Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

o novíssimo armazém luxury housing, um dos hotéis mais espetaculares do porto

14102718_1165105830198112_3918103782261299733_n.jp

Meu querido e prezado Marido Mistério, eu sei que às vezes te falta a imaginação para fazeres uma surpresa a esta sofrida e esforçada mulher que tanto te atura no limite das suas forças. Estou segura de que, se surgisse uma oportunidade, uma ideia, um novo destino, tu estarias permanentemente a marcar viagens surpresa, a oferecer presentes, a chegar a casa com ramos de flores na mão.

 

 

guesthouse casa dos lóios, um dos segredos mais bem guardados da baixa do porto

1015404_425833877524569_533736148_o.jpg

Quando chegámos ao centro do Porto, com dois dos nossos filhos (os mais velhos têm mais do que fazer, estão naquela idade em que os amigos são a coisa mais importante do mundo), avisei-os de que não íamos para um hotel, mas para um conceito ligeiramente diferente: uma guesthouse. Eu já tinha visto as fotografias no site do grupo Shiadu e sabia que a Casa dos Lóios era um casarão todo recuperado, em pleno Largo dos Lóios.

Uma porta discreta ao lado de um supermercado Minipreço fez-nos temer o pior. Os miúdos olharam para mim, estupefactos:

- Oh mãe, vamos dormir no Minipreço?

- Espero que não!

- Eu fico no corredor dos Chocapics!

- Eu fico no dos chocolates.

Felizmente, ficaram longe das obsessões calóricas.

 

comida maravilhosa, decoração fantástica, ambiente óptimo: de que restaurante é que estamos a falar?

11694025_719661961473937_2737926676777390928_n.jpg

– Boa noite, o que é que a menina vai comer?

Bastou esta singela e inocente frase para que a minha querida Mulher Mistério elegesse o serviço do Traça, no Porto, como o melhor serviço de restauração do país. Talvez da Europa. Eventualmente, do Mundo. Eu compreendo que, em plena ternura dos 40, Ela se sinta sensibilizada com o tratamento por “Menina”, mas, apesar da simpatia dos empregados, este fantástico restaurante no Largo de São Domingos tem outras coisas melhores do que o serviço.

 

flow, o restaurante da moda no porto (onde devíamos ter jantado em vez de almoçar)

1781113_1615731021991452_687158491060687222_o.jpg

Quando estivemos recentemente no Porto, planeámos ao pormenor a nossa agenda gastronómica. Vida dura esta nossa de Casal Mistério: uma correria de almoços aqui, jantares acolá, enfim. Na nossa lista de prioridades estava o Flow, um restaurante muito recomendado por amigos nossos, que já lá tinham jantado várias vezes e que tinham adorado, especialmente o sushi. Mas quando ligámos para reservar uma mesa para domingo, explicaram-nos que estavam fechados. Ainda perguntámos se teriam mesa para sexta, mas depressa nos lembrámos de que já tínhamos marcado a Cantina 32 para esse dia.

– Não, afinal na sexta-feira não conseguimos – lamentámos.

– Não consegue? Que pena!

É claro que perante esta tão simpática resposta, trocámos os nossos planos todos para o fim-de-semana e reservámos uma mesa para almoçarmos no Flow no sábado: um restaurante bom, com um serviço simpático e que está na moda é irresistível.

É um erro ir com uma expectativa destas para um restaurante. E pior é, quando lá chegamos, elas aumentarem ainda mais. Porque o espaço é pura e simplesmente espetacular.

 

 

já provámos o novo pastel de bacalhau com queijo da serra e... (até tenho medo de dizer isto)

slider-2-2.jpg

Finalmente, o país decidiu discutir um tema verdadeiramente importante para o nosso futuro enquanto nação valente e imortal. Estava cansado de ver jornais e televisões cheios de notícias fúteis sobre o default da Grécia, a venda da TAP ou a crise do euro. O importante, o relevante, o determinante é o pastel de bacalhau com queijo da serra. Isso, sim, tira-me o sono. E é por isso que estou aqui hoje, qual Judas a caminho do lavatório, para me confessar publicamente perante vós: eu, Ele Mistério, provei o pastel de bacalhau com queijo da Serra. 

Quando Maria de Lourdes Modesto fala, eu levanto-me da cadeira para ouvir em sentido. Quando Maria de Lourdes Modesto grita "obscenidade" e "pornográfica figura", eu transformo-me no Diácono Remédios, de bazuca ao ombro. No entanto, desta vez não resisti à tentação. Eu sei que é uma traição nacional, mas provei. Chamem-me pornógrafo, chamem-me Animatógrafo do Rossio, chamem-me o que quiserem... Mas eu fui lá, entrei por aquela porta de pecado, peguei num pastel de bacalhau carregado de queijo da Serra e trinquei. Devo mesmo confessar que degluti. Pior: até digeri.