Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

o peso ideal de uma mala de viagem (e outros 4 conselhos polémicos para as férias)

Tenho uma má notícia para todas as mulheres deste Mundo: foi estabelecido um limite máximo de razoabilidade para o peso da roupa que se deve levar para férias.

Não, não fui eu que inventei o valor depois de ver Ela separar quatro vestidos, três tops e dois pares de calças para cada noite que passamos fora porque:

- Como é que eu posso saber o que é que me vai apetecer vestir amanhã?!

Não, não fui eu que atirei um número para o ar depois de ter sido operado a três hérnias discais por andar uma semana com a mala dela às costas porque:

- Qual é o mal de levar cinco pares de sapatos: vamos estar fora cinco dias?!

Minhas queridas e razoáveis senhoras, está definido por especialistas, homens e mulheres que passam grande parte das suas vidas a viajar e que dão, neste louvável artigo do Huffington Post, 16 conselhos essenciais para quem vai de férias. Nestas três semanas seguidas de feriados, pontes e miniférias (que, por qualquer motivo, a troika deixou escapar) nós escolhemos cinco conselhos. E começamos pelo mais importante.

1 - Nove quilos de bagagem dá para um ano de viagem 

Nove quilos. Segundo estes senhores, com nove quilos de bagagem é possível andar um ano inteiro a viajar sem voltar a casa. E, mesmo isso, é o limite. Eles aconselham sete quilos como o peso ideal. E com a mala incluída. O único motivo que a pode levar a sair destes valores é ir de férias para fazer um desporto que implica material pesado, como o ski, por exemplo. Mas isso é por causa do peso dos skis e das botas, não é por causa dos sapatos de salto alto.

Segundo estes senhores, que acabaram de se transformar nos meus ídolos, para fazer a sua mala você deve aplicar a Lei de Pareto, segundo a qual 80% das consequências advêm de 20% das causas. Traduzindo, pense em tudo o que quer fazer numa viagem e separe toda a roupa de que precisa para fazer isso. 20% dessa roupa vai permitir-lhe fazer 80% das coisas que planeou.


2 - Marque a sua viagem 54 dias antes de partir 

Segundo um estudo feito durante um ano por especialistas em marcações de voos domésticos nos Estados Unidos, esta é a antecedência com que as viagens de avião atingem o seu valor mais baixo no mercado. Não são 53 nem 55 dias. São 54. Se andar distraído neste dia, tem sempre uma saída: marque o voo entre 104 e 29 dias antes da partida. Não é tão barato, mas é o intervalo em que as companhias mais baixam os preços.

3 - Escolha um cartão de crédito que lhe dê descontos 

Não são só as milhas nem os seguros de saúde e de vida. Matt Kepnes, autor de um dos mais conceituados sites de viagens do mundo, o Nomadic Matt, esteve a analisar as ofertas dos vários cartões de crédito no mercado e escolheu os melhores para os turistas. Resultado: recebeu viagens em primeira classe e noites grátis em hotéis sem ter esperar anos por isso.

4 - Desligue o telemóvel 

Mais uma mania Dela e mais um estudo a dar-me razão (isto de estar sempre certo está a tornar-se monótono). 38% dos americanos consultam os emails do trabalho enquanto estão de férias. Mas uma coisa está provada: você nunca vai conseguir fazer tudo aquilo que tem pendente. Por isso, desligue. Se não, não descansa nem faz o trabalho que precisava de fazer.

5 - Saiba como agir em caso de emergência no avião 

Esqueça aquela ideia feita de que se o avião cai não há nada a fazer. Há muito a fazer e os estudos provam isso: 68% dos passageiros mortos em desastres de aviação não morreram do desastre, morreram em incêndios posteriores porque não saíram rapidamente do avião. Por isso, sentar-se junto à saída de emergência pode salvar a sua vida. Mais: 80% dos desastres de aviação ocorrem nos primeiros três minutos depois da descolagem ou nos últimos oito antes da aterragem. Por isso, esteja atento nessa altura, saiba que posição adoptar em caso de emergência e tire os headphones dos ouvidos.

 

Boas férias para si, onde quer que vá,

Ele

 

créditos fotos:
www.go2africa.com 
http://running.about.com
http://traveljapanblog.com
www.hotel-icon.com

2 comentários

Comentar post