Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

novidade! novidade! há uma nova esplanada em marvila que vai ter um arraial tranquilo para os santos

Chama-se Cantinho com Calma e é a mais recente esplanada de Lisboa. Abriu na semana passada, mesmo em frente ao Cantinho do Vintage, em Marvila, aquela fabulosa loja de artigos antigos que vão desde cabines telefónicas (sim, houve um tempo em que não existiam telemóveis) a velhas balanças amarelas iguais às que existiam nas farmácias (lembra-se?), passando, claro, por produtos mais pequenos que a minha querida Mulher Mistério me deixaria ter em casa (especialmente em momentos de profunda distracção). O espaço nasceu de uma parceria entre este maravilhoso Cantinho do Vintage e o fantástico Café com Calma, que nós adoramos e ao qual nunca nos cansamos de voltar.

20180602_163524.jpg

O Cantinho com Calma fica mesmo em frente ao Café, dentro do parque de estacionamento do Cantinho, e é lá que vai acontecer aquele que, para nós, é o arraial de Santo António mais promissor do ano. Em primeiro lugar, é organizado por um espaço que faz questão de colocar a palavra "calma" em cada um dos seus projectos, o que, em noite tresloucada de turbas desesperadamente à procura de mais uma gota de álcool, é, no mínimo, reconfortante. Depois, porque o Cantinho com Calma é dos sítios com mais charme de Lisboa. E finalmente porque Marvila é Marvila – aquela fantástica combinação de velho e novo que tem uma alma única em Lisboa.

33943543_1020957061394939_7519311841969831936_n.jp

É evidente que, no meio de tanta expectativa, não consegui esperar pela noite de Santo António e fui direitinho aproveitar um dos raros momentos de sol que esta Primavera teve para nós para me sentar à frente de uma fantástica sangria e de uma taça de caracóis.