Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

gin tónico com mirtilos e manjericão para comemorar o carnaval como deve ser

Como não me mascaro no Carnaval, só tenho uma saída para celebrar a data: é o corso, com as suas musas enroladas em mantas, a entrar nas ruas de Loulé; e um belo gin tónico, enrolado em fruta fresca, a entrar-me na goela. É, por isso mesmo, que hoje vou fazer este fabuloso gin do ainda mais fabuloso blog Wholefully. Na verdade, a receita original é com vodka, mas quem me tira o meu ginzinho tira-me tudo.

Para fazer esta delícia do mundo dos cocktails, vou precisar de gin (ou vodka, se quiser seguir a receita original), água tónica, açúcar granulado, água, mirtilos, manjericão e gelo. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

IMG_4928.jpg

 

quinta m, o hotel de charme onde os quartos são tendas de luxo com o teto em vidro

12963875_1046616828720029_7101772487485558509_n.jp

Prepare-se para entrar num mundo à parte, de uma paz e tranquilidade únicas. Nem eu, que sou uma otimista por natureza, estava à espera de me deixar deslumbrar pelos pequenos detalhes da Quinta M, perto da Golegã, Santarém. 

Quando aqui chegámos, deparámo-nos com um portão de ferro pintado de verde-água que se abriu no segundo em que parámos o carro, com o GPS a repetir em loop: “Chegou ao seu destino!”. Foi quando descobrimos todo um mundo encantado, quase infantil, com pormenores e pequenos detalhes que são o espelho da forma como os proprietários recebem os hóspedes: com uma enorme simpatia e requinte.

 

casa do rio, o refúgio perfeito para namorar no dia dos namorados

11713831_1036033589753812_1658436537890864292_o.jp

"Vá pelo mau caminho que encontra o paraíso". Nunca mais me esqueci desta frase deliciosa que nos guiou há uns anos por uma estrada em muito mau estado até um hotel de sonho no Brasil. E voltei a lembrar-me dela quando entrámos no caminho de terra batida com cerca de dois quilómetros e meio que nos levou até à Casa do Rio, perto de Foz Côa e em cima do rio Douro. Quando a irritante voz do GPS anunciou “chegou ao seu destino”, ficámos perfeitamente deslumbrados.

 

como cozer um ovo com a clara por dentro e a gema por fora

259A2D9C00000578-2950638-The_reason_the_egg_appear

Enquanto uns passaram o Carnaval de biquíni, vestidos de Angela Merkel, por baixo de um Inverno glaciar, eu investi os meus parcos tempos livres a investigar a última técnica da gastronomia internacional. Obra do chef japonês Yama Chaahan, pode parecer uma perda de tempo, pode indiciar uma inutilidade desporpositada, mas não: é claramente aquilo que qualquer herdeiro do Homo Sapiens deveria saber antes de entrar na idade adulta.

Senhoras e senhores, esta é a revolução da ciência avicultural. Por que raio é que um ovo tem de ter a clara por fora e a gema por dentro? Por que trovão é que não há-de ser ao contrário? Não é muito mais bonito um ovo cozido amarelo por fora e branco por dentro? Yama Chaahan achou que sim. E por isso publicou um vídeo esta semana no Youtube a provar a sua teoria: um ovo pode ser ao contrário que não perde nada com isso.

 

 

vieiras com molho de caipiroska, a nossa forma de celebrar o carnaval

IMG_0229.JPG

Nunca tive muita paciência para o Carnaval. Aquelas imagens de adultos mascarados de bebés, homens mascarados de mulheres, mulheres descascadas como se estivessem no Sambódromo do Rio de Janeiro com 30º C, mas infelizmente estão nas ruas de Torres Vedras ou em Loulé com 8º C, são sinceramente, para mim, a visão do demo. Mas cada um sabe de si e diverte-se como quer. E cá em casa nós divertimo-nos a comer, claro. Como a troika não nos deixa ir ao Brasil, onde aí sim, se brinca à séria ao Carnaval, decidi celebrar este não-feriado com muito estilo. Como? Com uma entrada chique, super light, com sabor a Brasil, que descobri aqui. Senhoras e senhores, apresento-vos: vieiras com molho de caipiroska. Atenção: quando comprar vieiras, opte por frescas em vez de congeladas. Procure as mais carnudas e brancas. E não se esqueça de trazer as conchas que pode usá-las e reutilizá-las.

 

 

sopa de couve-flor, coco e sementes de sésamo, uma entrada de luxo para um jantar animado

bw-blog03.jpg

Ora aqui está uma sopa que faz uma vistaça em qualquer jantar. Linda de morrer, super original e – o melhor de tudo – deliciosa. É tão boa para surpreender a amorosa da sogra, como a insuportável mulher do patrão do seu marido, ou a sua cara-metade nestes dias de folia, por exemplo. E já que o Carnaval está aí, pode sempre mascarar-se de criada francesa enquanto cozinha, ou se for um Ele, de Christian Grey, por exemplo. Porque não juntar o Carnaval e o filme mais falado do ano numa comemoração única? A imaginação é o limite. E esta sopa, cuja receita é deste blog fantástico, o prazer final.

 

 

dez hotéis que vão abrir (ou reabrir) em 2015

O Travel+Style's, um dos meus sites preferidos sobre viagens, fez uma lista com todos os novos hotéis e resorts que vão abrir este ano. A lista é imensa e pode encontrar aqui, mas como tenho os pés bem assentes na terra, decidi só escolher dez. A minha seleção não é um recado, meu querido Marido Mistério, é, digamos assim, uma lista de sugestões para quando estiveres sem imaginação para me fazeres uma surpresa. Só. Não te sintas pressionado. E não te preocupes, não temos pressa. Alguns destes hotéis só abrem a meio ou no fim do ano. Por isso, tens tempo. Para ganhar o Euromilhões, por exemplo. Ah, é verdade, e esta lista de luxo inclui um hotel em Portugal. Se quiseres começamos por aí. Sempre poupamos nos bilhetes de avião.

 

Six Senses Zil Pasyon, Seychelles 

Six-Senses-Zil-Pasyon-Seychelles-Exterior_aerial_v

Este é definitivamente o ano da cadeia de luxo Six Senses. Está a expandir-se para países onde nunca esteve e as ilhas Seychelles é um deles. Para chegar ao Zil Pasyon, situado no norte da ilha privada de Félicité, só de helicóptero ou de barco. Tem 28 villas e 17 residências, todas com piscinas privadas de borda infinita, cercadas por um mar incrivelmente azul e uma areia demasiado branca para ser verdade.

 

 

uma casa de sonho para umas férias inesquecíveis em itália com os amigos

Casa-Olivi-02-870.jpg

Apresento-vos a nossa futura casa no campo. Parece que está para breve, porque o meu querido Marido Mistério já me anunciou que para a semana o Euromilhões é nosso. Como sou uma mulher obediente, pus-me em busca da nossa futura casa de férias. E encontrei-a em Itália. Na verdade, é uma casa-hotel. E podemos reunir já um grupo de amigos e ir lá passar uns dias para experimentar o sítio enquanto não chega o cheque da Santa Casa.

 

 

o refúgio para umas mini-férias: herdade do vau (para quem gosta de vinho, paz e do alentejo)

grupo_img_1380098581639_1380098592750.jpg

Tudo começou com o Riso, o que me arrancou logo um sorriso. Que nome fantástico para um vinho. Otimista, alegre, adoro. Foi em janeiro de 2008 que Miguel de Sousa Otto e a mulher, Maria Manuel, naturais do Porto, decidiram arrancar com uma exploração vínicola numa herdade junto ao rio Guadiana. E a escolha do nome do vinho que produziram foi um prenúncio do que viria por aí. “Quisemos ir mais longe do que apenas escolher uma marca, quisemos proclamar uma atitude, uma forma de estar na vida! Positiva, alegre, inconformista, de partilha e com o sentido do tempo…” explicam os proprietários no site do Atmosphere Hotels.

 

 

yummi real food, óptimas tostas com pão verdadeiro para fugir do carnaval

Hoje é Carnaval, ontem foram os Óscares... Basicamente, há dois rumos a tomar na sua vida: mascarar-se de Manuel Luís Goucha e ir desfilar no Carnaval da Mealhada ou enfiar-se num cinema, às escuras, para não ser confundido com um suíço por estar vestido de forma normal. Não é uma decisão evidente, pois não? Eu ainda tentei encontrar um fato e gravata de lantejoulas e uns óculos roxos, mas não descobri nada que me servisse. Por isso, contrariado, optei pelo cinema. E, como todos nós sabemos, não é possível ir ao cinema sem jantar qualquer coisa no shopping. E é aí que o Casal Mistério entra com a última descoberta de fast food saudável. Chama-se Yummi e já existe há um ano, mas, para nós, estava perdida no Oeiras Parque.

A marca nasceu numa micro-loja na Calçada do Combro, em Lisboa, e servia tostas, tartines e sanduíches para comprar e comer enquanto andava pela rua. No ano passado, mudou-se para o Oeiras Parque mas manteve o essencial - e isso é...

 

...A comida

Aqui o pão é especial, os alimentos são frescos e os pormenores são cuidados.

As tostas

As tartines desapareceram com a mudança, mas as tostas são de pão alentejano e têm sempre alguma coisa que marca a diferença: Rosbife com mostarda de Dijon e salada de alface e rúcula temperada com azeite de trufa e vinagre balsâmico; Mozarella e tomate fresco com molho de tomate seco; Salmão fumado com espinafres e cebola salteados e queijo creme; Frango com chutney de manga, salsa e manteiga de alho; Beringela com cogumelos, queijo mozarella e molho pesto; ou uma simples tosta mista, com queijo, fiambre e azeite de orégãos. É difícil escolher, mas eu não hesitei: sempre que na mesma frase estão as palavras azeite e trufa, eu abro a boca. O pão das tostas é óptimo: macio e escuro, estaladiço e bem torrado. O rosbife é bom: fininho, fresco e muito mal passado. E a mostarda é fantástica: picante, saborosa e óptima para desentupir o nariz em dias de frio. Só o azeite de trufas é que passa tão despercebido como um chinês a andar de bicicleta em Pequim. Foi pena, mas foi bom.

 

Os pratos e as sanduíches

Se não quiser tostas, tem duas alternativas: comida no prato - o rosbife (que Ela pediu e que perde um bom bocado em relação à tosta), um hambúrguer com tomate fresco e molho de pepino, ou o salmão fumado e um prato vegetariano que vêm ambos acompanhados com couscous; e sanduíches - são as mesmas opções das tostas, mas em pão de chapata, o que não me pareceu tão entusiasmante.

 

Os acompanhamentos

Primeiro quer as boas ou as más notícias? Pareceu-me ouvi-lo dizer "as más, venham elas!", não foi? Então, aqui vão. A minha extremosa Mulher Mistério entusiasmou-se com um apetitoso arroz de alho a fumegar na fotografia "meramente ilustrativa", claro está. Mas o entusiamo durou dois minutos. Foi o tempo de colocar a primeira garfada na boca e perceber que os bagos estavam colados em pequenos blocos de arroz requentado. Eu entusiasmei-me com a salada de alfaces temperada com vinagrete de limão (também pode ser com vinagrete de amora) e sementes de sésamo. Realmente o vinagrete é interessante e as sementes de sésamo surpreendentes, mas as alfaces, que davam o nome à salada, estavam meio plastificadas e a mistura não se salvou. O que vale é que tínhamos pedido mais alguma coisa: Ela uma deliciosa sopa de beterraba sem batata (cremosa e saborosa, mas em copo descartável) e eu umas óptimas batatas fritas cortadas às rodelas com casca e orégãos (muitíssimo estaladiças mas com um nadinha de óleo a mais).

 

O serviço

Simpático, atencioso, rápido e prestável. Mesmo quando eu pedi para acrescentar um ingrediente ao prato (é melhor não revelar qual para não ser descoberto), o empregado não hesitou um segundo e juntou sem cobrar.

 

O ambiente

A zona de restauração do Oeiras Parque é confusa, cheia de gente, em espaço totalmente aberto (sem os recantos, por exemplo, do Colombo) e com os carrinhos dos tabuleiros sujos por todo o lado. Resumindo: não é um sítio simpático. Mas tem um óptimo cinema, com pouca gente e cadeiras muito confortáveis.

 

A conta

Por toda a refeição, com duas Coca-colas como bebidas, devíamos ter pago €18,40. Pagámos €19,40: o empregado enganou-se e cobrou uma Coca-cola a mais. De qualquer maneira, vale a pena. E assim não tem de se mascarar.

O óptimo

A tosta de rosbife com mostarda de Dijon

O bom

As batatas fritas com casca e orégãos

O péssimo

O arroz de alho

 

Um bom ex-feriado para si, onde quer que esteja,

Ele