Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

o maior vendedor de trufas nos estados unidos é um miúdo de 24 anos que comprou o seu primeiro carregamento pela net

LAVIN-HowaTexasTeen-AgerBecameNewYorkCitysTopTruff

Os chefs Michelin chamam-lhe Truffle Boy. Na verdade, ele chama-se Ian Purkayastha, é filho de um índio e de uma texana e ganhou esta alcunha porque começou a vender um dos alimentos mais caros do mundo aos 15 anos.

Hoje Ian fornece 90% dos restaurantes Michelin de Nova Iorque e tem como clientes mais de 200 chefs de topo em todo o país. Em 2016, ganhou 5,6 milhões de euros a vender as comidas mais caras, deliciosas e exóticas do mundo. E sabe qual é que é um dos seus cinco produtos favoritos? Os leitões de três meses que importa de Portugal e Espanha.

 

Captura de ecrã 2017-03-12, às 16.31.02.png

Mas Ian tornou-se famoso no país por causa das trufas que compra em Itália, França, Espanha e até na Sérvia. Acaba de lançar um livro – Truffle Boy, A Minha Viagem Inesperada pelo Submundo da Comida Exótica – onde conta como se tornou um dos mais importantes vendedores de comida rara dos Estados Unidos.

A sua vida mudou aos 15 anos quando um amigo dos pais o levou a comer um ravioli de trufa negra num restaurante de Houston, no Texas. Ian ficou louco com aquilo que estava a comer: "Eu nem me lembro de onde é que estacionei o carro ontem, mas ainda me lembro de todos os detalhes deste momento que aconteceu há nove anos", disse recentemente numa entrevista ao programa de rádio Sporkful.

BN-KK976_1015WN_8H_20150922180218.jpg

A partir desse dia, Ian tornou-se verdadeiramente obcecado por trufas, os fungos raríssimos que crescem debaixo da terra em regiões muito específicas do mundo. Ao longo dos meses seguintes, massacrou os pais para lhe comprarem uma trufa fresca que ele pudesse cozinhar em casa. Como não teve sorte, chegou ao Natal e juntou todas as suas poupanças para encomendar um quilo de trufas através de um site italiano.

6K4A1828_1_900.jpg

Quando a encomenda lhe chegou às mãos, percebeu que não ia ter tempo para conseguir comer tudo aquilo – depois de ser apanhada, uma trufa tem um ciclo de vida de apenas sete dias, acabado esse período perde peso, sabor e aroma. Então, Ian pegou nas trufas que lhe sobraram, colocou-as dentro de um saco e pediu ao pai para o levar de carro a um restaurante perto de casa: "Apareci à porta com um saco cheio de trufas, uma balança e um livro de facturas que comprei na Staples e disse: 'Olá, sou o Ian e tenho umas trufas para vender'. Não sei se foi pelo insólito de ter ali um adolescente com um saco cheio de trufas, mas a verdade é que as vendi todas e fiz lucro com o negócio".

14686207.jpg

Em vez de gastar o dinheiro numas cervejas, pegou em tudo o que ganhou para comprar mais trufas. E foi assim que nasceu a Regalis Foods, a principal empresa de comida exótica de Nova Iorque. "Ao longo de todo o resto do ano, reinvesti em carregamentos cada vez maiores de trufas. Os meus pais dividiam-se para me levar de carro aos melhores restaurantes da cidade", contou noutra entrevista ao site Wtop.

LAVIN-HowaTexasTeen-AgerBecameNewYorkCitysTopTruff

O negócio cresceu enquanto Ian terminava o liceu. Dois anos depois, mudou-se para Nova Iorque para estudar na universidade. Durou uma semana. Diagnosticado com dislexia, desistiu e dedicou-se a vender trufas e outros alimentos raros pelos melhores restaurantes da cidade. Hoje, durante a época das trufas Ian vende cerca de 190 mil euros por semana só em trufas frescas. Mas também vende outros ingredientes.

luxury-foods-featured.jpg

O site de notícias Quartz pediu-lhe que escolhesse cinco dos seus alimentos mais exóticos. Ian Purkayastha escolheu:

  • Cogumelos Morel, dos Himalaias: são raros, deliciosos e com uma forma única. São conhecidos como cogumelos guchhi, na Índia.
  • Açafrão puro, do Irão: é uma das especiarias mais adulteradas no mundo. E este é o mais puro que existe.
  • Ouriço do mar, do Maine: é absolutamente delicioso. Tem cinco ovas dentro e fica divinal, por exemplo, com uns ovos mexidos. No livro do Casal Mistério, tem uma receita deliciosa de ovos mexidos com ouriço do mar.
  • Trompetas da morte, da Califórnia: têm um sabor muito parecido com o da trufa negra e são os cogumelos preferidos de Ian.
  • Leitão com três meses, de Portugal e Espanha: Ian Purkayastha chama-lhes o wagyu do porco, nós não precisamos de saber muito mais, pois não?

0216_truffleboy-01-1000x686.jpg

Agora vou ali fazer o jantar que esta história toda deu-me uma fome louca.

 

Umas óptimas trufas para si onde quer que esteja,

Ele

 

fotos: quartz, the new yorker e the wall street journal