Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

fomos jantar ao melhor restaurante do porto segundo as redes sociais

Terminal-4450-A-Cidade-na-ponta-dos-dedos-de-Sanch

Ter 4,9 valores no Zomato está hoje para um restaurante quase ao mesmo nivel do que ter o Salvador Sobral no Festival da Canção. E o Terminal 4450, em Leça da Palmeira, consegue isso e mais algumas coisas: a avaliação é a mais alta de todo o Porto naquela rede social e foi atingida através de uns significativos 516 votos e não através da boa vontade da família dos donos. Se isto não chega para lhe despertar o apetite, fique a saber que aos 4,9 valores do Zomato se juntam uns pomposos 4,7 valores dados pelos clientes no Facebook e uns honrosos 4,5 no TripAdvisor.

É claro que, perante tanta agitação, nós não podíamos ficar quietos no nosso cantinho. E, por isso, organizámos uma excursão mistério para levar a família em peso até ao restaurante mais popular do Porto. Não foi uma, não foram duas, foram seis esfomeadas almas atentas a todo e qualquer detalhe deste verdadeiro fenómeno da restauração cibernética.

 

 

rolinhos de frango recheados com alho e ervas, um jantar fácil que só suja uma frigideira

Sinto-me quase como o Bruno de Carvalho a falar dos árbitros. Eu sei que pareço obcecado com frango para o jantar de segunda-feira, mas, confesse lá, existe prato mais prático e multifacetado do que este?

Então, não responde?

Calculei que a resposta fosse essa. E é exactamente por isso que hoje, a primeira segunda-feira do santo mês de Abril, o jantar na Mansão Mistério será... galinha. É o máximo que eu posso fazer para variar. Especialmente desde que vi esta irresistível receita de peitos de... galinha com manteiga e ervas no fabuloso site Food52.

Tudo o que vou precisar para fazer esta beleza de prato é de peitos de galinha (se lhe quiser chamar frango, eu também não levo a mal), sal, pimenta, alho, salsa, tomilho e manjericão frescos e picados, manteiga, farinha, azeite, vinho branco e limão. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

fde3f792-69b4-45c9-b07a-15cc9e54ad0d--2014-0103_WC

 

 

o melhor prato que já provámos este ano: as divinais cornucópias caramelizadas com recheio de sapateira, do rabo d'pêxe

14046158_2116138555278856_1640324658781691690_n.jp

Não há nada melhor do que começar o ano com uma surpresa destas. E quando digo "destas" estou a falar de umas divinais cornucópias de sésamo com sapateira e maionese de kimchi. Eu sei que devia guardar o melhor prato para o meio do texto e assim criar suspense, mas isto não é um filme do Hitchcock – é o novo restaurante do chef Paulo Morais. E este é um dos melhores pratos que provámos recentemente. 

Trata-se de uns cones crocantes feitos com sementes de sésamo e levemente caramelizados. A bolacha é muitíssimo leve e ligeiramente doce, o que contrasta na perfeição com o recheio: uma pasta fabulosa de miolo de sapateira que ainda leva no topo um bocadinho de maionese de kimchi. A mistura do adocicado meio caramelo dos cones com o sabor a mar da pasta de sapateira é das melhores coisas que comi este ano (eu sei que o ano só começou há 11 dias, mas eu garanto-lhe que já comi muito). E o toque exótico da maionese de kimchi deixa-lhe uma vontade imensa de repetir esta entrada.

Agora que já desabafei, aqui vai o contexto: este prato é a estrela da ementa do Rabo d'Pêxe, um restaurante que abriu no final de 2015, em Lisboa, e onde eu já fui almoçar (veja aqui), mas que, desde o Verão, tem uma nova ementa e um novo chef: Paulo Morais, ex-Penha Longa, ex-Bica do Sapato, ex-QB e ex-Umai. E uma dessas novidades são estas fabulosas cornucópias que tem mesmo de provar. Mas há mais...

 

e quando o melhor hambúrguer de lisboa se junta à melhor esplanada de lisboa, isso é...

13339610_520593914799637_2405695578904028687_n.jpg

Vem uma pessoa, num lindo dia de sol, preparada para esplanadar e acaba a abarrotar. E porquê? Porque não é fácil resistir aos encantos da Wagyu. Não estou propriamente a falar da última ninfa da mitologia grega, mas sim da melhor e mais saborosa carne do mundo. E é esta carne que pode encontrar dentro de duas fatias de pão de hambúrguer, na magnífica esplanada do Atalho Real, no meio de um jardim cheio de árvores, num lindo dia de sol.

Mas antes de falarmos de carne, vamos ao sol.

 

este é um dos espaços mais incríveis para almoçar em lisboa: nós já lá fomos e contamos tudo sobre o palácio chiado

LF_PALACIOCHIADOINT-97.jpg

À primeira vista, a chegada ao novo Palácio Chiado, em Lisboa, pode parecer a chegada à porta da discoteca Kremlin em 1988. Não por causa da fila à espera de entrar, mas por causa dos dois porteiros com ar de treinadores de halterofilismo que o recebem de fato preto nos ombros e cartão de consumo na mão. Ao lado, uma simpática relações públicas tenta aligeirar um pouco o ambiente Homens da Segurança que se vive aqui. Mas, depois de perceber que ninguém o vai revistar com um detector de metais à porta, pode respirar fundo. No lado de dentro, o Palácio Chiado é um dos mais criativos e surpreendentes projectos gastronómicos do país. 

 

sabe o que é um carpaccio que se desfaz na boca sem precisar de mastigar? é o que encontra aqui

12301699_1092078790816425_6120215205929359421_n.jp

Hoje não temos tempo para grandes conversas. O assunto é importante, demasiado importante para floreados estilo Belle Dominique. Comi, ingeri e degluti o melhor carpaccio. Só não o mastiguei. E porquê? Porque a carne se desfaz na boca. A culpa é do novo restaurante do Porto, aberto no final do ano passado, e que dá pelo nome de RIB Beef & Wine. E porquê este nome? Primeiro, porque é um restaurante de carne. Depois, porque tem um fantástico bar de gin. É claro que também tem uma carta de vinhos, mas talvez não fosse mal pensado de todo travestir o nome para RIB Beef & Gin.

 

 

é restaurante, é bar e é absolutamente original: cada prato é inspirado nas 'viagens na minha terra', de almeida garrett

11951875_1651275631815665_8623076765104046320_n.jp

Pronto: aconteceu aquilo que mais temia, o Casal Mistério saltou para o lado de lá da ténue linha que separa a boa disposição da loucura. E vai escrever sobre literatura (rima e é verdade). Mais grave ainda: vai escrever sobre Almeida Garrett. Vamos fazer um passeio sobre uma das obras mais famosas do escritor: Viagens na Minha Terra.

Calma... não mude já para o blog da Lídia Jorge. O melhor é explicarmos esta loucura passageira. A culpa é do fantástico gastropub Casa Garrett, no Porto. Aberto há pouco mais de um ano, o restaurante tem um dos conceitos mais originais que já encontrámos: a ementa foi toda inspirada no livro do romancista do século XIX. Cada prato é de uma região diferente do país e as sugestões percorrem grande parte das Viagens na Minha Terra. Há, por exemplo, os chips de batata doce do Algarve, o paté de tremoço de Lisboa, as azeitonas com alho e poejo do Alentejo, o lombo de atum braseado dos Açores ou a tigelada de alheira de Trás-os-Montes. 

Mas antes de começar a aguar com a comida, vale a pena conhecer o espaço.

 

 

peixe dos açores + carne dos açores + um chef talentoso só podia dar nisto: um restaurante novo e fantástico em lisboa

12565502_1980359948856718_6070375400279862165_n.jp

– Então e a dieta está a resultar?

– Está!

– Quanto é que perdeste?

– Quase um quilo.

– Ah... Ok...

Chegar a um restaurante à hora marcada e ficar mais de 15 minutos à espera de um amigo tem como recompensa poder ouvir diálogos tão interessantes como este entre uma mulher curiosa e um homem profundamente optimista com o seu peso. Principalmente se o espaço a separar as mesas não for maior do que um pé do Marques Mendes. E é isso que acontece no novíssimo restaurante Rabo d'Pêxe, em Lisboa.

 

 

a melhor receita de hambúrguer que já vimos à frente: com queijo stilton e vinho do porto

Hoje só tenho três palavras para lhe dizer: a, ca, bou. Não aguento mais. Não quero saber de mais dietas nem restrições alimentares. Este dia vai ficar conhecido na História desta casa como o Dia da Liberdade Gastronómica. Estou mesmo a pensar sugerir ao António Costa que, no meio da sua febre anti-austeritária, decrete o dia 26 de Janeiro como feriado nacional (no meio de tantas reposições, mais um feriado passa bem despercebido).

E para celebrar este dia mítico para o estômago de qualquer português, decidi fazer um jantar diferente. Vou fazer aquele que é, para mim, um dos melhores hambúrgueres do mundo: o hambúrguer com vinho do Porto e queijo Stilton do magnífico restaurante Umami, em Nova Iorque. 

O fantástico site Food & Wine reuniu aqui uma preciosa lista dos 33 melhores hambúrgueres dos Estados Unidos. Mas, em vez de se limitar a eleger os vencedores, partilhou também a receita de cada um dos fantásticos hambúrgueres. E esta vai já directamente para a frigideira.

Captura de ecrã 2016-01-26, às 11.31.11.png

 

 

quer saber quem é que vai jantar ao restaurante o talho com o chef kiko? então leia este post!

12191798_687924571309837_1754979179482305623_n.jpg

E depois de eleito o Presidente da República, está eleito o vencedor do último passatempo do Casal Mistério. Chama-se Sofia Magalhães Lopes, mora em Lisboa e é ela que vai jantar, no próximo dia 11 de Fevereiro, ao restaurante O Talho, com o chef Kiko Martins. A Sofia e um acompanhante irão para a cozinha com o chef Kiko preparar o jantar e depois sentar-se-ão com ele calmamente à mesa para apreciarem alguns dos melhores petiscos que estas duas bocas misteriosas já comeram. 

 

novidade! novidade! um restaurante num cacilheiro? é isso mesmo, e com uma vista fantástica para lisboa

12509160_1108528365854574_6304347773849994030_n.jp

É a última novidade do ano. Ou a primeira novidade de 2016. Como queira. O que interessa é que é novidade e é deste ano. Chama-se Lisboa à Vista e é o motivo que vai fazer a Família Mistério partir em romaria a caminho do Seixal. Trata-se de um novo restaurante, inaugurado no Cais da Mundet, no Seixal, com vista para Lisboa. No local, existia antes o Cacilheiro do Tejo, no entanto o espaço foi totalmente remodelado.

Infelizmente, o barco não anda a passear pelo Tejo, o que seria mais engraçado, mas, de qualquer maneira, o programa deve ser divertido. Nós ainda não lá fomos, mas a ementa não parece nada má. 

 

temos um convite para lhe fazer: quer ir jantar ao talho, com o chef kiko martins? e cozinhar com ele? então é ler este texto

11230601_675850132517281_8946094336532292040_n.png

Vamos lá saber uma coisa: o que é que vai fazer no dia 11 de Fevereiro? Sim, quinta-feira. Sim, ao jantar. Sim, estamos a fazer-lhe um convite. Agora, pode parar com as perguntas?! Óptimo. Então, já foi confirmar à agenda? Está disponível? Esperemos que esteja, porque o programa para que o estamos a convidar é irrecusável.

No próximo dia 11 de Fevereiro, o Casal Mistério – este mesmo que aqui está à sua frente – vai organizar um jantar com o chef Kiko Martins, o jurado do programa Cook Off, da RTP, e dono dos fantásticos restaurantes O Talho e Cevicheria, ambos em Lisboa. Já que Kiko lançou no final do ano passado um livro dedicado a jantares em casa com amigos (Jantaradas, Casa das Letras), resolvemos convidá-lo a convidar os leitores do Casal Mistério para irem jantar consigo. E essa jantarada vai decorrer na quinta-feira, dia 11 de Fevereiro, no Talho, em Lisboa, uma das mecas da carne portuguesa, onde se comem alguns dos melhores pratos que estas bocas misteriosas já deglutiram.

 

os 6 erros que quase toda a gente comete na cozinha

IMG_1850-2.jpg

Chegou a hora do confessionário. Calma, pode respirar de alívio porque a Teresa Guilherme ainda não encarnou neste corpinho laroca e o Casal Mistério ainda não virou o Big Brother. Vamos só falar dos erros que todos nós cometemos na cozinha. Confesse lá: seja você o cozinheiro caseiro mais experiente do mercado ou uma Mulher Mistério que não consegue estrelar um ovo, já fez pelo menos um destes disparates na sua vida, não já? Eu fiz. E não foram poucas vezes.

Veja esta indispensável lista preparada pelo magnífico site The Kitchn e saiba o que não deve fazer depois de colocar o avental. Atenção, não se baralhe: é o que NÃO deve fazer.

 

comida maravilhosa, decoração fantástica, ambiente óptimo: de que restaurante é que estamos a falar?

11694025_719661961473937_2737926676777390928_n.jpg

– Boa noite, o que é que a menina vai comer?

Bastou esta singela e inocente frase para que a minha querida Mulher Mistério elegesse o serviço do Traça, no Porto, como o melhor serviço de restauração do país. Talvez da Europa. Eventualmente, do Mundo. Eu compreendo que, em plena ternura dos 40, Ela se sinta sensibilizada com o tratamento por “Menina”, mas, apesar da simpatia dos empregados, este fantástico restaurante no Largo de São Domingos tem outras coisas melhores do que o serviço.

 

sala de corte, o paraíso para quem gosta de carne

11898515_894913210602096_3999461961979925576_n.jpg

A minha relação com a dieta é muito clara e cristalina. Desde que o meu médico me disse que a melhor maneira de dormir bem à noite era acabar sempre aquilo que começo, eu já me empenhei em conseguir acabar sozinho dois pacotes de bolachas e um bolo de chocolate com chantilly. Mais recentemente, foi a vez dos entrecôtes. E dos chuletóns. E das batatas fritas. E dos molhos. E das sobremesas maravilhosas da Sala de Corte, o novo restaurante que abriu há poucos meses no Cais do Sodré, em Lisboa.