Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

o genial hino da selecção feito pela rádio comercial

Era tudo o que faltava para animar um país que se agarrou ao joelho mal soube que Ronaldo tinha uma tendinose rotuliana (não havia mesmo problema físico com um nome mais sinistro, pois não?). Vasco Palmeirim escreveu alguns dos melhores versos sobre a selecção desde que o Esteves cantou "Deixem-se de tretas, força nas canetas que o maior é Portugal". Ricardo Araújo Pereira cantou, Nuno Markl deslumbrou e toda a equipa da Rádio Comercial gravou a música mais genial dos últimos tempos.

Quem mais é que seria capaz de escrever um verso como este:

O país não tem receio/

tem um míster com risca ao meio./

Quem vai dar tudo por tudo/

é o médio mais barbudo./

A selecção tem o melhor ambiente/

tira selfies com o Presidente.

Ou este:

Um só objectivo/

não queremos brincadeira/

Vamos limpar tudo/

depilação à brasileira./

Estados Unidos, Gana e Alemanha/

Até os comemos com feijão e picanha.

Ou ainda este:

Não ligamos a novelas/

Não vamos em carnavais/

Não dançamos o samba/

Não queremos ver fios dentais.

 

Eu sei que não é nenhuma sugestão culinária nem o próximo destino de sonho. Mas, como falava de feijão e picanha, achei que valia a pena partilhar. Ouça, cante e embrulhe-se na bandeira: o Mundial começa já na quinta-feira.

 

 

Boa sorte ao médio mais barbudo e ao míster de risca ao meio, onde quer que eles estejam,

Ele

2 comentários

Comentar post