Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

salada de angulas e pinhões com vinagrete de mel para lidar com a chuva

Acabou. Não dá mais. Ninguém aguenta isto. Que raio de tempo é este? Estamos no princípio de Setembro, meus senhores! Já não bastava Agosto?! E Julho?! E Junho?! Agora também Setembro?! Chuva?! Dilúvio?! Cheias?!

A única forma de sobreviver a esta hecatombe meteorológica é com um prato à frente. E hoje preparei um prato especial. Ela queria salada, eu queria petisco. Perante este cisma do Ocidente, decidi juntar a salada com o petisco. E o resultado não está nada mal. Foi o nosso almoço de hoje.

 

 

Ingredientes 

  • Alface frisada
  • Alface normal
  • Alface roxa
  • Rúcula
  • Tomate cherry
  • Angulas (ou gulas)
  • Pinhões
  • Azeite
  • Vinagre balsâmico
  • Mel
  • Sumo de limão
  • Flor de sal

Angulas são um dos meus petiscos preferidos. Muito comum em Espanha e no Japão, são enguias bebés. Eu sei que há quem considere a captura de angulas um infanticídio gastronómico, mas, tal como em relação aos jaquinzinhos, não consigo deixar de sonhar com elas. Como a captura é muito limitada, as verdadeiras angulas chegam a custar mil euros o quilo. No entanto, é fácil encontrar no supermercado várias marcas de gulas, um sucedâneo que não perde em sabor o que ganha no preço. Consegue encontrar um frasco no Continente ou no Jumbo por 3 euros.

Tem duas hipóteses: coloca as gulas directamente do frasco na salada ou passa-as por um bocadinho de azeite e alho para as servir quentes – o contraste entre o fresco da salada e o quente das angulas fica óptimo. Depois, junta as alfaces, a rúcula, os tomates cortados ao meio e os pinhões. 

Tempera com uma mistura de azeite, um pouco de vinagre balsâmico, mel, flor de sal e sumo de limão. O melhor é juntar tudo numa taça pequena e mexer bem. Decida as quantidades a olho. Vá mexendo e provando, mexendo e provando... Quando estiver ao seu gosto, tempere.

Vai ver que com uma salada destas, os dias de chuva passam a ser dias de sol. É a salada preferida do mini-Misterioso mais velho. E toda a família adora.

 

Bons petiscos para si onde quer que esteja,

Ele

 

1 comentário

Comentar post