Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

revuelto de túbaras alentejanas (descanse, não tem nada a ver com túbaros)

E é assim: fomos passar o fim-de-semana ao Alentejo, resolvemos parar pelo caminho numa daquelas bancas maravilhosas a venderem legumes frescos na estrada e acabou-se a obsessão com as saladas. Ou, pelo menos, interrompeu-se. Dietas tudo bem. Mas só saladas transformam-nos em ruminantes falantes. Havia melão óptimo, alfaces fantásticas, laranjas docíssimas e muitas outras frutas e legumes que ficariam lindamente com variadíssimos adjectivos. Mas nós não inventámos. Trouxemos aquela que é uma das maiores maravilhas do Alentejo: túbaras. Também conhecidas por túberas, batatilhas ou tubras, por favor não confunda com túbaros que isso é demais até para mim. As túbaras são um tubérculo que cresce debaixo da terra e é difícil de encontrar. Não são trufas (e estão longe do sabor e do aroma único das trufas) mas são óptimas e custam 10 euros o quilo. Bem conversado, consegue por 9 euros um saco na estrada. E é um dos mais surpreendentes e raros petiscos da gastronomia portuguesa (ena, que bela frase de crítico gastronómico!)

Primeiro, deve lavá-las bem para tirar toda a terra. Depois descasque-as e lave-as novamente para tirar qualquer resto de terra que possa ter ficado agarrado. Corte-as então às fatias fininhas e guarde. Corte uma cebola em fatias de meia lua e deixe-a alourar em azeite durante um minuto. Depois junte as túbaras e deixe-as cozinhar durante dez minutos em lume brando. Quando começarem a ficar mais escuras, coloque o sal, a pimenta e junte oito ovos. Não os bata, misture-os apenas na frigideira com o lume mais forte. Mal a clara começar a ficar cozinhada, tire tudo para fora da frigideira e sirva. O ideal é conseguir que os ovos fiquem com a gema mal passada para não secarem. É uma óptima entrada ou um prato principal para quem está de dieta. Acompanhe com uns grelos salteados e já está. Amanhã, falo do outro petisco que comprámos na estrada (ai a dieta!).

Ingredientes

- 800 gramas de túbaras

- 8 ovos

- 1 cebola

- Sal 

- Pimenta

- Azeite

- 1 raminho de salsa (só para dar uma cor à fotografia)

 

Um bom domingo para si, onde quer que esteja (porque nós estamos no Alentejo),

Ele

4 comentários

Comentar post