Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

o meu presente de sonho para o dia dos namorados: o novo gadget que permite servir o vinho sem abrir a garrafa

Heritage Wines_sistema Coravin_serviço.jpg

Primeiro, vamos ao que me inquieta profundamente: estamos a pouco mais de 72 horas do Dia dos Namorados e não vislumbro qualquer esboço de presente para mim no horizonte. Temo o pior.

Agora, vamos ao que me anima ligeiramente: acabou de chegar a Portugal aquela que é considerada a grande invenção do século no mundo dos vinhos. Eu sei que o século ainda é um jovem imberbe, mas esta invenção já é qualquer coisa de genial. E pode ser que, num ataque de bom senso, Ela se lembre do seu querido Marido Mistério no momento de se dirigir até à loja mais próxima.

 

Coravin-Wine-Access-System-with-capsules.jpg

Estou a falar do Coravin, um gadget perfeitamente revolucionário que lhe permite servir o vinho da garrafa sem tirar a rolha. Como é que é? É isso mesmo que acabou de ler. Este gadget, que é pouco maior do que aqueles saca-rolhas moderninhos, faz com que qualquer pessoa beba um copo de vinho sem abrir a garrafa. E qual é a vantagem desse verdadeiro golpe de Luís de Matos? A vantagem é que pode beber apenas um copo de vinho e voltar a guardar a garrafa durante mais dois anos sem problema nenhum. Ou então provar vários vinhos antes de escolher qual quer abrir.

O sistema funciona com uma finíssima agulha oca que é espetada na rolha. É por aí que o vinho vai sair. E, enquanto ele sai, a agulha liberta gás Árgon, usado no processo de produção do vinho. Eu sei que parece uma coisa saída do filme do Super-Homem, mas o incrível é que o vinho sai da garrafa sem que entre uma única partícula de oxigénio. Quando terminar, retira a agulha e a rolha fica intacta, como se nada fosse.

171099081ab18ffc772250cdf3bde322.jpg

É claro que isto só funciona com rolhas de cortiça e tem uma ligeira má notícia associada: custa a pequena fortuna de 299 euros. Seja como for, e para o caso de Ela ter enriquecido sem me dizer nada, aqui fica o site da marca que trouxe esta maravilha para Portugal. Nos Estados Unidos, a invenção está a fazer um sucesso em tudo quanto é jornal de referência. E foi considerada pelo famoso crítico de vinhos Robert Parker o "produto mais excitante" dos últimos 30 anos. Eu não estou assim tão excitado, mas lá que gostava de ter um, ai isso gostava.

 

Um óptimo Dia dos Namorados para si onde quer que o vinho esteja,

Ele

 

3 comentários

Comentar post