Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

panquecas de cenoura com molho de queijo creme, o brunch ideal para levantar o astral

Sempre que me sinto ligeiramente deprimido, tenho duas soluções imbatíveis para me animar: ou olho para o cartaz do candidato do PSD à Camara Municipal de Oeiras, ou como uma fatia de bolo de cenoura. É claro que a cenoura não chega aos calcanhares de um político desenhado como o Super Mario Brothers, mas está cheia de carotenoides, um antioxidante ligado ao aumento do optimismo. E isso é o suficiente para me deixar com um sorriso de orelha a orelha.

Como hoje é domingo – e eu passo o meu dia a contar as horas que faltam para o regresso ao trabalho na segunda-feira de manhã – vou fazer uma receita deliciosa com cenoura para não me deprimir. Não é um bolo, mas são umas rapidíssimas panquecas feitas com cenoura ralada, o que diminui drasticamente a quantidade de farinha (uma maneira de animar também a minha querida Mulher Mistério).

A receita é do blog Rachel Scultz e é muito fácil de fazer, de tal forma que sou capaz de deixar a minha querida e desastrada Ela ajudar-me para ver se ela aprende qualquer coisinha.

Só vamos precisar de farinha, fermento, bicarbonato de sódio, sal, canela, noz-moscada, gengibre, um ovo, açúcar mascavado, leite, extracto de baunilha, cenouras raladas, queijo creme e açúcar. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

Carrot-Cake-Pancakes-Cream-Cheese-Syrup-3.jpg

 

 

bolo de cenoura e amêndoa sem farinha: quem disse que as sobremesas saudáveis não são deliciosas?

Ele fala-me de hambúrgueres com jatos de queijo a espalharem-se pelo céu, eu dou-lhe bolos sem farinha. Eu sei, sou persistente. E não vou desistir. De vez em quando, até posso cair em tentação. Mas não desisto. Hei-de morrer magra e feliz. Ainda não descobri bem como, mas vou conseguir. Serei certamente a mais magra do cemitério!

E hoje tenho o primeiro passo para dar: um maravilhoso bolo de cenoura e amêndoa – coisa que é capaz de me fazer correr uma nano-maratona só para a poder comer. Mas esta receita do The New York Times ainda tem outra enorme vantagem: em vez da calórica farinha, leva a saudável cenoura finamente ralada. Ok, também leva um bocadinho de açúcar – ou dois bocadinhos... Mas ninguém é perfeito: nem um simples bolo.

Para se redimir dos atentados calóricos que tem feito nos últimos dias, o meu querido e amado Marido Mistério vai ter de me cozinhar este bolo com todo o amor e carinho. E só vai precisar de amêndoas torradas sem sal, açúcar mascavado, fermento, sal, canela em pó, noz-moscada em pó, raspas de limão, ovos, açúcar biológico, extrato de baunilha e cenouras raladas fininhas. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

11recipehealth-articleLarge-v2.jpg

 

 

salada de cenoura e abacate com nabo cru, uma receita milagrosa

A minha querida e estimada Mulher Mistério vive a dizer que eu sou hipocondríaco. Uma acusação que considero de uma tremenda injustiça. Digamos que sou... cuidadoso, um tanto ou quanto preocupado. E acreditem ou não, acordei hoje com uma carraspana monumental. Ela revira os olhos, eu vou para a cozinha, porque não há nada melhor do que uma terrível constipação para nos fazer descobrir receitas diferentes. E, ainda por cima, que fazem bem à saúde. E, melhor ainda, que ajudam a curar a gripe. Nabo. É supostamente outro legume maravilhoso contra as doenças respiratórias. Os mais ousados comem-no em xarope com açúcar. Os mais previsíveis comem-no na sopa com outros legumes. Eu como-o na salada, sem mais.

 

 

salada de batata doce crua: o mais surpreendente e saudável almoço de fim-de-semana

Foi bom enquanto durou: depois da efémera autorização para cozinhar um divinal cheesecake de morango com base de bolacha Oreo (não sei o que é que passou pela cabeça da minha querida Mulher Mistério...) que desapareceu com a mesma velocidade com que o João Soares passou pelo Governo, voltou a ditadura dietética a esta casa. O que vale é que eu dedico os meus fins-de-semana a pesquisar receitas saudáveis, deliciosas e irresistíveis. E a verdade é que a dieta não custa assim tanto se for encarnada nesta divinal salada feita com batata doce crua que eu descobri no fantástico blog Top With Cinnamon

Tudo o que eu vou precisar é de uma batata doce média descascada, courgette, cenoura, chicória, ervilhas tortas, cebola cortada fininha, coentros e sementes de sésamo. Para o molho (sim, também é saudável), preciso de uma cebola roxa ou chalota, alho, sumo de lima, um polegar de gengibre ralado, molho tahini, açúcar de coco ou xarope de ácer, molho de soja e óleo de sésamo.

Raw-Sweet-Potato-Satay-Salad-14.jpg

 

 

risotto de cenoura com pesto de hortelã e feta, uma delícia vegetariana para animar a minha eterna dieta

Bem, para ser sincera, isto não é bem um risotto, porque esta receita não inclui arroz. Mas depois do quinotto, porque não experimentar um “farrotto”? Esta receita híper saudável deste fantástico blog é feita com farro, que é um cereal italiano parecido com a cevada, logo super indicado para a minha eterna dieta. Não é muito fácil encontrar farro em Portugal, mas pode sempre usar espelta que é muito parecido e igualmente saudável.

1396305343826.jpg