Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

os melhores éclairs do mundo estão no porto – nós já os provámos e não há discussão!

5596_533364673429099_879552854_n.jpg

Eu não queria escrever este texto. Não queria. Nem publicar esta fotografia. Não queria. Definitivamente. Sei que não deve ser fácil estar aí sentado (ou sentada) à frente do computador enquanto eu estou sentado à frente deste éclair.

10344390_588195401279359_6217916121497586531_o.jpg

E deste.

10258459_592741364158096_5026050411578201921_o.jpg

E deste.

10624575_661190797313152_1494159536903913883_n.jpg

Mas o que é que eu vou fazer? A minha vida é assim. Parece que as coisas deliciosas se atravessam no meu caminho com a mesma facilidade com que a colmeia cai no meio da testa do Winnie The Pooh. É a atracção pelo abismo. Neste caso, o abismo calórico.

Na semana passada, tive a dura tarefa de ter de deslocar o meu estômago ao Porto em trabalho. E a ainda mais dura tarefa de ter de o alimentar várias vezes ao dia na cidade. Como podem imaginar isso para mim é um suplício inumano, especialmente porque o Porto é hoje um dos sítios onde melhor se come no país e arredores.

E foi lá que redescobri os maravilhosos éclairs da Leitaria da Quinta do Paço. (Como pode perceber, este post está prestes a tornar-se cada vez mais difícil de ler – esta é a sua última oportunidade de abandonar o blog antes de sofrer um ataque súbito de inveja.)

10532731_629317883833777_7723286699976767047_o.jpg

Em primeiro lugar, a massa. A massa destes éclairs é finíssima e muito pouco doce. Além disso, consegue ainda ser dura (quase estaladiça) por fora e suave (quase uma nuvem) por dentro. É uma mistura de sensações única que sente ao trincar.

Mas isso é só o início da experiência. Mal dá a primeira dentada, vai perceber que o recheio destes éclairs não tem nada a ver com o resto. Pelos lados do bolo vai sair directamente para a sua boca o maravilhoso chantilly. Feito artesanalmente na fábrica da pastelaria, é fresco, não muito doce e tão leve como a massa do éclair. É um aperitivo perfeito para o que virá a seguir: a cobertura.

1424482_501520376613529_1910840081_n.jpg

Só quando começa a mastigar, é que se vai aperceber do delicioso sabor da cobertura e da mistura fantástica desta com o chantilly e a massa. As hipóteses de cobertura são quase intermináveis e sempre maravilhosas. Há a tradicional cobertura de chocolate (normal, branco ou preto), uma fabulosa cobertura de frutos vermelhos, mais uma de maçã, nozes e canela, outra de banana (com mousse de chocolate por dentro em vez de chantilly), mais uma de limão, mais outra de caramelo artesanal e ainda manga, cereja (na época delas), café ou maracujá.

Para os mais ousados, há também os snéclairs: feitos com a massa do éclairs, mas salgados – com queijo stilton, tomate cherry, pasta de atum, abacate ou salmão fumado.

983581_565449190220647_1252647678_n.jpg

Eu, que sou ligeiramente conservador, optei por um de frutos vermelhos, que estava delicoso. Os frutos vermelhos cortam o doce do chantilly e a mistura faz lembrar um cheesecake bastante mais leve. Ela escolheu um de maçã, nozes e canela, também com chantilly por dentro. As nozes dão uma sensação de crumble e, apesar de ser mais doce, liga perfeitamete com esta altura do ano.

10175955_570627953036104_507711000_n.jpg

Agora é escolher o que é que quer fazer à sua vida: continuar aí sentado à frente do computador ou provar os éclairs da Leitaria da Quinta do Paço. Pode ir à baixa do Porto ou ao Mercado do Bom Sucesso. Só a Lisboa é que estes éclairs ainda não chegaram. Mas parece que é capaz de não faltar muito tempo para termos novidades.

483722_398263810272520_1713829793_n.jpg

Bons doces para si onde quer que esteja,

Ele

 

fotos: leitaria da quinta do paço

34 comentários

Comentar post

Pág. 1/4