Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

saiu uma nova pirâmide dos alimentos que aconselha a comer quinoa, cuscuz e leite de soja – e proíbe o açúcar

É a grande novidade do ano. Não, não estou a falar da forma correcta de pronunciar o nome Lopetegui. Estou a falar da actualização da Pirâmide dos Alimentos, que, pela primeira vez em 15 anos, foi alterada na Austrália. E porque é que isso lhe pode interessar tanto? Porque é esta pequena imagem que lhe dá as indicações essenciais para ter uma alimentação saudável. E porque, pela primeira vez, a pirâmide prevê alimentos como quinoa, cuscuz, tofu ou leite de soja. E retira outros como o açúcar ou as gorduras saturadas.

Veja aqui as novidades:

piramide.jpg

Açúcar e sal nem ver. Já estão naturalmente na comida e, por isso, não devem ser acrescentados quando cozinha. A Nutrition Australia, que elaborou a nova Pirâmide dos Alimentos, recomenda mesmo que toda a gente confirme os rótulos nos alimentos embalados que compra no supermercado – e evite aqueles que têm sal ou açúcar adicionados. O sal e o açúcar são responsáveis pelo aumento do risco de doenças cardíacas, diabetes tipo 2 ou alguns tipos de cancro. 

 

 

os cinco piores alimentos para os dentes (além dos rebuçados e das gomas, claro!)

Domingo é dia do sábio conselho do Dr. Mistério. É o dia em que, quando está frio, coloco o cachecol enrolado à volta do pescoço e o termómetro enfiado na boca e passo a tarde a gemer e a lamuriar-me com todas as doenças imaginárias que me atormentam. Quando está calor, deixo o cachecol na naftalina e agarro-me ao telemóvel à procura das últimas curas para as minhas maleitas.

Pois, para sua sorte, hoje foi dia de calor, por isso não tem de sofrer aqui com os meus lamentos. Hoje é dia de alertas, soluções, mezinhas e recomendações úteis que nos façam viver até aos 137 anos de vida. De preferência, com os dentes todos. E convença-se de uma coisa: para evitar acabar os seus dias com uma dentadura postiça mergulhada dentro de um copo de água, em cima da sua mesinha de cabeceira, não basta erradicar os rebuçados e as gomas da sua vida. É preciso um pouco mais. Ora veja lá as recomendações feitas pelo jornal digital Huffington Post depois de ter ouvido os maiores especialistas em medicina dentária.

 

Pão

slide_411158_5178506_free.jpg

O açúcar não está só nos chupa-chupas. "Uma vez que começa a mastigar [pão], as enzimas na sua saliva quebram os amidos que se convertem em açúcar quase instantaneamente". O alerta é feito ao Huffington Post pela Dental Departures, uma empresa especializada em turismo dentário. À medida que vai mastigando o pão, este transforma-se numa pasta doce e mole que facilmente se cola aos espaços entre os dentes, originando o aparecimento de bactérias e cáries. As batatas fritas de pacote e os aperitivos são iguais.

 

 

brûlée de manga, uma sobremesa maravilhosa para fazer em cinco minutos

Eu já sei: Ela está de dieta e fotografias destas não ajudam. Mas temos de ser razoáveis: 50 gramas de açúcar a dividir por quatro dá a módica quantia de 12,5 gramas de açúcar por pessoa. Arrendondando, é um pacote de açúcar mais coisa menos coisa (se calhar, um pouco mais a puxar para o "mais coisa" do que para o "menos coisa"). Mas não é dramático, pois não? E, ainda por cima, é açúcar de cana integral! É claro que a manga também tem algum açúcar e as frutas tropicais são o pior que pode acontecer a uma árdua dieta, mas daqui a nada a rapariga engorda só de respirar o ar à porta dos Pastéis de Belém. 

Como diria o arrumador de carros aqui da rua, "vá lá ver, um dia não são meses". Por isso, decidi avançar convictamente para esta sobremesa semi-light e hiper-simples que descobri no maravilhoso blog Dine&Dish.

Mango-Brulee.jpg

Ingredientes 

  • 2 mangas
  • 50 g de açúcar de cana integral
  • 1/8 de colher de chá de gengibre ralado
  • 1/4 de colher de chá de canela em pó
  • 1 pitada de noz-moscada moída

 

Corte a manga ao meio mesmo junto aos dois lados do caroço. Coloque de parte a fruta que sai com o caroço e aproveite-a para outra receita qualquer. Misture os outros ingredientes numa taça e espalhe-os por cima das quatro metades de manga: confirme se as metades estão direitas, caso contrário o açúcar vai escorrer para fora. A seguir, derreta a parte superior da manga com um maçarico para cozinha – ou leve-a ao forno com o grelhador ligado durante três minutos (bem próxima da parte superior).

Diga lá se não vale a pena esta pequena transgressão na dieta para comer uma maravilha assim.

 

Uma boa sobremesa para si onde quer que esteja,

Ele

 

receita e fotos: dine&dish