Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

os 5 melhores gins para oferecer neste dia do pai

17295852_O782a.jpg

Vamos lá ser directos: que melhor presente pode oferecer ao seu pai? Acha que ele hesitará dois segundos entre aquelas meias de losângos que viu no Continente ou 15 gins tónicos (sim, cada garrafa dá para 15 doses bem servidinhas...)? Eu não vacilo. E, por isso – para o caso dos meus queridos Filhos Mistério andarem distraídos – deixo aqui cinco sugestões de óptimos gins que podem oferecer a algum pobre e sedento pai. Vá lá, rapazes, não pensem mais nisso que eu vou ali buscar o gelo.

 

Hibernation

€45

1194869_0 2.jpg

Foi eleito, no ano passado, o novo melhor gin no mercado pelo jornal britânico The Independent. Com aromas de mirtilos, maçã e outros frutos silvestres, o gin é mantido em cascos de carvalho de Vinho do Porto branco, da Niepoort, antes de ser engarrafado. E isso dá-lhe um toque absolutamente surpreendente. Sirva com uma boa água tónica premium, muito gelo e mirtilos. Cada garrafa é numerada e assinada à mão e eu posso garantir que, cá em casa, não durava muito tempo.

Para mim, é a prioridade número 1 para este Dia do Pai.

 

Hernö Old Tom

€37

20342758_0jg4s.jpeg

Foi eleito, em Fevereiro, o Melhor Gin do Mundo pelo segundo ano consecutivo. O prestigiado prémio World Gin Awards é uma espécie de Óscares da copofonia e é a segunda vez que distingue este fabuloso gin biológico produzido artesanalmente na Suécia. 

A selecção dos botânicos é feita de forma rigorosíssima. Por exemplo, a baunilha vem de Madagáscar, a pimenta preta da Índia, as sementes de coentros da Bulgária e os arandos são apanhados na Suécia. Mas o que mais se destaca nesta verdadeira maravilha da natureza é o zimbro biológico importado da Hungria e as ulmárias (uma planta rosácea) especialmente trazidas do Reino Unido. No final da destilação, ainda é acrescentado um toque de mel que lhe dá um sabor adocicado verdadeiramente único.

Se, no ano passado, não comprou para o seu pai, ainda vai a tempo. Sirva-o com uma tónica Fever Tree Indian, uma tira de casca de limão, pimenta preta e muito gelo. Vai ver como o contraste da pimenta com o mel é viciante.

 

Gotik

€39

26907285_334833560352144_955764219676810022_n.jpg

É o primeiro gin produzido no Ribatejo e foi também o único gin português distinguido nos World Gin Awards deste ano. Feito com 21 botânicos, mistura, por exempo, zimbro português com abóbora manteiga, tomate, noz, orégãos ou flor de laranjeira. 

Se quiser um gin tónico verdadeiramente original, sirva este Gotik com abóbora manteiga desidratada, casca de tangerina, casca de lima, pimenta rosa e dois morangos. Finalize com uma tónica Fever Tree Light e muito gelo. 

 

Sharish Blue

€25

the-worlds-10-best-gins-22.jpg

Mais um gin português, mais uma eleição internacional. Este Sharish é produzido no Alentejo e tem um verdadeiro mistério: apesar de ser azul (graças a extractos naturais da flor da Clitoria Ternatea), transforma-se em cor-de-rosa quando entra em contacto com a água tónica. O site internacional Short List, que o elegeu um dos melhores gins do mundo, explica que a transformação ocorre por causa de uma alteração nos níveis de PH.

Eu gosto da ideia, mas prefiro o sabor: uma mistura de canela, casca de laranja e maçã Bravo Esmolfe. E, quando se fala em maçã Bravo Esmolfe eu entro em taquicardia.

Sirva com maçã Bravo Esmolfe e com um pau de canela, além da tónica e do gelo, claro.

 

Martin Miller's Westbourne Strength

€45

19364508_4970V.jpeg

É um clássico, eu sei, mas se o seu pai for uma Assunção Cristas de calças, este é o gin ideal para lhe oferecer: conservador, sóbrio, mas também delicioso (esta última característica é um exclusivo do gin, por favor não fazer associações à líder do CDS). Foi eleito o melhor gin do mundo em 2016 e é uma das marcas mais procuradas. No entanto, para fazer um verdadeiro brilharete, tem de comprar mesmo este Westbourne Strength que é destilado no Rolls Royce dos alambiques e leva água extraída dos glaciares da Islândia, considerada a água mais pura do mundo.

Sirva-o com maçã Granny Smith e três bagas de zimbro ou simplesmente com casca de lima ou toranja.

Agora que tomou nota de tudo, resta-me desejar... 

 

Um óptimo Dia do Pai para todos os pais deste mundo onde quer que o gin esteja,

Ele