Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

os lugares mais surreais e inacreditáveis do planeta

Fontes naturais que atiram água colorida para o céu, grutas que ardem sem parar há mais de 40 anos, árvores que nascem em cima de telhados de templos antigos, rios com água cor-de-rosa. O site Abduzeedo elegeu os sítios mais surreais do mundo. Aqui fica o top do Casal Mistério.

surrealplaces_1.jpg

Fly Geyser, Nevada, Estado Unidos 

É um fenómeno único. Há vários anos, foram feitas perfurações do terreno à procura de minerais. O problema (ou a vantagem) é que uma fonte de águas termais rebentou e começou a libertar cá para forta uma mistura de água e minerais dissolvidos, num incrível repuxo permanente. São esses mineirais que provocam esta variedade impressionante de cores.

 

surrealplaces_2.jpg

A Onda, Arizona, Estados Unidos 

Esta rocha de areia em forma de onda foi criada pela erosão durante o período jurássico. É uma das principais atracções turísticas junto à fronteira entre os estados norte-americanos do Utah e do Arizona. 

 

surrealplaces_3.jpg

Lago Retba, Senegal 

Parece uma gigantesca piscina de batido de morango, mas é um lago de água salgada separado do Oceano Atlântico por um finíssimo corredor de dunas. Em alguns pontos, a água do Lago Retba, também conhecido por Lago Cor-de-Rosa, tem cerca de 40% de concentração de sal, podendo as pessoas flutuar à superfície com a mesma facilidade com que se flutua no Mar Morto. A extraordinária cor da água é provocada pela alga dunaliella salina que produz um pigmento encarnado, mais visível fora da época das chuvas.

 

surrealplaces_5.jpg

A Porta para o Inferno, Derweze, Turquemenistão 

Enquanto faziam perfurações no meio do deserto de Karakum, no Turquemenistão, geólogos soviéticos descobriram uma gruta de gás natural. Durante os trabalhos, o terreno por cima da gruta desabou, abrindo uma cratera com 70 metros de diâmetro. Para evitarem a contaminação do ar com gás venenoso, as autoridades decidiram queimar todo o gás da gruta. A previsão era que o fogo durasse apenas uns dias, mas durou até hoje. Isto passou-se em 1971, há 43 anos, e a gruta ainda continua a arder.

 

surrealplaces_23.jpg

Monte Roraima, América do Sul 

Calcula-se que tenha sido formado há quase dois mil milhões de anos e que esteja entre as formações geológicas mais antigas do planeta. O monte está na fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana, mas o seu ponto mais alto fica na Venezuela. A vista lá de cima é impressionante quando o céu fica coberto de nuvens.

 

surrealplaces_20.jpg

Túnel do Amor, Kleven, Ucrânia 

É uma linha de comboio abandonada, à volta da qual cresceram enormes árvores que formam um gigantesco arco com mais de três quilómetros de extensão. Durante a Primavera, as árvores ganham uma cor verde única e o túnel é procurado por milhares de casais apaixonados.

 

surrealplaces_18.jpg

article-0-1A2CE9E0000005DC-259_964x665.jpg

Praia Escondida, Ilhas Marieta, México 

Acredita-se que esta praia dentro de uma enorme cratera, à qual se tem acesso apenas através de um buraco numa rocha pelo qual entra o mar, tenha sido formada na sequência de uma explosão controlada pelo governo mexicano. Estas ilhas desertas eram usadas no início do século XX para a realização de testes militares. Durante anos, o local permaneceu desconhecido e só recentemente, com a partilha de imagens nas redes sociais, se tornou famoso em todo o mundo. Hoje, a Praia Escondida é uma reserva natural, com golfinhos, tartarugas e baleias.

 

surrealplaces_15.jpg

Angkor, Cambodja 

É a maior cidade pré-industrial do mundo, com uma área que se estende por mais de mil quilómetros quadrados de complexas infraestruturas. Criada entre os séculos IX e XIII, foi pela primeira vez encontrada por um homem ocidental em 1586. Esse homem foi o português António da Madalena, um frade capuchinho. Em 1431, a cidade foi saqueada por invasores tailandeses e a população fugiu para Phnom Penh, tendo os enormes e lindos templos de Angkor ficado abandonados. Hoje, uma parte dos templos foi recuperada, outra continua integrada no meio da natureza, com gigantescas árvores a crescerem por cima dos telhados.

 

surrealplaces_9.jpg

Deadvlei, Sossusvlei, Namíbia 

Era um oásis cheio de acácias, mas o curso de água que por ali passava foi alterado por fenómenos naturais. Hoje as árvores secas e o chão esbranquiçado pelo sal provocam esta paisagem arrepiante.

 

Um abraço surreal para si onde quer que esteja,

Ele

 

fotos: abduzeedo

3 comentários

Comentar post