Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

onde é que há-de ir hoje beber um copo ao pôr-do-sol? o quê, ainda não conhece o blue bar?!

A pergunta é difícil, não é? E a resposta também. Especialmente depois de ver esta fotografia.

11270334_1059801650715439_6891807058069114545_o.jp 

 

E esta.

10923811_979277372101201_8855736483587629845_o.jpg

E esta.

11080680_1588296174745440_7081383114913073492_o.jp

Há momentos em que mais vale a pena um homem ficar calado para não estragar o ambiente. E, no Blue Bar, no último andar do Hotel Baía, em Cascais, são vários os momentos em que devíamos ficar em silêncio.

Primeiro, para apreciar aquela que é uma das vistas mais bonitas de Lisboa. Não é uma vista espectacular com o sol a pôr-se no mar. Não é uma vista arrebatadora com toda a vila vista de um 53º andar. Mas é seguramente uma das vistas mais encantadoras do país. Daqui é possível ver a baía de Cascais, os veleiros ancorados à frente, os edifícios senhoriais em frente dos barcos de pesca e, ao fundo, a margem sul do Tejo. Tudo aqui tem charme e encanto. E então, com a luz maravilhosa do fim de tarde, é uma experiência imperdível.

10320913_1588296451412079_4589932245480389599_o.jp

Depois, por causa da decoração. O Blue Bar não tem a decoração mais sofisticada do mundo, mas está arranjado com cadeirões, sofás, pufes e mesas discretas e confortáveis, onde uma pessoa se pode pode sentar a comer uma sanduíche, uma salada e uns petiscos ou se pode deitar com um cocktail na mão e o mar à frente. Em tons de azul e branco, a decoração cumpre aquilo que se exigia: é agradável e não atrapalha a vista.

11147868_1588297268078664_1316790171604801492_o.jp

Finalmente, para evitar comentar a oferta do bar. Num sítio espectacular, com uma vista deslumbrante, devíamos ter aqui uma oferta incrível de bar. E, infelizmente, estamos longe disso. Vinho a copo só há JP, água tónica é só Schweppes – e em garrafa de um litro, daquelas que deixam o gás sair à velocidade de um furacão – e aperitivos são amendoins e batatas fritas de pacote. Nós acabámos por beber um Beefeater 24 (€7) e um copo de vinho branco (€2). É barato, mas também não é nada de especial. 

1836646_1588296464745411_6543383763693713909_o.jpg

No fundo, só vale a pena quebrar o silêncio para falar do serviço. Simpático e rápido, fazem questão de o ajudar a levar as bebidas à mesa ou de trocar os aperitivos quando é preciso. Além disso, aos fins-de-semana, há um DJ a animar os fins de tarde e as noites. E, se juntarmos tudo isso com uma vista destas, qualquer um esquece a tónica Schweppes de um litro.

Todos os dias, a partir das 18h vale a pena passar por aqui. Evite apenas os fins de tarde com muito vento e telefone antes de sair de Lisboa: às vezes o bar está fechado para festas privadas.

 

O bom

A decoração

O mau

A oferta de bar, especialmente a tónica Schweppes de um litro

O óptimo

A vista

 

Um bom fim de tarde para si onde quer que esteja,

Ele

 

fotos: pedro brás/blue bar

 

1 comentário

Comentar post