Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

sugestão para esta 5ª feira: concerto gratuito de ana moura e jantar no nobre estoril

Temos boas notícias para si e más notícias para os seus jovens herdeiros. A fadista Ana Moura vai dar um concerto esta quinta-feira no Casino Estoril e a entrada é gratuita. Infelizmente, não podem entrar no casino menores de 18 anos. Posto isto, a nossa sugestão é simples: empacote a criançada para um destino não muito longínquo e vá ver aquela que é uma das melhores fadistas da actualidade. Com o dinheiro que poupa nos bilhetes, aproveite e vá jantar num tête-à-tête ao Casino Estoril. E onde, pergunta Vocelência. Ao novo restaurante de Justa Nobre, respondo eu. Qualquer semelhança entre este restaurante e o Bitoque no Ponto é pura coincidência.

Estivemos lá pouco depois de o restaurante ter aberto e é uma pequena maravilha. Como fomos jantar tarde, optámos por dividir uns óptimos petiscos. Mas, como o concerto – a propósito do seu álbum "Desfado" – só começa às 22h30 (às 21h15 tocam Ana Roque e Bruno Fonseca), dá para jantar antes ou depois – a escolha é sua. O casino fez ainda um acordo com a CP para o caso de querer ir de comboio e não ter chatices para arrumar o carro. Basta dizer que vai aos Grandes Concertos do Casino Estoril (Etah, nome pomposo!) e pagará apenas um euro por um bilhete de ida e volta. É claro que pode sempre encontrar aquelas turbas de jovens que lhe pedem emprestado o seu iPhone novo para nunca mais o dar de volta. Mas por um euro onde é que se arranja segurança?

Nós estaremos seguramente no Lounge D na próxima quinta-feira (se calhar, é melhor levar o carro) e, quem sabe, se não voltamos ao Nobre. 

Só de pensar naquela sopa de lagosta...

 

A ementa  

Há bifes para quem quer comer a sério e petiscos para quem quer partilhar. Nós optámos pelos petiscos. Mas antes tivemos de provar a deliciosa sopa de lagosta com gengibre e malagueta. No restaurante de Lisboa, Justa Nobre tem uma maravilhosa sopa de santola. Aqui quis variar. E criou esta exclusiva sopa de lagosta. A mistura discreta entre o gengibre e a malagueta está muito próxima da obra-prima.

Nós começámos pela sopa, mas fiquei arrependido. Se lá voltar, prefiro começar com os petiscos e comer a sopa no fim. Eu sei que não é muito normal, mas olhe que sabe melhor.

A seguir provámos os bilharacos de alheira. São pequenas bolas muito bem fritas e sem qualquer gota de gordura a mais. E dividimos um óptimo pastel de massa tenra. Tenho de confessar que estava um pouco céptico em relação a absorver mais massa e mais gordura, mas fomos convencidos pelo empregado e, de facto, estava óptimo.

Para acabar, pedimos o carpaccio de novilho com queijo terrincho, um queijo de Bragança, curado mas não muito rijo e com um sabor suave. Como gostámos tanto, acabámos por pedir um queijo como saideira para o jantar, em vez de nos enchermos com doces.

Para beber, pedimos dois copos de Holminhos reserva branco, um óptimo vinho do Douro seleccionado propositadamente por Justa Nobre para o seu restaurante. Por tudo isto pagámos 30 euros por pessoa (e até nos cobraram o azeite). Não é propriamente barato, mas, pela sopa de lagosta, vale a pena.

O serviço 

Quem está no Nobre do Estoril é o cunhado de Justa. Especialista em vinhos, vem com a chef desde o restaurante original na Ajuda. Simpático e atencioso, é uma garantia de um serviço competente e cuidado.

O ambiente 

No dia em que fomos, o restaurante estava vazio. Por isso, o ambiente era um pouco intimidatório: apesar do esforço dos empregados para não passarem o jantar a olhar para nós, nunca é agradável estar a comer numa sala vazia. Não sei como será em Agosto, com concertos na sala ao lado. No entanto, vá preparado para um restaurante dentro de um casino: apesar de ter as paredes em vidro, para a zona de jogo, o espaço é um pouco escuro e pesado. Mas tem uma vantagem: com as noites de ventania que têm estado, ali pelo menos há a certeza de que não levanta voo.

 

As crianças

Para chegar ao restaurante, tem de entrar no casino, por isso não pode levar menores de 18 anos.

 

O bom 

O serviço simpático e atencioso

O mau 

O restaurante estava vazio

O óptimo 

A sopa de lagosta e o queijo terrincho

 

Um bom concerto para si onde quer que esteja,

Ele