Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

o pequeno-almoço de josé avillez é óptimo para a dieta

Estava eu ontem, calma e refasteladamente, em casa a ver o programa do Bruno Nogueira com o Miguel Esteves Cardoso (Fugiram de Casa de Seus Pais), quando, de repente, entra na conversa o chef José Avillez. Falou dos filhos, do excesso de trabalho, mas, mais importante de tudo, falou do seu pequeno-almoço.

Todos os dias de manhã, Avillez não sai de casa sem fazer um batido. Diz que, por um lado, é o mais prático para quem está com pressa e não tem tempo para mastigar muita coisa. Por outro lado, é saudável. Muito saudável. Ultra-saudável. E consegue alimentar aquele seu corpinho fit de Adónis da cozinha, durante várias horas, sem recorrer a pão, manteiga ou sequer leite.

Mas afinal, pergunta V. Exa. muito avisadamente, o que é que leva o batido de Avillez?

Sweet_Potato_Pie_Smoothie_600_800_70auto_s_c1_center_center.jpg

 

Estava a ver que nunca mais perguntava. É uma mistura de leite de arroz, batata doce, sementes de cânhamo, óleo de coco e banana. Tudo batido e pronto para ser bebido num instante.

Avillez fartou-se de falar da sua disciplina alimentar e de como tenta resistir a tentações para se manter em forma. Com tanto entusiasmo que eu, que não consigo viver sem uma torradinha de pão alentejano de manhã, estou disposto a experimentar este batido.

O chef do Belcanto não revelou quantidades, mas, depois de pesquisar algumas receitas pela Internet, encontrei um batido, do blog The Blender Girl, que encaixa que nem uma luva no pequeno-almoço de José Avillez.

Para fazer dois copos, tudo o que precisa é de 300 ml de leite de arroz sem açúcar, 385 g de batata-doce cozida e esmagada, 1 banana média cortada às fatias (pode ser congelada para deixar o batido mais fresco), 1 colher de sopa de sementes de cânhamo e 1 colher de sopa de óleo de coco. A receita do blog sugere ainda acrescentar xarope de ácer, extracto de baunilha, canela, gengibre e noz-moscada. Para saber as quantidades certas destes ingredientes, consulte a receita original aqui.

Para já, eu vou ficar-me apenas pelos ingredientes de que José Avillez falou. Só preciso de bater tudo num liquidificador e beber. 

Vamos ver se assim eu consigo emagrecer os três quilitos (e mais umas centenas de gramas que desisti de contar) que engordei no Natal. E, já agora, vamos ver se, ao beber isto, também começo a fazer em casa um dos pratos do Belcanto. 

 

Um óptimo pequeno-almoço para si onde quer que o José Avillez esteja,

Ele

 

receita: the blender girl; foto: trent lanz