 1 euro, o que nem chega a metade do preço de um Big Mac. E não foi por isso que deixaram de ser um dos principais motivos para a atribuição da estrela Michelin.

4928.jpg

Numa entrevista recente à Matador Network, Meng confessa que não sabia sequer que os inspectores dos Guias Michelin visitassem roulottes ou restaurantes de comida de rua como o seu (nós também não). Mas um dos responsáveis da Michelin explicou-lhe que os inspectores "só avaliam a comida, nunca o espaço".

E, pelos vistos, também não avaliam o serviço porque, para conseguir pedir uma dose destes noodles Michelin tem de esperar cerca de duas horas numa fila, em pé. No dia seguinte ao anúncio da atribuição da estrela Michelin,Tang Chay Seng, o dono do outro espaço premiado disse que já havia uma fila enorme à sua porta antes das 9h30 da manhã, quando o espaço abre ao público. Tudo à espera da comida Michelin mais barata do mundo.

 

Uma óptima estrela Michelin para si onde quer que esteja,

Ele

 

foto: the guardian