Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

onde brindar ao novo rei felipe de espanha? no novo restaurante el tomate de lisboa

Estava o príncipe Felipe (peço desculpa, o Rei Felipe VI – tenho alguma alergia a reis espanhóis chamados Felipe) a dar aquele beijo apaixonado à sua Letizia e eu a pensar: onde é que posso brindar à sucessão em Espanha, sentado à mesa, esta noite? Afinal de contas, este Felipe parece ser mais pacífico do que os outros Felipes e quem nos levou Olivença até foi um Carlos. 

Pus-me à procura de um sítio para jantar em encontrei o novíssimo El Tomate, no Príncipe Real, em Lisboa. Tudo batia certo: um restaurante espanhol, numa praça de um príncipe que se tornaria Rei. Está decidido: é lá que quero ir jantar esta noite. O novo El Tomate, aberto há dois meses em Lisboa e há cerca de um ano no Mercado do Bom Sucesso, no Porto, serve sopas, saladas, tostas, bruschettas e um prometedor "naco de vitela de primeira qualidade", garantem os donos, feito na chapa e acompanhado com três molhos numa tábua de madeira.

Isto já me chegava para deslocar estas pernas de Cristiano Ronaldo em sprint até ao Príncipe Real. Mas, nesta fase da dieta, a poucos dias do Verão, Ela precisa de argumentos mais fortes. À falta de site na Internet e perante uma página de Facebook que teve a última actualização no dia 22 de Janeiro (alô, El Tomate, estamos no ano da graça de 2014, dá para actualizarem o Facebook, por favor?!) resolvi, então, ligar para lá. Atendeu-me um simpático senhor, com pronúncia do Norte que me explicou por alto o que podia comer ali: 

- Esta bem apessoada tosta de alheira;

- Um simpático gaspacho;

- Esta charmosa sopa;

- Uma bem descrita tosta de queijo chèvre, cogumelos e vinho do porto;

- Uma adequada salada de salmão fresco;

- Uma tentadora salada de rosbife;

- Ou uns petiscos da moda, como os pimentos padrón ou os choquinhos com molho tártaro.

É claro que tudo isto é recomendado à consignação: ainda não lá fomos, por isso o elogio pode ser devolvido a qualquer momento, mas lá que à distância parece bem, lá isso parece.

Vamos fazer o seguinte negócio: se já lá foi, deixe-nos a sua opinião; se nós formos lá antes, deixamos aqui a crítica. Eu, por mim, ia lá hoje brindar ao príncipe Felipe (isto vai custar-me passar a chamar-lhe Rei), mas Ela diz que, se avisarmos quais são os sítios que vamos visitar, somos logo descobertos. Por isso ainda estamos a decidir. Por enquanto, fica a dica.

 

E viva la España, onde quer que ela esteja,

Ele

8 comentários

Comentar post