Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

risotto de abóbora com limão e pistácios, o princípio do fim da minha dieta

Oops! I did it again...” Esta letra de uma música que o lado feminino da nossa prole passava a vida a ouvir resume bem a minha vida. Porque, mais uma vez, esqueci-me de que estava de dieta (estes lapsos de memória acontecem-me basicamente dia sim dia não). Não há nada a fazer. Basta-me a visão de um prato delicioso e pronto, nem com Memofante vou lá. Mas alguém resiste a um risotto de abóbora e pistácios? Eu não consigo. Por isso, quando descobri esta receita no espetacular Cannelle Vanille, fui ter com o meu querido Marido Mistério e pedi-lhe para fazer hoje para o nosso jantar.

- E a dieta? - perguntou logo Ele com aquele ar trocista e de quem nunca precisou de fechar a boca.

- Dieta? Ah, é verdade. Faço amanhã.

E antes que Ele reagisse, fechei a porta da cozinha e deixei-o a criar.

Só precisou de abóbora descascada, caldo de vegetais ou de galinha, manteiga sem sal, um alho francês médio, cortado em fatias muito fininhas, um dente de alho picado, arroz arbório, alecrim, sal e um pouco mais para temperar, vinho branco seco, raspas de um limão finamente raladas, sumo de limão espremido e mais um pouco para temperar, pimenta q.b., pistácios picados e queijo parmesão ralado. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original. 

EDOC2120.jpg

 

Triture a abóbora num liquidificador. Coloque o caldo de vegetais ou de galinha num tacho pequeno e leve a lume brando. Derreta a manteiga numa frigideira grande em lume médio. Junte o alho francês e deixe cozinhar, mexendo de vez em quando, até ficar macio, durante 5 a 7 minutos. Misture o alho e deixe cozinhar até sentir o aroma, durante um minuto. Junte o arroz, a abóbora, o alecrim e o sal. Vá mexendo até a maior parte dos grãos de arroz ficarem semi-translúcidos, durante 3 a 4 minutos. Isto significa que eles absorveram uma parte da gordura da frigideira, que os vai ajudar a manterem-se separados uns dos outros, à medida que formam um molho cremoso. Junte o vinho e deixe cozinhar durante mais 2 minutos. Acrescente meia chávena de caldo de vegetais ou de galinha e vá mexendo, sobretudo nas bordas, de forma a evitar que o risotto se cole à frigideira, até a maior parte do líquido ter evaporado. Continue a acrescentar o caldo, meia chávena de cada vez, e mexendo sempre, até o risotto ficar cremoso e espesso, e os grãos de arroz macios, durante cerca 25 a 30 minutos. Retire os ramos de alecrim e misture as raspas de limão, o sumo de limão e a pimenta preta. Prove e junte mais sal e sumo de limão se achar necessário. Decore com pistácios e queijo parmesão ralado (opcional) antes de servir.

Pensando bem, se não fosse o arroz, a abóbora, os pistácios e o queijo ralado, até que podia ser um prato light... Paciência. Amanhã como uma salada.

 

Bom fim-de-semana, de preferência, a deliciar-se com um magnífico risotto,

Ela

 

receita e fotos: cannelle vanille