Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

restaurante cobra mais 30% aos homens do que às mulheres

Bife-ancho-grelhado-com-alho-e-legumes-chamuscados

Conhece o restaurante Ramona, no Brasil? Não conhece? Pois, devia conhecer. E não digo isto por o Ramona se autointitular, de uma forma ligeiramente nova-rica, um "restaurante sofisticado" ou de "cozinha fina". Nem por ter o nome da música que estava a tocar quando o Titanic se afundou. Não senhor. Digo isto porque, na semana passada, o Ramona alterou a sua ementa.

Pronto, o Homem perdeu a cabeça!

Calma, não se precipite já na ofensa gratuita. Ouça a história até ao fim. 

O Ramona (adoro o nome) alterou a ementa para aumentar os preços cobrados aos homens. 

Só aos homens?

 

 

o nosso contributo para a polémica do momento: qual sagres! qual rui patrício! aprenda é a fazer o melhor frango assado do planeta

enhanced-buzz-32626-1383251434-6.jpg

Depois da campanha de profunda inteligência publicitária – especialmente para a marca que patrocina Rui Patrício na Selecção Nacional – só nos restava uma atitude a tomar: Basta! Chega! Não aguentamos mais! É preciso tomar uma atitude – e já! O Casal Mistério não podia ficar parado perante uma polémica destas. Tinha de fazer alguma coisa. E qual a única atitude que podíamos ter no meio disto tudo? 

 

 

três vídeos, uma mensagem: alimente esta ideia

Se há Instituição de Solidariedade Social neste país que eu admiro é o Banco Alimentar contra a Fome. Resultado de um trabalho notável de milhares de voluntários e de uma equipa extraordinária que dedica a sua vida a levar bens essenciais aos mais carenciados, prepara agora mais uma campanha de recolha de alimentos a nível nacional. Durante este fim de semana (31 de maio e 1 de junho), 40.800 voluntários vão estar em 1955 lojas por todo o país. Além disso, a partir de hoje e até 8 de Junho, será também possível contribuir na campanha “Ajuda Vale”, que tem o lema “uma ajuda que não pesa mas vale”. Para isso, basta pedir um vale nas caixas dos supermercados com um código de barras específico para os produtos para o Banco Alimentar.

Desta vez, o Banco Alimentar contou com o apoio de três pesos pesados da cozinha para ajudar a divulgar a campanha e alertar consciências: José Avillez, Justa Nobre e Vítor Sobral dão a cara por esta causa de uma forma direta e eficaz. Ora veja:

 

De acordo com os dados da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome, em 2013 foram apoiadas 2.254 instituições de solidariedade que entregaram os produtos alimentares a mais de 375 mil pessoas, sob a forma de cabazes de alimentos ou refeições confeccionadas, num total de 23.811 toneladas de alimentos (com o valor estimado de 33.935 milhões de euros), uma média diária de 95 toneladas por dia útil. Incrível, não é? E é um orgulho fazer partes destes números. Por isso, se for como eu - que foge dos hipermercados e dos shoppings aos fins de semana - pode participar sem sair de casa. Como? Basta ir ao Google e escrever http://www.alimentestaideia.net. Depois é só escolher os produtos que quer oferecer, pagar e já está. Não se esqueça: a campanha online está disponível até ao dia 8 de junho. 

Vamos ajudar?

Ela

as torradeiras e as maneiras estúpidas de morrer

 

Confesse lá: nunca tirou com um garfo aquela torrada irritante que ficou presa à torradeira? Nunca se engasgou com um bocado de comida porque se estava a rir enquanto engolia? Nunca atravessou a linha do comboio fora da passagem de nível? Provavelmente, não. Mas muitos milhares de pessoas morrem todos os anos em todo o mundo das formas mais estúpidas. E eu, que já vi uma torradeira a arder cá em casa, costumo ter algum cuidado com aquelas-coisas-que-evidentemente-nós-não-vamos-fazer-mas-toda-a-gente-faz. E é por isso que, hoje, dia de Carnaval, resolvi relembrar aqui esta sarcástica e divertida campanha da Metro Trains, a companhia ferroviária de Melbourne, na Austrália. Não é propriamente a sugestão de um novo restaurante. Mas foi a sugestão do meu filho do meio que descobriu agora este vídeo e que cada vez mais se preocupa com os irmãos mais novos. É útil para os miúdos - e não só.

 

Um bom Carnaval para si, longe das torradeiras,
Ele