Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

salmão com pasta harissa e cuscuz, o nosso exótico jantar

O meu querido Marido Mistério adora dar-me lições de história da gastronomia. É uma espécie de José Hermano Saraiva da cozinha. Pior. É o Nuno Rogeiro da culinária porque tem a mania que sabe tudo. E adora fazer-me pequenos testes de “cultura geral”. Ontem chegou a casa com um boião e, com aquele ar enorme que Deus lhe deu, perguntou:

- Sabes o que é esta maravilha?

- Sei. Claro que sei. Deixa-me só acabar de mandar esta mensagem.

(O meu truque infalível para ganhar tempo enquanto vou ao Google pesquisar o que raio o homem trazia na mão.)

- É pasta harissa. Sei perfeitamente. É uma mistura de temperos típica do Magreb (bendita wikipédia!).

Desiludido por eu não lhe dar a miníma hipótese para perorar sobre o tema, guardou a pasta harrisa na despensa. E não é que hoje abro o computador e deparo-me com esta incrível receita do site the happy foodie? Que coincidência extraordinária! Por isso, sou eu que vou brilhar lá em casa ao jantar fazendo uso do exótico boião do meu querido Marido Mistério. Esta fantástica e saudável receita leva a famosa pasta harissa, sementes de coentros, raspa e sumo de um limão, um bom filete de salmão, caldo de galinha ou de vegetais, cuscuz, azeite extra-virgem, salsa, hortelã e coentros picados e, claro, sal e pimenta. Se quiser saber as doses certas destes ingredientes para 4 pessoas espreite aqui a receita original.

roast_harissa_salmon_s1500x0_q80_noupscale.jpg

 

Misture a pasta harissa com as sementes de coentros esmagadas e metade da raspa de limão. Esfregue a mistura no filete de salmão e coloque-o num tabuleiro de ir ao forno forrado com papel vegetal. Mantenha-o num local frio e deixe-o a marinar durante pelo menos 30 minutos (se conseguir durante mais tempo, melhor ainda). Aqueça o forno a 170º C e coloque o salmão quando aquele estiver bem quente e deixe-o assar durante 10 a 12 minutos. Entretanto, ferva o caldo de galinha ou de vegetais numa panela grande, acrescente o cuscuz e cozinhe 6 a 8 minutos até ficarem macios. Escorra e coloque o cuscuz numa travessa de servir. Deixe arrefecer ligeiramente e misture o resto da raspa e o sumo de limão, o azeite e as ervas aromáticas. Tempere com sal e pimenta. Coloque as lascas de salmão por cima do cuscuz e sirva.

Tem ou não tem um grande aspeto? Vou arrasar o Rogeiro cá de casa!

 

Boas receitas,

Ela

 

receita e foto: the happy foodie

 

2 comentários

Comentar post